Promotores do Aborto Vocalmente Frustrados na ONU

Promotores do Aborto Vocalmente Frustrados na ONU

Austin Ruse
WASHINGTON DC, EUA, 8 de novembro (C-FAM) Promotores do aborto na ONU estão vocalmente frustrados com sua falta de avanço desde a conferência de população do Cairo vinte anos atrás. Isso se torna cada vez mais evidente enquanto se preparam para dois grandes eventos no próximo ano.

O próximo ano verá não só o aniversário de vinte anos do Cairo, mas também negociações de um novo conjunto inteiro de metas de desenvolvimento para substituir o conjunto que está expirando em 2015. Ambas negociações são oportunidades para os promotores do aborto ganharem terreno, mas por um grande número de razões eles estão vendo suas chances escapando.

A diretora de uma poderosa organização de defesa do aborto tuitou suas frustrações durante uma conferência de “saúde e direitos sexuais e reprodutivos” que terminou recentemente em Berlim. A Conferência EuroNGOs reuniu importantes defensores do aborto, inclusive o diretor do Fundo de População da ONU, e um abundante número de organizações não governamentais, inclusive a Federação Internacional de Planejamento Familiar.
Francoise Girard, presidente da Coalizão Internacional de Saúde das Mulheres, passou parte da reunião dizendo aos seus seguidores do Twitter que ela está esperando que a ONU concorde em perder nas questões de saúde sexual e reprodutiva nas negociações futuras.
Ela se queixou de que seus íntimos aliados no Fundo de População da ONU estão para “publicar um Relatório de Revisão Global sobre o Cairo feito em torno dos termos Dignidade e Saúde — não direitos humanos, [direitos sexuais e reprodutivos, saúde sexual e reprodutiva].” Ela tuitou: “É aqui que chegamos em 20 anos?”
Essa é a parte mais importante do problema para os defensores do aborto. Embora tenham conseguido convencer o comitê da ONU de que há um direito ao aborto, eles nunca conseguiram convencer a Assembleia Geral. O fato é que eles não só fracassaram na tentativa de avançar sua agenda em vinte anos, mas também gastaram centenas de milhares de horas e centenas de milhões de dólares e o que eles enfrentam na ONU é não só exclusão, mas também talvez retrocesso.
Girard ficou pensando como seu lado poderia fazer com que a Assembleia Geral da ONU prestasse atenção “nos grandes resultados nas reuniões regionais [do Cairo]?” Durante o ano passado, o Fundo de População da ONU organizou uma série de reuniões no mundo inteiro em preparação para o próximo ano. As reuniões tendiam a ficar lotadas de defensores do aborto, inclusive uma conferência de Bali para jovens. O documento de Bali mal foi reconhecido pela Assembleia Geral poucas semanas atrás. O problema com esses documentos regionais é que eles não foram autenticamente negociados e portanto representam apenas uma linha estreita de opinião. O objetivo desses documentos é informar o debate na ONU, exceto que tais documentos nunca passariam pela Assembleia Geral.
E esse é agora o problema que a esquerda sexual está enfrentando. Os países membros da ONU estão ficando cansados com o que muitos veem como a obsessão com o aborto e “direitos” acompanhantes que o Fundo de População da ONU e os muitos grupos de aborto empurram constantemente nas negociações da ONU.
Como prova disso considere que alguns anos atrás a esquerda sexual realmente enfrentou um retrocesso de linguagem. No aniversário de 20 anos da Conferência do Rio sobre Meio-Ambiente, os negociadores rejeitaram o termo “direitos reprodutivos,” um termo que havia em grande parte sido insignificante durante anos. Mas, diplomatas da ONU disseram ao Friday Fax que eles têm o compromisso de lutar contra esses termos nas negociações da ONU e certamente nas Metas de Desenvolvimento Sustentável que serão negociadas no próximo ano.
A frustração da elite da saúde e direitos reprodutivos na ONU continuará a aumentar.
Tradução: Julio Severo
Fonte: Friday Fax
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

Países Declaram que Não Existe Direito ao Aborto e à Homossexualidade

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s