Ator Matt Damon pede abrangente proibição de armas nos EUA

Julio Severo

O ator Matt Damon disse recentemente que deseja que um confisco abrangente de armas no estilo australiano ocorra nos Estados Unidos.

Damon fez seus comentários numa entrevista na Austrália durante sua turnê para promover seu novo filme “Jason Bourne.”

“De uma tacada só vocês australianos fizeram isso e eu queria que acontecesse no meu país, mas é uma questão tão pessoal para as pessoas que nem dá para falarmos sobre isso de forma lógica,” disse Damon, se referindo às vastas leis de controle de armas sancionadas na Austrália em 1996.

O mega-astro de Hollywood lamentou que as pessoas fiquem “tão emotivas” com a questão.

As leis da Austrália foram mudadas depois que um homem armado matou 35 pessoas num resort. Com apoio bipartidário de políticos esquerdistas e conservadores, a Austrália implementou uma campanha enorme para comprar armas dos cidadãos, proibiu a venda particular e disse que todos os que desejassem possuir uma arma precisariam de uma “razão genuína” para ter uma além de defesa pessoal.

Contudo, o jeito australiano não é o jeito de Bourne.

O melhor jeito de Matt Damon expressar suas ideias anti-defesa armada é por meio da máquina de propaganda de seus filmes. Em seu atual filme “Jason Bourne,” ele despachou para a eternidade pelo menos 10 pessoas como uma máquina de matar homens de arma em punho. Em seus outros filmes “Jason Bourne,” ele matou outros bandidos, especialmente de serviços de inteligência corruptos e maus.

Então por que Damon é tão anti-armas se Bourne simplesmente as ama?

Se fosse real, Bourne teria aversão a Damon, e certamente se Damon fosse honesto ele odiaria Bourne e deixaria seu papel para um ator pró-armas.

Ao rejeitar o personagem Bourne, Damon provaria e validaria seu ponto-de-vista com base na sua consciência. Nesse ponto, ele não tem consciência para rejeitar o dinheiro que seu personagem que ama armas lhe dá.

Damon, que teria ganho mais de 50 milhões de dólares por seu trabalho nos filmes Bourne, também não vê problemas em usar armas em outros filmes.

O ator de 45 anos também portou armas em seus filmes “Os Infiltrados,” “Zona Verde” e “Elysium,” só para citar alguns.

Uma foto dele segurando uma arma aparece em cartazes de todos os seus filmes de Bourne.

Onde está a consciência dele?

É hora de Damon rejeitar Bourne e devolver seus 50 milhões de dólares.

Além disso, ele deveria desarmar seus guarda-costas e não fazer segredo disso, informando o público que em conformidade com suas posturas anti-armas, seus guarda-costas estão totalmente desarmados.

Isso seria real propaganda anti-armas.

Apoio Jason Bourne, mas não Matt Damon.

Com informações de FoxNews e DailyMail.

Versão em inglês deste artigo: Actor Matt Damon Calls for Massive Gun Ban in U.S.

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

O Rio e o Velho Oeste: artigo especial de Julio Severo sobre a necessidade de defesa armada

Entrevista com Filipe Luiz C. Machado, autor do livro “Armas, Defesa Pessoal e a Bíblia”

A guerra contínua da esquerda contra as mulheres

Mulher americana, sozinha com dois filhos pequenos, se defende de homem que invadiu sua residência

Como deter a matança dos inocentes

A esquerda maléfica e as crianças massacradas

Menina de 12 anos em casa sozinha usa arma da família para atirar em intruso

A diferença entre a brasileira e a americana

Suíça: cidadãos são livres para portar armas

Os suíços têm a ideia certa sobre armas de fogo

Escritor evangélico fala sobre defesa armada

Número de assassinatos no Brasil é mais elevado do que em zonas mundiais de guerra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s