Nelson Mandela e o aborto

Nelson Mandela e o aborto

Que ainda em vida Nelson Mandela tenha se tornado uma referência ética, não me surpreende… Não por quem ele fosse, mas por quem dá tais títulos nos dias atuais. Aos “santos” dos dias atuais — gente como Al Gore, Bill Gates, Steven Jobs e outros mais basta-lhes apenas agradar ao mundo. Mandela, sai deste mundo e mesmo antes de sair já constava nos livros de história como um santo destes “santos”.

Sinto discordar da onda de unanimidade que provavelmente varrerá nossa imprensa e principalmente a mídia social, alvo fácil de todo pensamento politicamente correto produzido atualmente.

Mandela e seu partido, o Congresso Nacional Africano (CNA), por décadas têm uma relação muito próxima ao Partido Comunista da África do Sul, que, como é corriqueiro entre os esquerdistas, encara o aborto como direito da mulher, sem, claro, fazer qualquer referência à humanidade do bebê em gestação. Eis um trecho do posicionamento deste partido em relação ao assunto:
“O Partido Comunista da África do Sul acredita que toda mulher tem direito ao controle sobre seu próprio corpo e também direito a tomar decisões independentes sobre sua vida reprodutiva. Somado a isto, toda mulher deveria ter o direito a escolher se ou não deseja terminar uma gravidez.”
Já Mandela, que sempre direcionou politicamente o CNA, deua seguinte declaração sobre o aborto:
“As mulheres têm o direito de decidir o que querem fazer com seus corpos.”
Tanto a declaração do Partido Comunista Sul-Africano como as palavras de Nelson Mandela reverberam o discurso do abortismo internacional, que se lixa para os “corpos” dos bebês em gestação, seres humanos como qualquer um de nós.
Mas Mandela não ficou apenas nas palavras… Após ganhar a histórica eleição na qual foi eleito presidente em 1994, Mandela e seu então ministro da Saúde, Nkosazana Dlamini-Zuma, apresentaram ao parlamento de seu país um projeto de legislação, posteriormente aprovado, que tornou a legislaçãosul-africana relacionada ao aborto uma das mais liberais do mundo. Adicionado a isto, Mandela, seu partido e coligados tiveram um preponderante papel na confecção da nova constituição sul-africana, por ele assinada em 1996, que deurelevante papel aos “direitos reprodutivos”, um conhecido eufemismo para abortos, esterilizações, etc.
Para se ter uma idéia da liberalidade da legislação introduzida por Mandela, até 12 semanas de gestação nem mesmo é necessário um médico para fazer o procedimento, sequer uma enfermeira, bastando para tanto uma simples parteira. Mais um detalhe: o acesso ao aborto é garantido para mulheres de qualquer idade, mesmo menores. Resultado disto? O número de abortos na África do Sul teve um aumento gigantesco enquanto que, bem ao contrário do que previam os abortistas, também o número de mortes maternas teve aumento.
Esta é a obra de Nelson Mandela em relação aos seres humanos mais fragilizados que estão entre nós, os não-nascidos. Suas ações tiveram, têm e terão um efeito desastroso para seu país e para a humanidade em geral. Se muitas mulheres se vêem pressionadas e em momento de desespero e falta de perspectiva recorrem ao aborto, é exatamente esta mulher que deveria ser amparada pela sociedade. E são políticos como Nelson Mandela, que têm os instrumentos para minimizar este drama e escolhem não agir assim, preferindo muito mais o caminho fácil dos tais “direitos reprodutivos” enquanto lavam as mãos pelo sangue derramado dos inocentes, qual um Pilatos do mundo pós-moderno.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

15 comentários sobre “Nelson Mandela e o aborto

  1. Hoje a fraternidade maçonica está de luto: morreu um de seus grandes expoentes. Mandela era maçon 33º grau e quase toda a política Sul Africana é dominada pela maçonaria. Provavelmente no seu caixão haverá como símbolo um ramo de acácia no alto e, na cerimônia fúnebre maçônica, os maçons presentes darão voltas em torno do seu caixão. O mundo ocultista sente a sua perda. Mais um para o inferno…

  2. Jesus falou a respeito da rejeição a que estariam expostos os seus discípulos ao longo da história da Igreja. Toda rejeição, perseguição e ódio aos cristãos está baseada na xenofobia do mundo aos cidadãos do céu: "Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia." (João 15 : 19)Em contrapartida, a complacência, a amizade, a aceitação e os elogios do mundo sempre levantam suspeitas; sejam a quem quer que se dirijam. Certamente, por mais aclamado que seja o ovacionado sempre haverá malignidade em suas intenções e em seus atos, quer concordem ou não os seus admiradores.Os “Nelson Mandelas” deste mundo sempre serão ovacionados pelo mundo, porque nós "Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno." (I João 5 : 19).O mundo toma partido, não fica “em cima do muro”: nunca faz oposição aos seus, antes os prefere, os guarda e os promove. Mas assim diz a Palavra de Deus: "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele." (I João 2 : 15)Quanto a nós, os cristãos, assim diz a Palavra: "Meus irmãos, não vos maravilheis, se o mundo vos odeia." (I João 3 : 13)Esta inversão de valores e conceitos são frutos da “figueira”, que atestam o findar dos tempos.Mandela foi fruto do mundo alicerçado no engano, com suas paixões, vaidades, enganos e maldades. Morreu mais um ímpio! Enganou e foi enganado! Apoiou o aborto, o feminismo, o controle populacional e o homossexualismo. Também foi apologista de um regime político que destorce os direitos do povo e ainda ganhou prêmio como defensor dos direitos humano e da paz. Comunistas!"Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados." (II Timóteo 3 : 13)Maranata, ora vem Senhor Jesus!!!!!!!!"Se alguém não ama ao Senhor Jesus Cristo, seja anátema. Maranata!" (I Coríntios 16 : 22)Jamil S. Nascimento

  3. Hoje a fraternidade maçonica está de luto: morreu um de seus grandes expoentes. Mandela era maçon 33º grau e quase toda a política Sul Africana é dominada pela maçonaria. Provavelmente no seu caixão haverá como símbolo um ramo de acácia no alto e, na cerimônia fúnebre maçônica, os maçons presentes darão voltas em torno do seu caixão. O mundo ocultista sente a sua perda. Mais um para o inferno. 2

  4. Respondendo ao Willians e ao Jamil Nascimento,Do jeito que o pecado está tão enraizado no mundo em geral, as pessoas procuram uma religião ou uma igreja que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nada contra o pecado). As pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). E é por isso que a Bíblia diz, com muita razão, que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19).Eu diria mais: está sendo muito difícil, ultimamente, achar cristãos autênticos (que tenham compromisso somente com a obediência à Palavra de Deus). Quem quiser um verdadeiro cristão tem que estar pronto para ser odiado pelos homens (e também pelo mundo em geral). Mas quantos, hoje, teriam essa mesma disposição?Jesus, na Sua primeira vinda à Terra, não veio para agradar aos homens. E por agir assim, Ele foi odiado por muitos (principalmente pelos poderosos da época). Por que Jesus foi odiado? Porque Ele sempre falava a verdade. Ele desmascarava os hipócritas (e Ele revelava o pecado oculto de muitos). Quem fala a verdade sempre é odiado. Se com Jesus foi assim, quanto mais com os Seus servos!O nosso amado irmão Júlio Severo é um bom exemplo isso. Por ter falado a verdade sobre o movimento homossexual, ele passou a ser odiado (e também perseguido) pelos homossexuais e pelo governo (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte). Por causa disso, ele teve que ir, com a sua família, para um exílio forçado no exterior.Este é o doloroso preço que o verdadeiro cristão tem que pagar pela sua fidelidade a Jesus. Quantos, hoje, fariam como os fiéis da igreja de Esmirna (que, por amor a Jesus e à verdade da Sua Palavra, aceitaram a morte sem nenhum medo)?Os mártires da fé cristã não hesitaram quando foram obrigados a escolher entre o pecado e a morte. O lema deles era: "Antes morrer do que pecar". Eles permaneceram firmes nas suas convicções, e acreditavam que esta corajosa decisão que tomavam agora certamente será lembrada no tribunal divino.Se estivermos realmente decididos a ser verdadeiros cristãos (ainda que tenhamos que ser odiados pelo mundo), temos que obedecer ao que Jesus diz em Sua Palavra:"Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e Me siga. Pois quem desejar salvar sua vida vai perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por amor a Mim vai achá-la. Porque de que adiantará ao homem conquistar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que dará o homem em troca de sua alma?" (Mateus 16:24–26)."Entrai pela porta estreita; porque grande é a entrada e largo e espaçoso é o atalho que leva à perdição, e muitos são os que vão por ele; ao passo que estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz à vida, e poucos são os que encontram" (Mateus 7:13–14)Eu pergunto: quem teria coragem para agir assim nos dias de hoje?Se alguém puder responder a esta pergunta, ficarei agradecido.

  5. ÇÃO MANDELA, ROGAI POR NÓS!Além de uma tremenda heresia invocar esse çanto de nome Mandela, seu passado mostra o que uma imprensa amestrada é capaz de fazer: provar que gato é lebre, poucos darem conta da coisa e elevar um çanto, como foi Mandela à honra dos altares, pelo menos é admitido nos dos satanistas marxistas.Ele sempre se afirmou democrata, sim, idem seu partido; pior: essa dissimulação funciona bem, poucos dão conta da cilada em que os lançam.Seu artigo é bastante obvio; o que sei do Mandela, seu CNA e associações com as ideologias comuno-marxistas, como no aborto, e se resumem bem seu post.Seria um tão "Democrata" como Obama, Lula, Dilma, Castro…Estender-me muito a respeito dele é perda de tempo.

  6. Por absoluta falta de tempo faco minhas as palavras do Roger. Alguem que defende principios marxistas nunca foi bom. Que democracia e essa que ele pregou que escravisa seus proprios irmaos negros? Ele e tao perfido mesmo quanto Obama, Lula, Dilma, Fidel, Maduro e outros malfeitores da humanidade.

  7. A Deus toda a glória. Eclesiastes 7:20 "Não há homem justo sobre a terra que faça o bem e que não peque." É mais um caso de Romanos 1:25 "Pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!" Nelson Mandela era um pecador como todos nós.

  8. Tudo bem, Carlos. Nelson Mandela era um pecador como todos nós. Lula também é um pecado como todos nós. Dilma também é uma pecadora como todos nós. O que isso quer dizer? Que você não precisa agora ligar para o currículo de um indivíduo, como Mandela e Dilma, que participaram de atentados terroristas. Não exista mais terrorista, afinal, somos todos pecadores, não Carlos?

  9. Peraí! Mandela legalizou o aborto e a homossexualidade na África do Sul. Eu nunca fiz isso. Só porque somos todos pecadores, como Carlos disse, significa isto que é certo admirarmos e votarmos em gente que legaliza iniquidade? Este carlos deve ser um destes universalistas que acredita que todos somos pecadores e todos seremos salvos. Duvido que ele ache que Mandela não foi para o céu.

  10. Ha algum tempo, conversando com uma senhora sobre questoes espirituais fiquei chocado com a firmeza com que ela falou que a humanidade estah indo de bem pra melhor. O tempo atual sinaliza que as pessoas, a maioria, estah prontinha pro anticristo. Oremos.Antonio.

  11. Eu acho que está havendo uma certa confusão nessa questão de pecador e pecado.Ser pecador é uma coisa, mas querer viver somente no pecado (ou tolerar o pecado) é outra totalmente diferente.Ímpio é aquele que vive somente na prática do pecado (e não quer se arrepender), bem como tolera o pecado.Todo ímpio é pecador, mas nem todo pecado é necessariamente ímpio.Somos pecadores? Todos nós somos. Eu sou pecador? Sim, eu também sou pecador. Se eu disser que eu não tenho pecado, eu estou mentindo. É como disse o apóstolo João:"Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e não existe verdade em nós" (1 João 1:9)SOMENTE O SENHOR JESUS É 100% PERFEITO, PORQUE ELE NUNCA PECOU!O que nós, pecadores, temos que fazer é reconhecer nossas falhas e pedir perdão a Deus. É como diz a Bíblia:"O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas aquele que as confessa e as deixa alcançará a misericórdia" (Provérbios 28:13)"Em verdade Eu vos digo que haverá maior júbilo no Céu por um único pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não sentem necessidade de arrependimento" (Lucas 15:7)Será que eu estou certo?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s