Trump é acusado de crime por pedir ajuda para Rússia

Julio Severo

Donald Trump está sendo acusado de cometer crime ao pedir que a Rússia descubra mais segredos sujos de Hillary Clinton, depois que o presidente americano Barack Hussein Obama já havia se queixado na televisão americana e acusado o presidente russo Vladimir Putin de estar prejudicando sua candidata Hillary e ajudando Trump.

É a primeira vez na história das eleições presidenciais dos EUA que um candidato do Partido Republicano pede ajuda para a Rússia. Nem mesmo um candidato do Partido Democrático, que é abertamente esquerdista, nunca fez isso tão declaradamente, ao vivo e diante de toda a imprensa, como Trump fez.

É a primeira vez na história das eleições presidenciais dos EUA que a candidata mais esquerdista está sofrendo perdas por causa de ações direta ou indiretamente russas.

Tanto políticos do Partido Democrático, que abriga Obama e a nata da Esquerda americana, quanto políticos do Partido Republicano estão condenando Trump, acusando que ele cometeu crime de traição à pátria.

Tanto esquerdistas quanto direitistas americanos o estão acusando desse crime.

Ele merece ser acusado desse crime por pedir ajuda para Putin? Ele merece ser tratado como criminoso por querer prejudicar, com ajuda russa, sua opositora descaradamente socialista e criminosa?

Se ele mudasse seu sobrenome para Clinton, Trump poderia cometer crimes e traições à vontade, pelo resto da vida, sem ser condenado.

Ativistas de mentalidade neocon, que acusam a Rússia de ser a fonte de todos os males mundiais, estão desconcertados, confusos e perplexos com as muitas atitudes de Trump favoráveis à Rússia.

Parecem ter sofrido apoplexia, pois, mais por hábito da Guerra Fria do que por honestidade e fatos, acusam por muito menos alguém de ser agente da KGB, porém estão impotentes e emudecidos de fazer semelhante acusação neurótica contra Trump.

Estão tendo de fazer as maiores ginásticas e piruetas demagógicas para desculpar o comportamento de Trump com relação à Rússia. Tudo para não enfrentar a realidade dura e cruel de que Trump rompeu com a mentalidade da Guerra Fria.

Quer gostem ou não, eles estão muito mais com Obama, que quer perpetuar a Guerra Fria, do que com Trump.

A contragosto ou não, os apoplécticos circenses anti-Rússia estão se unindo à desonestidade dos neocons, manipulando as emoções de seu público mentalmente limitado e cativo para continuar ganhando poder e popularidade, a todo momento tentando explicar que Trump é tão anti-Rússia quanto eles e que as atitudes pró-Rússia de Trump são supostamente apenas uma estratégia secreta para derrotar a Rússia.

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Trump é um agente da KGB?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s