Marco Feliciano está embruxado? Feliciano recomenda… Paulo Coelho e Olavo de Carvalho

Julio Severo

Em sua conta de Twitter, Marco Feliciano recomendou um livro de Paulo Coelho, conhecido internacionalmente como esotérico.

Coelho agradeceu publicamente o apoio.

E Feliciano deixou claro que ele não é leitor apenas de um único livro de Coelho. Ele revelou que é leitor dos livros de Coelho.

Quem já recomendou tranquilamente Coelho foi Caio Fábio mais de duas décadas atrás, desmistificando o bruxo assim como ele desmitificava o PT e o MST. Mas tudo isso foi prenúncio de sua queda. Aquele que lutou para quebrar tabus com relação a Coelho e ao PT acabou quebrando a cara.

Hoje, Caio recomenda Olavo de Carvalho, até mesmo posando com ele numa entrevista que mais pareceu bate-papo de comadres tomando seu chazinho da tarde.

Agora parece ser a vez de Feliciano repetir os erros de Caio, em tom maior. Mesmo depois de sua gafe do ano passado, onde ele homenageou o astrólogo como “verdadeiro profeta,” dias atrás (4 de julho de 2017) Feliciano fez um post público de Facebook mostrando que ele disse, a plenos pulmões no Congresso Nacional, “Olavo tem razão!”

O post de Feliciano, que marcou Carvalho e Josias Teófilo, fez em pleno Congresso Nacional propaganda do filme “O Jardim das Aflições,” cujo conteúdo espiritual é semelhante a uma mensagem espírita. Aliás, Josias Teófilo, o diretor do filme, tem histórico amplo na teosofia, que mistura filosofia com espiritismo.

Portanto, “O Jardim das Aflições”é um filme com alma da Nova Era. Seria perfeitamente natural adeptos de religiões esotéricas divulgarem esse filme, já que espírita divulga espírita. Mas a grande aberração foi que o filme de Nova Era foi divulgado por um pastor da Assembleia de Deus que é famoso no Brasil. Pela primeira vez na história do Brasil, um pastor assembleiano recomenda a Nova Era da tribuna do Congresso Nacional.

Para conferir o escândalo do filme de Nova Era que Marco Feliciano promoveu, leia: “O Jardim das Aflições,” um filme da Nova Era.

Feliciano apenas confirmou sua adesão ao culto à personalidade do maior astrólogo da história do Brasil.

Carvalho também agradeceu publicamente o apoio de Feliciano.

E então? Feliciano está contente de ter a gratidão de dois esotéricos depois de tê-los promovido?

Falta muita vergonha na cara para Feliciano, como pastor, como homem e como defensor de direitos humanos.

  • Como pastor, porque Carvalho disse recentemente: “O Protestantismo nasceu do ódio e da sêde de sangue. Sua inspiração cristã é ZERO.” Onde está a vergonha de Feliciano? Quer dizer que ele prefere bovinamente repetir como papagaio a propaganda “Olavo tem razão” a reconhecer que o astrólogo está totalmente errado? Alegar que “Olavo tem razão” é a mesma coisa que confirmar que os evangélicos não são cristãos, mas satanistas. Essa é uma afirmação 100% mentirosa. Além disso, nenhum pastor verdadeiro jamais promoveria o filme esotérico “O Jardim das Aflições,” cujo diretor e personagem têm envolvimento comprovado na teosofia e Nova Era. Feliciano está embruxado?
  • Como homem, porque Carvalho insinuou publicamente que Feliciano já foi a um motel com uma mocinha. Mesmo assim, Feliciano prefere bovinamente repetir como papagaio a propaganda “Olavo tem razão” a reconhecer que o astrólogo está errado? Alegar que “Olavo tem razão” é a mesma coisa que confirmar que o astrólogo está certo sobre Feliciano e suas idas a motéis. Feliciano está embruxado?
  • Como defensor de direitos humanos, porque Carvalho, ao exaltar imaginários “benefícios” da Inquisição e minimizar seus horrores atestados por historiadores, tripudia no sangue inocente de judeus e protestantes que eram vítimas da Inquisição. Quer dizer que Feliciano prefere bovinamente repetir como papagaio a propaganda “Olavo tem razão” a reconhecer que o astrólogo está totalmente errado? Alegar que “Olavo tem razão” é a mesma coisa que dizer que a Inquisição teve razão em torturar e matar judeus e protestantes. Essa é uma alegação 100% mentirosa. Feliciano está embruxado?

Mas para quem recomenda Coelho, qual a discrepância espiritual de recomendar filme esotérico “O Jardim das Aflições”? Qual a discrepância espiritual de recomendar Carvalho (a quem se pode chamar também de “astrólogo,” não por xingamento, mas porque ele fundou a primeira escola de astrólogos do Brasil)?

O que foi que deu em Feliciano, que é deputado federal e pastor assembleiano, para fazer promoção de esotéricos?

O público principal de Feliciano é evangélico. Que tipo de exemplo ele, que é pastor, quer dar? Ele quer os evangélicos lendo Paulo Coelho e Olavo de Carvalho? Ele quer os evangélicos assistindo ao filme esotérico “O Jardim das Aflições”?

Ele quer os evangélicos se embruxando?

Que tipo de exemplo ele deveria dar como pastor?

A Bíblia aconselha os pastores:

“Seja exemplo para todos os fiéis nas palavras, na conduta, no amor, na fé e na pureza.” (1 Timóteo 4:12b NVT)

Exaltar um astrólogo exaltador da Inquisição e difamador de evangélicos foi um péssimo exemplo, a não ser que o pastor assembleiano tivesse alertado: Cuidado com os livros do astrólogo Olavo de Carvalho!

Recomendar livros de um esotérico foi um péssimo exemplo, a não ser que o pastor assembleiano tivesse alertado: Cuidado com os livros do esotérico Paulo Coelho!

Recomendar nacionalmente o filme de um esotérico foi um péssimo exemplo, a não ser que o pastor assembleiano tivesse alertado: Cuidado com o filme esotérico “O Jardim das Aflições”!

Se a intenção de Feliciano foi tentar aparentar ser homem culto, aos olhos de Deus ele falhou. A Bíblia diz:

“Porquanto a sabedoria deste mundo é loucura aos olhos de Deus. Pois está escrito: ‘Ele apanha os sábios nas próprias artimanhas deles.’” (1 Coríntios 3:19 KJA)

A “sabedoria” dos homens gera escravidão, loucura e culto à personalidade deles. A sabedoria de Deus gera libertação, liberdade e culto a Deus.

Que tipo de bom exemplo Feliciano poderia dar, com relação a livros de esotéricos, para que seus seguidores pudessem imitar? A Bíblia diz sobre o ministério do Apóstolo Paulo:

“Muitos dos que creram, assim que chegavam, começavam a confessar e a declarar em público suas más obras praticadas. Da mesma forma, muitos dos que haviam se dedicado ao ocultismo, reunindo seus livros de magia, os queimaram diante de toda a comunidade reunida. Calculados os seus preços, chegou-se à estimativa de que o valor total equivalia a cinquenta mil moedas de prata. E assim, a Palavra do Senhor era grandemente propagada e prevalecia poderosamente.” (Atos 19:18-20 KJA)

Posso imaginar o Apóstolo Paulo hoje incentivando novos convertidos — e pastores mal convertidos — a trazer seus livros de Paulo Coelho e Olavo de Carvalho, inclusive o filme “O Jardim das Aflições,” para queimar publicamente e dar testemunho de libertação.

Nesse ponto, só dará para acreditar numa transformação real de Feliciano se ele aparecer em foto em seu Facebook e Twitter queimando os livros de Paulo Coelho e Olavo de Carvalho e exclamando: “Jesus me libertou!”

Dá para um pastor ou cristão recomendar a Bíblia e livros de esotéricos ao mesmo tempo? Sim, a Bíblia trata desse assunto:

“Jamais vos coloqueis em jugo desigual com os descrentes. Pois o que há de comum entre a justiça e a injustiça? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?” (2 Coríntios 6:14 KJA)

Outra versão diz:

“Não se tornem parceiros dos que rejeitam Deus. Não há como fazer parceria entre o certo e o errado. Não é parceria: é guerra. A luz é amiga das trevas? Cristo passeia com o Diabo? A verdade e a mentira andam de mãos dadas?” (2 Coríntios 6:14-15 A Mensagem)

Mesmo assim, Feliciano parece achar compatível recomendar Paulo Coelho, Olavo de Carvalho e a Bíblia ao mesmo tempo.

Qual será a próxima recomendação dele? Chico Xavier?

Só Jesus pode libertar um pastor embruxado.

O Brasil parece ser um país de embruxadores e embruxados — e, como mostra o caso infeliz de Feliciano, nem pastores pentecostais, que deveriam expulsar demônios e libertar suas vítimas, estão escapando de embruxações.

O maior embruxado, ou embruxador, do Brasil é de longe Paulo Coelho. Uma pequena busca de Google dá 23 milhões de resultados para o nome dele. O nome do astrólogo Olavo de Carvalho dá quase 800 mil, mas ele perde de longe para Chico Xavier, cujo nome dá quase 6 milhões.

Como pode um pastor assembleiano ser fã declarado e público de dois esotéricos? Como pode um pastor assembleiano não enxergar as armadilhas do ocultismo?

Quero deixar claro que, pessoalmente, nada tenho contra Feliciano. Aliás, quando todas as esquerdas, inclusive católicas e evangélicas, o atacaram em 2013, eu fui um dos raros escritores evangélicos a defendê-lo em vários artigos, inclusive estes:

Mas quando eu comecei a ser xingado e difamado depois que o maior astrólogo do Brasil se desembestou contra mim por amor à Inquisição, Feliciano não só calou, mas se juntou ao agressor.

Quando o maior astrólogo do Brasil saiu do armário, desembestando em ataques aos evangélicos, inclusive chamando-os de “evanjegues,” Feliciano novamente calou e se juntou ao agressor.

Quando o maior astrólogo do Brasil saiu do armário, defendendo loucamente o revisionismo da Inquisição, assim como loucos que defendem o revisionismo do Holocausto, Feliciano novamente calou e se juntou ao agressor.

Se Feliciano tentar dar a resposta de que não é possível o astrólogo ser contra os evangélicos pelo fato de que há evangélicos entre os seguidores do astrólogo, isso só demonstra pura falta de conhecimento. Ora, o marxismo é inegavelmente contra os evangélicos, mas nem por isso faltam evangélicos entre seus seguidores.

Se Feliciano tentar igualmente dar a resposta de que não é possível o olavismo ser antievangélico porque esse movimento tem evangélicos e é antimarxista e “conservador,” isso só demonstra pura falta de conhecimento. Ora, até Hitler tinha um discurso estridentemente antimarxista e tinha milhões de seguidores católicos e evangélicos. Em matéria de críticas originais ao marxismo, Hitler, que também era esotérico, passou a perna no astrólogo quase cem anos atrás.

Além disso, o movimento do Rev. Moon, o falso messias bilionário que morreu em 2012, tem um discurso e atuação claramente antimarxista e conservador e há décadas atrai muitos evangélicos “inocentes” como Feliciano.

A única diferença entre o movimento do Rev. Moon e o olavismo é que o movimento do falso messias coreano é vastamente maior e mais rico e não xinga os evangélicos. No resto, são iguais: culto à personalidade, antimarxismo, conservadorismo e ideias da Nova Era.

Quanto ao astrólogo, todo o seu conhecimento supostamente conservador e antimarxista veio da Escola Tradicionalista, fundada pelo bruxo islâmico René Guénon. O astrólogo é, há décadas, o maior divulgador de Guénon no Brasil, tendo inclusive traduzido um dos livros dele para o português. A Escola Tradicionalista mesclava discurso conservador (ou tradicionalista) antimarxista com ideias da Nova Era.

Contudo, Feliciano é carente demais de conhecimento para entender essas questões. Ele é carente demais para entender também que ao recomendar Paulo Coelho e Olavo de Carvalho ele está induzindo seu público evangélico ao esoterismo?

Assisti a uma pregação recente de Feliciano em que ele demonstrou evidente falta de conhecimento e óbvio despreparo intelectual. Isso se corrige com boa leitura. No entanto, leitura esotérica gera conhecimento deficiente e estragado. O bom conhecimento vem de boa literatura. Nenhuma literatura esotérica traz conhecimento saudável e necessário.

Literatura ruim, principalmente esotérica, é muito pior do que falta de leitura. É preferível ler só a Bíblia a estragar a alma com leitura espiritualmente podre.

Se Feliciano quer se tornar um evangélico conservador culto, por que ele prefere ler bruxos, esotéricos e ocultistas? O universo evangélico americano oferece o melhor conservadorismo do mundo. Prova irrefutável disso é que os EUA, que são majoritariamente evangélicos, têm uma base conservadora cujos fundamentos genuínos são evangélicos. Feliciano viaja frequentemente aos Estados Unidos. Por que ele não aproveita essas viagens para fazer contatos com filósofos conservadores evangélicos?

Em vez de ler Paulo Coelho, Olavo de Carvalho e outros esotéricos, por que Feliciano não lê os melhores autores evangélicos conservadores americanos? Em vez de recomendar o filme esotérico “O Jardim das Aflições,” por que Feliciano não recomenda filmes evangélicos?

Eis uma breve lista, que inclui desde pregadores até filósofos, com boas pitadas do sobrenatural de Deus:

  • Franklin Graham.
  • William J. Murray.
  • Pat Robertson.
  • Ted Baehr.
  • Wayne Grudem.
  • James Dobson.
  • John Wimber.
  • Scott Lively.
  • Peter LaBarbera.
  • Jack Deere.
  • Ray Comfort.
  • Larry Christenson.

Tenho contatos com alguns dos conservadores dessa lista, e vale a pena.

Se Feliciano quiser ler autores católicos, recomendo Patrick J. Buchanan, que é católico conservador pró-vida e pró-família. Buchanan foi assessor de política externa do presidente americano Ronald Reagan, ícone conservador. Ele já foi também pré-candidato presidencial pelo Partido Republicano.

Além disso, até a grande mídia esquerdista americana já reconheceu que a grande força conservadora no Brasil são os evangélicos. Confira este artigo: Em meio à crise no Brasil, evangélicos destacam-se como a principal força conservadora.”

Se a grande força conservadora no Brasil são os evangélicos, por que um pastor assembleiano está dando glória a um astrólogo, e não a Deus? Por que ele promoveu no Congresso Nacional o filme esotérico de um astrólogo que se gloria a si mesmo?

Feliciano não precisa ler Paulo Coelho, Olavo de Carvalho e outros bruxos, esotéricos e ocultistas para ficar culto. Ele não precisa de cobras e lagartos para se tornar sábio.

O universo evangélico tem abundância de escritores excelentes. É leitura sem contraindicações. Sem embruxações. Mas lendo bruxos, esotéricos e ocultistas, como ficará sua vida espiritual, como cristão e pastor?

O que o Apóstolo Paulo, que tinha um ministério atuante de libertação de bruxos, esotéricos e ocultistas, acharia de um pastor se deixando embruxar?

Afinal, Deus chama os pastores para ministrar libertação para embruxadores e embruxados, ou para se embruxarem?

Enquanto o Apóstolo Paulo indicava Jesus sem a adição de nenhum bruxo açucarado de sua época, Feliciano indica Jesus com o popstar esotérico Paulo Coelho e com o aspirante de popstar esotérico Olavo de Carvalho, bem ao gosto de um Brasil católico sincrético que, mais do que nunca, precisa do ministério de Jesus que envolvia e envolve a libertação de pessoas física, espiritual e intelectualmente oprimidas pelo diabo.

Atualizado em 24 de setembro de 2017.

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

“O Jardim das Aflições,” um filme da Nova Era

Caso Patrícia Lelis e Marco Feliciano

Marco Feliciano: Olavo de Carvalho é como um “verdadeiro profeta”

Reconhecendo acertadamente o Rev. Moon e seu ex-culto à personalidade entre conservadores americanos, mas não vendo outro messias descarado emergindo

O que atrai Olavo de Carvalho aos Estados Unidos?

O que é um conservador evangélico?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s