Jovem brasileira denuncia ao exterior escândalo dos gastos da Copa enquanto população é castigada por assistência estatal de péssima qualidade

Jovem brasileira denuncia ao exterior escândalo dos gastos da Copa enquanto população é castigada por assistência estatal de péssima qualidade

Julio Severo
Um vídeo que está sendo divulgado na internet traz uma jovem brasileira que está denunciando ao público internacional o escândalo dos elevados gastos que o governo socialista do Brasil está tendo com a Copa do Mundo. O vídeo está neste link: http://youtu.be/HoAVX6LBUYg

Enquanto os serviços estatais de atendimento à população são precários e ineficientes, o governo responsável pelo mau atendimento usa depois toda essa precariedade e ineficiência como desculpa para cobrar mais impostos. Quanto maior a ineficiência e precariedade de seus serviços, maior é a desculpa para “cobrar impostos.”
O governo irresponsável tira do bolso do brasileiro que trabalha para enfiar na Copa e no bolso de políticos corruptos. A mesma crise que afeta o brasileiro trabalhador comum não afeta os políticos que vivem de impostos, parasitando o bolso dos brasileiros. Esse parasitismo, que é roubo, é condenado por Deus, seja cometido por um indivíduo, grupo ou governo. Deus diz em Sua Palavra:
“Não furtarás.” (Êxodo 20:15)
Dona Dilma no passado era uma adoradora da Rússia soviética. Hoje, a Rússia cobra um imposto único de 13 por cento. Por que Dona Dilma não imita a Rússia de agora? Por que não para de forçar o governo brasileiro a roubar de seus cidadãos?
Tiradentes se rebelou contra o governo português que, mediante impostos de 20 por cento, roubava do povo brasileiro.
Hoje, o próprio governo brasileiro rouba quase 40 por cento de seu povo — o dobro de maldade que cometia o governo português.
Enquanto a igreja não compreender, se conscientizar, orar e se mobilizar, o governo continuará atacando e parasitando o bolso do trabalhador brasileiro.
Leitura recomendada:

3 comentários sobre “Jovem brasileira denuncia ao exterior escândalo dos gastos da Copa enquanto população é castigada por assistência estatal de péssima qualidade

  1. O Justiceiro disse …EU NUNCA PAGUEI NENHUM IMPOSTO AO GOVERNO! E SE DEPENDER DE MIM, NUNCA VOU DAR NENHUM CENTAVO SUADO MEU PARA SUSTENTAR UMA QUADRILHA DE LADRÕES DE COLARINHO BRANCO!Descupa amigo, mas vc paga imposto sim e paga muito imposto mesmo sem saber….por exemplo, quando vc acorda e e vai fazer xixi e da desgarga, vc ja esta pagando imposto da conta de agua mensal, quando vc vai apagar a luz para dormir, vc ainda esta pagando o imposto que esta na conta de luz, VOCE PASSA O DIA INTEIRO PAGANDO IMPOSTO, do que come, do que veste, no transporte que usa, nas suas prestacoes em lojas, tudo absolutamente em tudo voce paga imposto no Brasil e o imposto dos mais caros do planeta. Por isso e de supra importancia mentaer o povo imbecil e manipulado com Futebol, novelas globais, BBB, domingao do faustao, panico na TV e outras mazelas da manipulacao coletiva para o povo se manter na eterna ignorancia e imbecilidade social.Sem educacao e principalmente sem Deus essa nacao ira cada vez mais pro abismo.

  2. "… Cada povo tem o governante que merece…"Esta frase do Júlio só faz confirmar o ditado popular que diz que "o povo tem o governo que merece". Nunca, aqui no Brasil, isso ficou tão evidente, ou melhor, nunca esse mesmo ditado se confirmou de maneira tão clara como nestes últimos anos.Basta fazermos uma análise dos governos de Lula (anterior) e de Dilma (atual). Mudam somente os "atores" (no caso, os presidentes), mas o "script" (isto é, o programa de governo) é rigorosamente o mesmo. Para que não haja mais nenhuma dúvida quanto a isso, vejamos alguns dos pontos que eles têm em comum:– Promoção de políticas de apoio aos "direitos humanos" (leia-se privilégio para os homossexuais e perseguição aos cristãos);– Discriminalização do aborto, já que o aborto é somente um "caso de saúde pública" (ou seja, o aborto, para o governo, não é um crime contra uma vida inocente e indefesa);– Censura à liberdade de expressão (e ainda dizem, com a maior cara–de–pau, que vivemos num país democrático!);– Tolerância às religiões afro–descendentes, sob o argumento de que elas fazem parte da nossa cultura, e, como tal, não podem ser discriminadas (como o diabo dessas mesmas religiões se disfarça em anjo de luz, só falta dizer que todas elas são de Deus);– Distribuição de "kits educativos" nas escolas, com a alegação de combater a homofobia (uma forma disfarçada de fazer com que as nossas crianças sejam sutilmente induzidas ao homossexualismo, promovido pelo ex–ministro Fernando Haddad e por toda a corja do governo e dos homossexuais);– Homenagem às "vítimas" do regime militar (ninguém jamais procurou saber o verdadeiro passado de Dilma, Lula, e outros esquerdistas).Enfim, estas são apenas algumas das muitas semelhanças entre os governos de Lula e o de Dilma (na verdade, o governo de Dilma nada mais é do que a continuação do governo de Lula).E por que o povo, mesmo sabendo disso tudo, ainda assim vota neles? Por uma razão muito simples: recebendo a "ajuda" (Bolsa–Família) do governo, quem é que não quer ser sempre beneficiado pelo mesmo governo de alguma forma? Tem até gente que ainda tem a ousadia de dizer: "Se o governo é bom (já que ajuda o povo com o Bolsa–Família e outros benefícios), por que votar contra o mesmo governo?" Isso lembra aquela máxima do antigo Império Romano: "Dai pão e circo ao povo, que o Império sobrevive".Não tenho nenhum medo de dizer: a nossa política está tão podre e tão corrompida, que nem mesmo os políticos da bancada evangélica não são dignos da nossa confiança (e, muito menos, merecedores do nosso voto). Em suma: não dá pra confiar em nenhum político (seja de que partido for).Se o povo tivesse vergonha na cara (e, principalmente, se este mesmo povo fosse politicamente conscientizado), não colocaria corruptos no poder em troca do Bolsa–Família ou de qualquer outro tipo de ajuda ou assistencialismo. Só que o povo, durante as eleições, vota mais com a emoção do que com a razão (ou melhor, mais com a barriga do que com a cabeça). E isso, infelizmente, já criou um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado.Portanto, diante de tudo que foi dito aqui, só dá pra chegar a uma única conclusão: enquanto prevalecer este quadro, ou melhor, enquanto o povo, em toda eleição, ainda continuar adotando esta "mentalidade clientelista" (isto é, de só votar em troca de algum tipo de ajuda ou assistencialismo), o nosso país vai estar sempre sendo governado por corruptos.Que estas palavras sirvam de alerta para que todos, a partir de agora, sejam mais cuidadosos na hora de votar (e não se deixem enganar pelas promessas mentirosas dos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições)!P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar (ou puder dizer alguma coisa sobre este meu comentário), ficarei agradecido.

  3. Respondendo a todos que postaram seus comentários aqui,No episódio da tentação no deserto, o diabo, ousadamente, ofereceu todos os reinos do mundo (e suas riquezas) a Jesus, dizendo: "Tudo isto eu Te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4:9). Mas Jesus rebateu com firmeza a todas as investidas do diabo ao dizer: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás" (Mateus 4:10)O que esse episódio bíblico tem a ver com o fato do povo comum (e também de muitos que se dizem cristãos) estarem votando em candidatos do PT (e também em candidatos de outros partidos esquerdistas)?Tudo a ver!Vejamos:O Estado marxista–comunista–esquerdista–socialista (aqui representado pelo governo corrupto de Dilma) age igual ao diabo quando propõe ao povo: "Tudo isto (saúde, moradia, educação, empregos, segurança, e outros benefícios) eu te darei se você eleger os meus representantes (do PT e de outros partidos com a mesma agenda política) e deixar que, através deles, somente eu (e não Deus) satisfaça todas as suas necessidades"Considerando que o povo que não tem conscientização política vota mais com a barriga do que com a cabeça, a maioria não resiste a essa tentação (principalmente quando o Bolsa–Família ou qualquer outro assistencialismo eleitoreiro é oferecido)!A mesma coisa acontece quando o mesmo Estado diz aos políticos da bancada evangélica: "Tudo isto (cargos com altos salários, concessões de emissoras de rádio e canais de televisão, e outras mil e uma mordomias) eu te darei se você permitir que eu aprove as minhas políticas (a favor do aborto, do homossexualismo, da perseguição aos cristãos, da destruição das famílias e de todos os bons princípios) e não faça (e nem diga) nada contra o meu governo"Considerando que muitos desses mesmos políticos estão se vendendo (ou sendo facilmente influenciados) por qualquer coisa, a maioria aceita sem questionar (ainda mais quando vê muito dinheiro à sua frente)!Infelizmente, esta é a verdade nua e crua que acontece (e que a mídia corrupta nunca mostra)!Para tentarmos mudar este quadro, temos que saber usar a arma de que dispomos: o voto. Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato. Somos nós mesmos que vamos fazer isso.Uma coisa, porém, é certa (e inevitável): temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados! Depois, ninguém venha chorar pedindo para fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!Aproveito para dar mais algumas sugestões:– O povo tem que ser suficientemente esclarecido através de pessoas politicamente conscientizadas, para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo esquerdista "oficial" (leia-se Rede Globo);– Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);– Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;– Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para uma conscientização política do povo em geral. Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.Que estas sugestões sejam analisadas por pessoas de bom senso, para termos um povo esclarecido o suficiente em termos de conscientização política.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s