Macumbaria de cinismo da Falha contra Maria e contra os judeus

Macumbaria de cinismo da Falha contra Maria e contra os judeus

Julio Severo
No dia de Natal, a Folha de S. Paulo (mais conhecida como Falha de S. Paulo, por mais errar do que acertar) publicou uma pseudo-reportagem sobre Maria, a mãe de Jesus. Depois da reação negativa de muitos leitores (inclusive minha, expressa neste artigo: “Um presente de Natal contra o Natal: Folha de S. Paulo retrata Maria como mulher preocupada com a causa palestina”), a Falhatentou, sem sucesso, simular um pedido de desculpas, dizendo:  
“Na quarta-feira passada, judeus reclamaram, com razão, da reportagem ‘Um muro no caminho de Maria,’ que elencou os percalços que a Virgem teria que enfrentar se fizesse hoje o trajeto entre Nazaré e Belém. O texto trazia várias críticas a Israel.”
A Falha pintou Maria como uma palestina sofrendo as inconveniências das forças armadas de Israel. Foi uma falha muito tosca, pois nem de longe Maria era palestina. Ela era judia.

A Falha diz que apenas os judeus reclamaram. Nesse ponto, tenho a obrigação de perguntar: Onde estão os evangélicos para cobrar da Falha esse erro histórico e bíblico? Maria jamais se oporia aos procedimentos de segurança dos soldados de seu povo, especialmente em questões relativas aos riscos (ataques a bombas sendo apenas um entre muitos) representados pelos ocupadores palestinos de Israel.

E onde estão os católicos, que veem Maria como mãe de Deus? Não há evidência de que Maria tenha gerado Deus desde a eternidade, mas há uma segurança de 100 por cento de que Maria era judia, com linhagem e tudo o mais a que um judeu tem direito.
Portanto, a afronta da Falha não foi somente aos judeus, que discordam do Cristianismo e suas raízes patentemente judaicas. Foi também aos evangélicos e católicos.
E a declaração da Falha, interpretada por alguns ingênuos como “desculpa,” nada mais é do que malícia descarada.
Quando a cobra se desculpar, cuidado com o bote. Quando a Falha se desculpar, não se espante com mais falhas.
A nota de pseudo-desculpa da Falha foi publicada num cantinho escuro, iniciando o texto da seguinte forma cínica: “Em menos de uma semana, a Folha conseguiu desagradar a dois grupos religiosos. No último dia 20, o título ‘Não multa que é macumba’ chamava para uma reportagem que informava que oferendas religiosas em locais públicos não serão enquadradas no Programa Lixo Zero, criado neste ano pela Prefeitura do Rio. O termo ‘macumba,’ de conotação pejorativa, deve ser evitado, como recomenda o ‘Manual da Redação.’”
O que macumba tem a ver com uma retratação escandalosamente mentirosa de Maria, dos judeus e de Israel?
Que história é essa de que a Falhaconseguiu desagradar a dois grupos religiosos? Judeus e macumbeiros colocados no mesmo poleiro?
A Falha tem a cara-de-pau de ensinar o público que é errado dizer que macumbeiros fazem macumba, mas não tem coragem de dizer que seu jornalista mentiu ao insinuar que Maria era palestina? O que macumbeiros e macumba têm em comum? Tudo! O que Maria e uma identidade palestina têm em comum? Nada!
O que macumba e Maria têm em comum? Para a Falha, tudo! Esquerdistas defensores de um suposto Estado laico almejam nivelar todas as religiões, deuses e demônios. Nessa nivelação maldosa, a bruxaria sempre leva a melhor. Maria, que representa muito bem os valores judaico-cristãos (pois ela era totalmente judia e cristã), é tratada como mera ferramenta da causa esquerdista pró-Palestina.
Não é mentira dizer que as oferendas com sacrifícios de animais, velas e porcariadas do candomblé, umbanda e outras religiões afro-brasileiras são “macumba.”
Contudo, é mentira insinuar que Maria era palestina e sofreria dos soldados judeus o mesmo tratamento que sofreriam invasores e ocupadores da Terra de Israel.
Somente no caso da “macumba,” a Falha chegou mais perto de uma “desculpa,” embora não houvesse nada do que se desculpar, pois macumba sempre teve tudo a ver com as religiões afro-brasileiras.
Mas o que macumba tem a ver com judeus?
O que está subtendido na notinha cínica da Falhaé: “Podemos até pedir desculpas ao candomblé e à umbanda por chamarmos seus trabalhos e oferendas de macumbas. Fazemos isso apenas para agradar a eles. Quanto aos judeus que reclamaram, sua religião e valores não são melhores do que as religiões macumbeiras! Por isso, se insinuamos que Maria era palestina, e daí? Os católicos, evangélicos e até judeus vão continuar comprando e valorizando nosso jornal. Vamos colocá-los todos no mesmo nível religioso dos macumbeiros, mas respeito, com certeza, daremos mais à bruxaria, pois nossa luta é contra os valores judaico-cristãos!”
Pelo menos, é a leitura que dá para fazer da notinha da Falha.
É a macumbaria de falhas e cinismo da Falhacontra a cultura judaico-cristã.
Leitura recomendada:

7 comentários sobre “Macumbaria de cinismo da Falha contra Maria e contra os judeus

  1. Caro Julio,sou catolico e tbm repudio o que foi escrito pela ''Falha'' que gosta de falhar qdo o assunto é cristianismo. Parabéns pelo artigo. Faço apenas uma correção: nos catolicos não cremos que Maria é Mãe de Deus porque gerou Deus desde a eternidade como vc coloca no artigo. De uma forma resumida, cremos que Maria é Mãe de Deus porque ela foi escolhida por Deus Pai para dar a luz a Deus Filho e tudo isso por obra do Deus Espirito Santo,ou seja, nenhuma criatura no mundo teve tamanha intimidade com o Deus que é Uno e Trino como a Virgem Maria. Maria é Mãe de Jesus que é 100% Deus e 100% Homem, Maria não é apenas mãe de Jesus enquanto homem pois em Jesus não ha divisão, como em mim e em vc: sabemos que foi Deus quem nos deu nossa alma, mas nem por isso dizemos que nossa mãe é mãe apenas do nosso corpo. Era Nestorio que afirmava existir uma desunião entre a natureza humana e divina de Cristo. Se essa divisão existisse quem teria morrido por nos na Crus? Jesus homem ou Jesus Deus. Enfim, fico por aqui. No mais coragem em tua missão. Deus abençoe!!

  2. Oi, Radameques! Os valores que estão sendo atacado são valores judaico-cristãos. Por isso, sempre defendo esses valores. Quando a Parada Gay de dois anos atrás aviltou os santos católicos, defendi os católicos, não porque concordo com as doutrinas católicas, mas porque os ativistas gays queriam afrontar o Catolicismo e o Cristianismo. Essa foi a intenção deles.Em 1992, numa comissão da Câmara dos Deputados sobre aborto, acompanhei o então presidente da CNBB. Ele foi tratado de forma muito desrespeitosa, e eu não concordei com isso. Ele estava defendendo a vida. A Dep. Benedita da Silva, da Igreja Presbiteriana, estava lá, com os abortistas. E eu, um evangélico, estava com o presidente da CNBB e um líder pró-vida católico. Estávamos em total minoria. Depois da reunião, cobrei da Benedita, cobrei por estar com abortistas.Defendo também os judeus, embora, como saibamos, eles rejeitem o Cristianismo. Mas temos valores que transcendem essas diferenças.Quanto à questão de Maria como “Mãe de Deus,” eu me apoio exclusivamente no Novo Testamento. Não há, nas palavras de Jesus ou dos apóstolos, nenhum ensino levando a tratar Maria como mãe de Deus. Embora todos os apóstolos soubessem muito melhor do que nós que Jesus era Deus e havia nascido de Maria, com certeza eles sabiam que dar a Maria tal tratamento seria fazer muito mais do que Deus permitiria. Jesus nunca chamou Maria sua mãe de “mãe de Deus.” Nenhum apóstolo deu a ela tal tratamento. Tudo o que alguns teriam para sustentar um título desse tipo para Maria seriam as tradições posteriores de muitos séculos depois dos apóstolos. Mas entre as tradições e o Novo Testamento, acho que o Novo Testamento é muito mais confiável.Espero que entenda que não desprezo Maria no seu papel devido como serva de Deus. Ser chamada de Maria “Mãe de Deus” é algo que nem Jesus nem nenhum de seus apóstolos fez. Por isso, não me atrevo a fazer o que eles nunca fizeram e fariam.Que Deus a abençoe e Feliz Ano Novo”

  3. Vc expressou mto bem, Julio: cínica reportagem. Eles atacam e ainda fazem pouco das vítimas comentando que elas reclamaram pouco ou que poucas delas reclamaram. Comportam-se na mídia como bandidos covardes comportam-se quando fazem comentários de suas vítimas.

  4. pra mim, o comentário do Dvale não explicou nada… tornou-se apenas mais um comentário circular que os católicos usam como sofismas em suas argumentações: "Maria não é mãe na eternidade e sim na Terra" e ainda deixou duvidoso se Jesus é Deus ou uma pessoa divina"!Esse reciocinio católico não se sustenta, assim os avós de Jesus tbm seriam divinos e etc até Adão! Mas o único que ganhou reverência na Linhagem foi o Rei Davi! "Jesus filho de Davi" têm misericórdia de mim!

  5. Caro Julio,Primeiramente gostaria de dizer que sou um homem, hehehehe digo isso porque no final da sua mensagem vc disse que ‘‘Que Deus a abençoe e Feliz Ano Novo’’ Sem problemas, o meu nome é meio estranho mesmo. Eu sou missionario catolico e depois de ter passado 5 anos em missão na Argélia estou em missão com minha esposa e meu filho na cidade de Avignon no sul da França. Faz pouco tempo que acompanho o seu trabalho e vejo o qto luta pela familia e outros valores cristãos. Continue assim. Tbm é muito positivo, como vc apresentou, o seu trabalho em união com cristãos de outras denominações diferentes da sua. Pois bem, eu sei que o tema desse artigo não é : ‘‘Maria Mãe de Deus’’, mas como li no mesmo o que você escreveu me sinto no dever de esclarecer. Como disse, a correção que eu fiz e um outro leitor fez foi que vc afirmou que a fé Catolica professa que Maria gerou Deus desde toda a eternidade : ‘‘Não há evidência de que Maria tenha gerado Deus desde a eternidade…’’ Realmente não há evidência de que Maria tenha gerado Deus desde toda a eternidade porque isso não aconteceu. Cremos que Maria é Mãe de Deus pelo pequeno resumo que dei na mensagem anterior.Mas na sua resposta vc diz : ‘‘Quanto à questão de Maria como “Mãe de Deus,” eu me apoio exclusivamente no Novo Testamento(…)Mas entre as tradições e o Novo Testamento, acho que o Novo Testamento é muito mais confiável.’’Julio, o NovoTestamento é fruto das Tradições, quer dizer, é fruto da vivência (as tradições nada mais são do que a vivência, a pratica dos ensinamentos de Cristo) dos discipulos junto com o Senhor e dos apostolos. As Tradições são importantes pelo simples fato de que como vemos no Evangelho de João : ‘‘Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que se deveriam escrever.’’ ( Jo 21, 25)Jesus ja tinha dito : ‘‘Muitas coisas ainda tenho a dizer-vos, mas não as podeis suportar agora. Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade.’’ (Jo 16, 12-13)Muitas coisas Jesus falou e fez, assim tbm os seus discipulos, apostolos e discipulos desses.O proprio Cânon das Sagradas Escrituras são fruto da Tradição dos cristãos. Existe um documento datado entre os anos 150-170 chamado Cânon de Muratori, onde nele podemos encontrar a citação de alguns escritos que eram lidos no inicio da historia da Igreja. Alguns desses livros são tidos hoje como livros cânonicos. Creio que vc saiba que foi Atanasio de Alexandria que apresentou uma lista mais completa com os livros que encontramos hoje no Novo Testamento e isso em 367. Em 382, no Concilio de Roma, na época do Papa Damaso foi composta uma lista completa dos Livros Sagrados que foi sendo confirmada ao longo dos anos. Enfim, varios são os testemunhos de que a propria Sagradas Escrituras é fruto da Tradição. Não encontramos no Novo Testamento, seja no que Jesus disse ou no que os apostolos escreveram, nada referente a lista desses livros, mas mesmo assim os aceitamos.Enfim, para se aceitar a verdade de que Maria é Mãe de Deus segundo a fé Catolica é preciso aceitar a Tradição como fonte inspirada pelo Espirito Santo. O proprio Atanasio de Alexandria que como disse por volta de 367 apresentou uma lista com os livros do Novo Testamento, defendeu a verdade de que Maria é Mãe de Deus pois ele foi um grande defensor da União Hipostatica de Jesus Cristo assim como do Mistério da Santissima Trindade diante dos ataques dos seguidores de Ario. Enfim, sei que o tema abordado não é esse, esse assunto é bem extenso,por isso desculpe ai por ter me alongado.Mais uma vez que o Senhor te abençoe e renove em ti a coragem para continuar o teu apostolado.

  6. Pessoal, o que podemos esperar de bom de uma mídia totalmente podre, imoral, esquerdista, e demoníaca (e a serviço de um governo corrupto)? Absolutamente nada!Como se já não bastasse o lixo moral vindo do inferno chamado Rede Globo de Televisão, ainda temos esta "Falha" (isto mesmo, falha com "F" maiúsculo) para despejar mentiras e mais mentiras na mente do povo que não tem conscientização!É por isso que eu só acesso este blog do nosso amado irmão Júlio Severo. É um canal abençoado, que sempre nos mantém informados sobre tudo o que acontece no Brasil e no mundo (e tudo o que a mídia corrupta nunca mostra)!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s