O mau-caratismo da esquerda protestante apologética

O mau-caratismo da esquerda protestante apologética

Julio Severo
A esquerda apologética protestante está lucrando com as reações de alguns católicos defensores da Inquisição aos meus artigos sobre esse assunto.

De forma proeminente, o tabloide sensacionalista Genizah copiouas reações do filósofo Olavo de Carvalho num momento de irritação.

Para um tabloide que se considera “apologético,” foi uma verdadeira vergonha, como sempre, pois se o embate envolvia a questão da Inquisição, o genuíno trabalho apologético evangélico nunca toma o lado da defesa da Inquisição. Mas além de se aliar a essa defesa, o Genizah, o maior tabloide protestante esquerdista do Brasil, escreve a ameaça: “Julio Severo, não esqueci a promessa feita. Sua batata está assada. Vou servir em breve. Quer manteiga ou creme? Para quem acreditou nas mentiras dele contra mim e muitas outras pessoas, aguardamos o pedido de desculpas.”
Isto é, depois que Thiago Lima Barros, colunista do Genizah, mente descaradamenteao dizer que Julio Severo era membro da Primeira Igreja Batista do Ingá em Niterói, pregando e causando divisão nessa igreja, quem é obrigado a pedir desculpas é a vítima? A Primeira Igreja Batista do Ingá em Niterói já afirmou categoricamente que nunca fui membro ali, nunca preguei e nunca causei as divisões alegadas pelo colunista caluniador do Genizah.
Portanto, quem está esperando o pedido público de perdão sou eu.
Olavo de Carvalho teve muito mais hombridade do que o Genizah. Ele veio a público, em sua página de Facebook, dizendo:
“Embora os juízos que o Júlio Severo emitiu contra os ‘defensores da Inquisição’ sejam o fruto da mais completa ignorância histórica e de uma crença apressada em chavões e lendas urbanas, nem por isso ele mereceu o sofrimento que eu possa ter-lhe causado, ainda que de boa fé, ao acusá-lo de espalhar seu artigo entre os membros do Interamerican Institute, coisa que ele não fez. Não hesito um minuto em pedir-lhe desculpas por isso, o que não me impedirá, no entanto, de insistir no assunto quantas vezes quanto seja necessário para mostrar-lhe que ofensa maior e ainda mais imerecida ele fez contra católicos que só estavam tentando restaurar uma verdade histórica. A leitura do artigo do Prof. Madden abaixo transcrito dá uma idéia do estado atual dos conhecimentos históricos sobre a Inquisição.”
Claro que não concordo com as opiniões de Olavo sobre a Inquisição.
Em vez de defender a Inquisição, pela qual o Papa João Paulo II já pediu perdão, defendo, como sempre defendi, a Igreja Católica e até João Paulo II pelas posturas contra o aborto e o homossexualismo. Não abro mão dessas defesas.
Em todo esse embate sobre a Inquisição, o Genizah, que se diz protestante, se uniu, conscientemente ou não, à postura pró-Inquisição apenas para me atacar. Esse é o mesmo Genizah que, coincidentemente, vê com bons olhos o atual papa, que é infalivelmente um progressistaindisposto a assumir posturas sólidas contra o aborto quando mais se precisa.
Em artigo intitulado “Tamos Quase Juntos” elogiando o papa, Danilo Fernandes, o dono do Genizah, disse: “O papa Francisco é promessa de dias melhores.” O que dá para se pensar quando um grande tabloide protestante esquerdista do Brasil acha que o papa progressista e a esquerda evangélica estão quase juntos?
O Genizah, se fosse de fato um blog apologético, poderia entrar nessa questão apenas com um propósito: derrubar as falácias da defesa da Inquisição. Mas prefere mil vez mais se unir a um papa progressista do que a um Julio Severo conservador. A paixão esquerdista fala muito mais alto no tabloide cujo nome Genizah significa “lixo.” É de fato o que há de mais lixo no mundo gospel.
Esse lixo nada tem a ver com Cristianismo e Cristo, abundantemente comprovado com a atitude anticristã do Genizah de reforçar seu ataque repetindo Olavo num momento de irritação, e ocultando do público o pedido de desculpas de Olavo, que foi mais cristão do que a esquerda evangélica oportunista que, para me atacar, se alia ao próprio diabo.
Que cristianismo vagabundo é esse de uma apologética que ataca o Evangelho e atrapalha os pecadores de conhecerem a verdade e só se satisfaz com mentiras e diabolices?
Alguns poderiam dizer que esse tabloide não tem a aprovação de importantes evangélicos do Brasil. Infelizmente, isso não é verdade. Um dos maiores eventos evangélicos esquerdistas do Brasil ocorrerá na Universidade Presbiteriana Mackenzie e o principal propagandista do evento é o Genizah, conforme mostra este link: http://bit.ly/17lyaDm
É a apologética descarada do esquerdismo.
Quer fazer um trabalho apologético sério? Não se envolva em fofocas. O senhor dos fofoqueiros é o diabo, cuja palavra original grega significa “difamador” e “caluniador.” Perdi a conta de quantas vezes o Genizah fez papel de diabo contra mim e contra outros.
Faz parte dos pecadores pecar. E faz parte do Evangelho perdoar. Cabia ao Genizah, que se diz mais cristão do que o Olavo, não participar de seu momento de irritação, mas ajudá-lo. E com o pedido de desculpa de Olavo, cabia ao Genizah mostrar muito mais Cristianismo do que sua vítima acusada de “astrólogo” e outros adjetivos de pecador.
Cabia ao Genizah não só reproduzir o pedido de desculpas de Olavo, mas também fazer seu próprio reconhecimento público de que tem de pedir desculpas. Vai ser difícil isso acontecer, por causa do mau-caratismo. Até mesmo Rodrigo Constantino, que é ateu, em sua coluna na revista Veja, teve muito mais ética e apaziguamento do que o tabloide nominalmente evangélico. Rodrigo disse: “Com esse espírito de união, aproveito para ‘dar um pito’ na turma do Olavo de Carvalho de um lado, e do Júlio Severo do outro. Soube que andaram brigando nas redes sociais, e que o motivo foi a opinião sobre a Inquisição católica. Sou o ateu na história, mas sou obrigado a dizer: Oh, God! Vermelhos por todos os lados tentando impor um regime cada vez mais autoritário no país, e vocês vão rachar porque Torquemada existiu? Há seis séculos?! Fala sério…”
Agradeço publicamente ao Rodrigo por suas palavras e deixo claro que preferi permanecer em silêncio diante da chuvarada de palavrões e outras manifestações de bocas sujas que sofri dos defensores da Inquisição.
Alguém poderia então perguntar: “Julio, como você explica sua diferença de relação com o Genizah, que se diz evangélico e fala palavrões, e com o filósofo Olavo de Carvalho, que não é evangélico e fala palavrões?” Eu não explico nada. Quem explica é a Palavra de Deus, que diz:
“Já vos adverti por carta que não vos associásseis a nada que fosse imoral. Dizendo isso, não me refiro às pessoas imorais deste mundo, nem aos avarentos, ou aos ladrões, ou ainda, aos idólatras. Se assim fosse, seria necessário que saísseis do mundo. Entretanto, agora vos escrevo para que não vos associeis com qualquer pessoa que, afirmando-se irmão, for imoral ou ganancioso, idólatra ou caluniador, embriagado ou estelionatário. Com pessoas assim não deveis sequer sentar-se para uma refeição.” (1 Coríntios 5:9-11 KJA)
É por esse e outros motivos que Olavo merece muito mais meu respeito e consideração do que um grupo de “crentes” que cospe no Evangelho.
Olavo não é evangélico. Ele era comunista. Mas abandonou a ilusão socialista. Há esperança de que ele também venha a abandonar os palavrões? Claro que sim. Seja como for, com sua experiência comunista passada, ele tem muita coisa para transmitir e, mesmo com discordâncias sobre a Inquisição ou outras questões, temos de obedecer ao que a Bíblia ordena: “Examinem tudo, fiquem com o que é bom” (1 Tessalonicenses 5:21 BLH)
Quanto ao Genizah e seu dono, que se dizem evangélicos, mas adoram socialismo e palavrões, que esperança há?
Leitura recomendada:

21 comentários sobre “O mau-caratismo da esquerda protestante apologética

  1. Infelizmente o crescimento da fama do genizah mostra o baixo nível o discernimento de muitos evangélicos. Primeiro não há nenhum fruto bom da parte deles, só falação. segundo, as pessoas não estão sabendo mais se quem usa palavrão está no Espirito ou não. Terceiro, difamação.. Quarto, más notícias …Poderia dar vários exemplos de como esse grupo que com certeza não foi enviado pelo Senhor tem na verdade usado da "DOR DOS DECEPCIONADOS" para gerar mais amargura e menos cura no meio Cristão… Vejam o resultado e discirnam sobre essa lixeira..

  2. A lixeira gospel tem parte em um relevante cumprimento profético da Palavra de Deus. Antes da manifestação do Anticristo, uma grande apostasia varrerá igrejas em todo o mundo. Não há nada que possa tornar mais evidente o início do cumprimento dessa profecia. Apóstatas hoje se multiplicam como moscas, e mostram explicitamente a sua comunhão com o mal.II Tessalonicenses 2.3 "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição."

  3. Prezado Julio,Essa gentalha não presta, o nível mais baixo em que podemos classificar um ser humano.Uma legião de débeis mentais, coisa de histérico mesmo, são patológicos, gostam de sealimentar da desgraça dos outros. Escória de dar nojo.São os bufões de satã, troçando de cristãos, a várzea gay pseudo-cristã.Agora estão se alimentando com a imaginação fétida deles, acreditando que vc e Olavo estão inimigos, como todo vampiro desesperado de periferia.Que gente doente. Não há nada de bom para dizer sobre “eles”.Ótimo artigo Julio,abç, Deus te abençoe,Valéria

  4. Muito bem Júlio, boa resposta. O que esses caras estão querendo é colocar Olavo contra nós. Acham que o filósofo é menino. Claro que existem questões irreconciliáveis entre nós e os católicos. Tem que ser assim mesmo. Nós defendemos o nosso lado e eles o deles. Pra ser sincero, acho muito bonito como Olavo de Carvalho defende o Catolicismo. Nos pontos convergentes nós concordamos, nos divergentes nós discordamos. Em alto nível. Simples assim. Eu sabia que nem você nem ele iriam cair nessa armadilha nojenta. Sou evangélico, sou pentecostal e continuo gostando de Olavo. Deus lhe abençoe meu amigo, e continue nessa força. Fraterno abraço, MarceloNatal-RN

  5. Irmão Julio Severo, a paz do Senhor Jesus Cristo.Gloria a Deus pela sua vida e pelo seu ministério, pois a sua luta para desmascarar o lixo do Genizah é uma luta titânica pois estás mexendo com valores espirituais que envolve racionalismo humano, filosofia humana, teologia e doutrina de homens, de fato e de verdade, são gente da pesada, talvez comparado com a luta que a Igreja primitiva teve com o império romano, tal o grau da batalha espiritual quando você, irmão Julio, enfrenta esses servos de satanás, que claramente tem seus corações e mentes cauterizados pelo comunismo, pela filosofia humana a ponto, veja só, de perseguir implacavelmente os nossos irmãos pentecostais, da mesma forma que o maligno império romano fazia com a Igreja Primitiva. Incrível como a historia se repete.Mas deixa eu te dizer uma coisa, a sabedoria deles, a sabedoria do Lixo , é infinitamente inferior a sabedoria do Espirito Santo, que tem nos dado o discernimento e sabedoria vinda dos céus a ponto de desmascarar esses comunistas disfarçados de cristãos,( veja o que está ocorrendo com as ditas Igrejas tradicionais, estão vazias, sendo vendidas na Europa e na America para serem boates gays, lojas e escritórios , justamente por abraçarem esse cristianismo reacionário e filosófico que o lixo de genizah tenta implantar no Brasil, isso é fato sociológico e histórico o que etá ocorrendo com as Igrejas tradicionais na Europa e na America, verifiquem ) pois o exemplo está no seu posicionamento e textos que nos tem levado a refletir e meditar o quanto a mente de homens são cauterizados pelo pecado e pela iniquidade a ponto, veja só, de se dizerem cristaos e apoiar a maligna agenda Gay ( "pastor" Marcos Botelho do Jovens da verdade ) e até mesmo o aborto ( assassinato de Crianças ).Sabe irmão Julio, o Senhor Deus, do seu Santo e Poderoso Trono ri dessa gente, pois o destino que esperam a esses que perseguem e caluniam os nossos irmãos pentecostais esta muito bem descrito no Livro de Judas, ou seja, a perdição e a negritude das trevas.Outra coisa irmão Julio, não de importância o que o Lixo do Genizah fala ou escreve, nem o que o Olavo de Carvalho escreve, esses caras são impios, precisam nascer da água e do Espirito de Deus, percebe ?….Fique firme na Palavra de Deus, e que o Espirito Santo coloca dentro do seu coração , na sua mente, para vc enfrentar os dardos inflamados de satanás e de seus servos.Pastor Caleb.

  6. O irmão Júlio Severo disse algo que eu faço questão de destacar:"… Quer fazer um trabalho apologético sério? Não se envolva em fofocas. O senhor dos fofoqueiros é o diabo, cuja palavra original grega significa 'difamador' e 'caluniador'. Perdi a conta de quantas vezes o Genizah fez papel de diabo contra mim e contra outros…"Júlio, você disse tudo. O verdadeiro cristão não se envolve em fofocas. É como bem disse o apóstolo Paulo:"Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas somente a que for boa para produzir edificação, a fim de dar graça para aqueles que a ouvem" (Efésios 4:29)É bem provável que o pessoal do Genizah também esteja esquecido do que o salmista disse sobre o procedimento de um verdadeiro cristão:"Bem–aventurado é o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, e não se assenta na roda dos escarnecedores. Antes o seu prazer está na lei do Senhor; e nela medita dia e noite" (Salmo 1:1–2)Vejamos como este texto retrata fielmente a postura do pessoal do Genizah e de seus simpatizantes:– Quem dá ouvidos a todos os que gostam de falar mal do irmão Júlio Severo (e também de outros cristãos) está andando segundo o conselho dos ímpios;– Quem se exime da sua obrigação de defender os cristãos de toda e qualquer afronta está se detendo no caminho dos pecadores;– Quem é cúmplice de inúmeros ataques aos cristãos (e dá apoio aos que promovem tais ataques) está se assentando na roda dos escarnecedores.Será que esta minha análise está certa?Usando um tom carregado, eu diria o seguinte: pior do que se ajuntar a um ímpio é estar com aqueles que se dizem cristãos (mas que agem pior até do que os piores ímpios). Da mesma forma que o irmão Júlio Severo colocou, eu torno a transcrever o que o apóstolo Paulo disse em relação a isso:"Já vos adverti por carta para que não vos associeis com aqueles que se prostituem; isso não dizer absolutamente com os devassos, nem com os avarentos, os roubadores, ou os idólatras; porque assim seria necessário para vós sair do mundo. Mas agora eu vos escrevo para que não vos associeis com aquele que, se dizendo irmão, for devasso, avarento, idólatra, maldizente, beberrão, ou roubador; com o tal, nem comais. Pois que tenho eu em julgar aqueles que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, portanto, de dentro de vós esse iníquo" (1 Coríntios 5:9–13)Outra advertência séria neste sentido é a do apóstolo João:"Todo aquele que prevarica e não persevera na doutrina de Cristo não tem a Deus; quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto o Pai quanto o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa e nem tampouco o saudeis. Porque aquele que o saúda tem parte nas suas obras más" (2 João 1:9–11)Eu pergunto: não é exatamente assim que o pessoal do Genizah age (juntamente com os seus cúmplices)?

  7. Júlio, todo fofoqueiro adora fofoca. Ora, se vc considerar que toda igreja tem 1 ou mais fofoqueiros e somar os que têm acesso a internet, dá uma excelente audiência para o genizah. Este sítio só findará quando não houver mais fofoqueiros nas igrejas.

  8. Prezado Júlio. Eu não conhecia o tal Genizah e não conheço ninguém que conheça isso. O senhor não acha que prestar-lhes visibilidade no seu blog lhes daria ibope? Já li quase todas as denúncias que o senhor fez acerca desse lixo e não tenho dúvidas de seu contéudo. Tudo que o senhor escreveu basta. Peço-lhe, como leitora assídua, evitar falar dele.

  9. Oi, Maria Inés! Você tem toda razão. Eu estava vendo o Genizah mais uma vez me atacando nesse episódio do Olavo, tirando vantagem da irriação dele, e vi que um dos artigos mais lidos nesse tabloide sensacionalista (conforme registrado numa coluna lateral indicando os artigos [fofocas] mais populares) é o artigo de uma professora metodista esquerdista atacando a líder evangélica Dra. Damares Alves, que acusou que o governo está sexualizando as crianças nas escolas. A tal professora e o autodenominado calvinista Danilo Fernandes, dono do tabloide, comentaram que a Dra. Damares e suas denúncias são "mentirosas." Por que os dois saíriam em defesa do governo é um mistério. Talvez haja dinheiro envolvido. Mas o fato desse artigo caluniador estar sendo muito lido ali no Genizah não significa que tenha alguma repercussão fora dali e, como você apontou, nossas denúncias às vezes podem dar IBOPE para o “lixo.” No caso da Dra. Damares, fiz uma denúncia contra as acusações do Genizah contra ela. Clique neste link para ver meu artigo: GENIZAH E MANIPULAÇÃO: A ESQUERDA A SERVIÇO DA ESQUERDA A verdade é que, mesmo depois de ter sido chamada de mentirosa pelo “lixo,” a Dra. Damares está recebendo uma chuvarada de convites para ministrar palestras em todo o Brasil. Importantes lideranças estão se atropelando em convites para ela. O ataque covarde do lixo nem arranhou a reputação dela. Isso mostra que os fofoqueiros que leem o Genizah não têm muito influência. Se o Genizah fosse dez por cento da potência que se anuncia, a Dra. Damares não teria portas abertas em nenhum lugar. Todos diriam a ela: Você é mentirosa, pois assim o Genizah mostrou você. Daí você vê a consideração que o público em geral dá a esse tabloide: a mesma que se dá a uma lata de lixo. Excelente sua sugestão de evitar mencionar o lixo e seu conteúdo. Na verdade, estou recebendo a mesma queixa de vários leitores incomodados de eu dar IBOPE para ele.

  10. Querido Irmão Julio Severo, Tenho acompanhado de longe seu trabalho em defesa da família, além de ter visto o quanto tal defesa tem custado a você. Além de ter que fugir do país (bom, isso não é tão ruim assim, pois se eu pudesse, também fugiria) vive sendo difamado por moleques travestidos de apologetas cristãos. Irmão Júlio, também sou calvinista, entretanto, não concordo com a postura destes senhores e de outros tantos marxistas "cristãos", suas idéias e seus valores. Creio na atualidade dos dons espirituais. Também creio que Cristo salva as pessoas hoje, tanto quando salvou antes da fundação do mundo. Também considero arminianos e pentecostais meus irmãos em Cristo. Além do mais, não aceito o que os "cartolas calvinistas" do Brasil escrevem como se fossem Papas. Enfim, eu gostaria de apoiá-lo mais com ações do que com palavras, mas pelo menos por enquanto, não tenho como ou por que meios fazê-lo. Mas de qualquer forma, saiba que do lado de fora do clubinho dessa patota dita "calvinista", existem pessoas que acreditam em você e apoiam incondicionalmente seu trabalho e os valores do reino, os quais não são os mesmos levantados pela bandeira marxista.Um grande abraçoIsmaelSoli Deo Gloria

  11. Genizah gravita na órbita dos fofoqueiros e seus principais seguidores são as criaturas que gostam de sentar nas rodas de escarnecedores. São públicos distintos, e isto explica por que uma difamação do GEnizah não afeta Dra. Damares e Júlio. Ai deles se também gravitassem na órbita dos fofoqueiros, pois aí sim um ataque do site traria consequências. Damares não teria mais portas abertas e Júlio perderia seus leitores por conta do ataques. Vale a pena não andar com fofoqueiros!Carla

  12. Também vi o extraordinário vídeo da Dra. Damares. Ele está fazendo sucesso há meses e ninguém nem sabe que o lixo tentou desacreditar tudo. O golpe baixo não funcionou. A esfera de influência do lixo tem alcance limitado; só vai até onde existem lixo e mau cheiro. Força Júlio e Dra. Damares! O lixo nunca venceu nada!

  13. Se me permitem, segue um texto que postei no site do Genizah e foi deletado pelos bate-paus do site (trata-se de uma refutação do que um de seus personagens (Danilo Fernandes) tem escrito sobre política e economia, onde cada trecho entre parênteses corresponde a uma fala do rapaz):

    Primeiramente, o Sr. Danilo Fernandes demonstra desconhecimento da ciência conservadora fundada nos iluministas escoceses, e desconhece o recente esforço de brasileiros como o historiador Marco Antônio Villa, o jornalista Reinaldo Azevedo, o filósofo Olavo de Carvalho, o crítico literário Rodrigo Gurgel, o economista Rodrigo Constantino, entre outros de valor acadêmico (ainda que não com esse rótulo).
    Quando vejo a arrogância de alguns novos gênios iluminados que surgem dia após a MAV do PT (militância virtual do partidão que pretende ser o Deus do Brasil) ter sido criada, começo imediatamente a lembrar-me das acusações do Severo quanto ao alinhamento comunista deste site. Tudo bem que ser comunista não se define de forma sempre declarada… Os traços e ranços antiliberais daqui são notoriamente remontantes a qualquer membro da MAV-PT. A rigor, cristianismo e liberalismo são perfeitamente casáveis dentro da ideologia conservadora que, corresponderia, sem medo de errar, a imensa maioria dos cristãos. Mas comunismo e cristianismo, não… o Estado fortíssimo precisa ter o controle ideológico… controle que não será obtido em sua plenitude enquanto o pano de fundo ideológico estiver dividido entre “ideologias do passado e do presente, redentoras e revolucionárias”. De tal sorte, o imperativo categórico precisa ser desviado. O que é o chamado Genizah? Uns dizem que não passa de uma plataforma subversiva dentro do movimento neopentecostal. O Severo está dentre eles, mas ele não parece absurdo neste particular nem a um inocente observador que aqui venha pela primeira vez.
    Mas, vamos aos métodos pérfidos dos articulistas do site:

    Primeiramente vem a questão das generalizações:

    “E concordo com o pós-evangélico que a Doutrina Social da Igreja é uma posição absolutamente de esquerda, no sentido que é um reflexo da luta pela justiça e a igualdade de condições… E, no distributismo, busca-se, inclusive viabilizar a todos os seus meios de produção e sustento, ainda que em nada interfira na livre propriedade, emprego e as bases gerais do mercado, mas preveja um estado preocupado com os mais pobres, a educação acessível. etc.”

    Permito-me, aqui, desconstruir a visão sobre “esquerda e direita”. Primeiramente, a visão economicista – notoriamente marxista – sobre o que vem a ser algo “do progresso” e “do atraso”. Se a Revolução Francesa deu a isso os nomes “direita” e “esquerda”, o iluminismo escocês jamais se contaminou da análise revolucionária para falar em nome de seu “algoz”. Se para um esquerdista, esquerda é a somatória dos indivíduos “progressistas” (termo ainda vago), para a direita, sua condição é precisa: desde que os direitos universais do homem são reconhecidos, qualquer mudança social precisa provar sua conveniência à sociedade. Mas, fundamentalmente, os indivíduos são livres para iniciar experiências naquilo que acreditam.
    Se a um conservador nada impede de um comunista buscar fomentar uma comuna com seus congêneres ideológicos, a um esquerdista, de fato, o Estado deve ser tomado pelos seus e ser usado para modelar toda a sociedade. Naturalmente, isso incluirá medidas anticapitalistas e, mais que isso, antiprodutivas ou contraprodutivas. Não sou eu quem digo, mas a História da Coréia do Norte, da URSS, da China, de Cuba, da Venezuela Chavista. A vagueza do discurso socialista (quer esteja sobre os reformistas socialdemocratas ou sobre os autênticos revolucionários declarados) Fabiano apenas faz da ideologia uma corda com a qual o desavisado inevitavelmente será enforcado. Mas explorarei isso em caso de resposta.

    “As pessoas – pouco cultas, claro – imaginam que só há uma forma de ser de esquerda que é o marxismo. Chega a ser triste constatar a quantidade de gente que se recusa a buscar o conhecimento!!!! Aliais, se os evangélicos lessem mais as Escrituras (e neste ponto também os católicos) estaríamos mais perto de Cristo…”

    Algumas vezes notei que indivíduos que escrevem contra o Cristianismo não são combatidos, ao passo que indivíduos cristãos de direita são combatidos com uma estranha intensa energia…
    Mas, vamos ao jogo: o esquerdismo está assentado sobre Rousseau e é alavancado com Marx. De qualquer maneira, o não apenas astrólogo, mas filósofo, Olavo de Carvalho acerta quando vê em ambos um caráter revolucionário, utilizando-se do Estado para promover o que propõe: o igualitarismo. Ainda que Mises tenha inviabilizado qualquer defesa do igualitarismo econômico, o espectro da ideia sempre esteve presente em todas as propostas esquerdistas, até mesmo em nomes como Keynes e seu congênere Kalecki. A própria Fabian Society sempre reconheceu a “revolução progressiva” que, divergente de sua irmã revolucionária, é mais tímida mas jamais abriu mão de transformar “o homem” por meios operados racionalmente por um corpo de indivíduos. Gramsci apenas deu a isso tons mais pragmáticos. Ele seria um Fabiano mais afoito e até mais vulgar… O que importa é que é preciso uma dose cavalar de ingenuidade política para acreditar que existam grandes mobilizações de esquerda não operadas por algum agente que sequestrou-lhes a racionalidade do processo. Sim, o Deus do Sr. Fernandes é o Movimento Revolucionário, mesmo. O outro é apenas uma holografia, uma forma a ser enquadrada por alguma técnica de marketing e uma retórica mais ou menos (nem tanto) sofisticada, a passar uma autoridade a quem não costuma ler algo além das Escrituras.

    Admissão de incapacidade?

    “O discurso do Olavo não me impressiona. Quanto a vocë, siga tirando as suas espinhas, passarinho que come pedra, gatinho que come peixe sabe o cú que tem. Do meu, sei eu e já formei meu conceito… Olavo tem mais do que um verniz, é articulado, sagaz e agrada muito a direita tão carente de bons pensadores, contudo tem as limitações do militante ideológico, sofre do compromisso com o seu público. Se curva ao imperativo do jogo da torcida e, por isto, troca frequentemente a qualidade do discurso e a assertividado das idéias pela eloqüência, o mise en-scene de diva da direita. Eu não tenho paciência para isto.”

    Excetuado o tratamento áspero com o leitor que sequer havia discordado das palavras do sujeito, mandando-o fazer isso ou aquilo, faz acusações vagas (ad-hominem, a bem da verdade) tentando catapulta-las ao status de refutações. Por fim, termina dizendo o óbvio: “Eu não tenho paciência para isto”. A expressão certa seria: “Eu não tenho competência para isto”, afinal de contas, deveria mostrar a mesma carga de leituras e de entendimento que o referido Olavo tem sobre a realidade. Não é realmente para qualquer um. Olavo tem comportamentos reprováveis? Alguns, sim. Mas para quem esperava deste gênio humano da esquerda “cristã” qualquer refutação que o tornasse digno de alguma seriedade, deve-se contentar mesmo com o simplismo fácil do slogan, do chavão, do uso do termo “direita” sem qualquer compromisso com a História ou com a Política.

    “O Julio nunca foi um homem inteligente, nem intelectualmente sério. “

    Por fim, acho estranho que o gênio arrebatador deste site julgue Olavo um incapaz e use frases do mesmo “incapaz” com algum apelo de autoridade. Me parece uma mea-culpa que escapou pelos dedos para unicamente se referir a um desafeto ideológico que tem lhe rendido muito suor no debate. Além do “dobrado” que vocês têm cortado com o próprio Severo, acho que qualquer debate com alguém da carga de leituras do Sr. Olavo seria covardia da parte do próprio Olavo.
    Me dispenso de combater o rótulo: “astrólogo”, uma vez que um de seus leitores já o desconstruiu:

    “ (…) Para mim a gota d’água não é ele ser astrólogo, mesmo porque houveram grandes gênios no passado como Isaac Newton que a estudavam, assim como outros saberes herméticos (i.e obviamente tal fato não implica na cientificidade ou veracidade de tais saberes).”

  14. Se me permitem, segue um texto que postei no site do Genizah e foi deletado pelos bate-paus do site (trata-se de uma refutação do que um de seus personagens (Danilo Fernandes) tem escrito sobre política e economia, onde cada trecho entre parênteses corresponde a uma fala do rapaz):Primeiramente, o Sr. Danilo Fernandes demonstra desconhecimento da ciência conservadora fundada nos iluministas escoceses, e desconhece o recente esforço de brasileiros como o historiador Marco Antônio Villa, o jornalista Reinaldo Azevedo, o filósofo Olavo de Carvalho, o crítico literário Rodrigo Gurgel, o economista Rodrigo Constantino, entre outros de valor acadêmico (ainda que não com esse rótulo).Quando vejo a arrogância de alguns novos gênios iluminados que surgem dia após a MAV do PT (militância virtual do partidão que pretende ser o Deus do Brasil) ter sido criada, começo imediatamente a lembrar-me das acusações do Severo quanto ao alinhamento comunista deste site. Tudo bem que ser comunista não se define de forma sempre declarada… Os traços e ranços antiliberais daqui são notoriamente remontantes a qualquer membro da MAV-PT. A rigor, cristianismo e liberalismo são perfeitamente casáveis dentro da ideologia conservadora que, corresponderia, sem medo de errar, a imensa maioria dos cristãos. Mas comunismo e cristianismo, não… o Estado fortíssimo precisa ter o controle ideológico… controle que não será obtido em sua plenitude enquanto o pano de fundo ideológico estiver dividido entre “ideologias do passado e do presente, redentoras e revolucionárias”. De tal sorte, o imperativo categórico precisa ser desviado. O que é o chamado Genizah? Uns dizem que não passa de uma plataforma subversiva dentro do movimento neopentecostal. O Severo está dentre eles, mas ele não parece absurdo neste particular nem a um inocente observador que aqui venha pela primeira vez.Mas, vamos aos métodos pérfidos dos articulistas do site:Primeiramente vem a questão das generalizações:“E concordo com o pós-evangélico que a Doutrina Social da Igreja é uma posição absolutamente de esquerda, no sentido que é um reflexo da luta pela justiça e a igualdade de condições… E, no distributismo, busca-se, inclusive viabilizar a todos os seus meios de produção e sustento, ainda que em nada interfira na livre propriedade, emprego e as bases gerais do mercado, mas preveja um estado preocupado com os mais pobres, a educação acessível. etc.”Permito-me, aqui, desconstruir a visão sobre “esquerda e direita”. Primeiramente, a visão economicista – notoriamente marxista – sobre o que vem a ser algo “do progresso” e “do atraso”. Se a Revolução Francesa deu a isso os nomes “direita” e “esquerda”, o iluminismo escocês jamais se contaminou da análise revolucionária para falar em nome de seu “algoz”. Se para um esquerdista, esquerda é a somatória dos indivíduos “progressistas” (termo ainda vago), para a direita, sua condição é precisa: desde que os direitos universais do homem são reconhecidos, qualquer mudança social precisa provar sua conveniência à sociedade. Mas, fundamentalmente, os indivíduos são livres para iniciar experiências naquilo que acreditam.Se a um conservador nada impede de um comunista buscar fomentar uma comuna com seus congêneres ideológicos, a um esquerdista, de fato, o Estado deve ser tomado pelos seus e ser usado para modelar toda a sociedade. Naturalmente, isso incluirá medidas anticapitalistas e, mais que isso, antiprodutivas ou contraprodutivas. Não sou eu quem digo, mas a História da Coréia do Norte, da URSS, da China, de Cuba, da Venezuela Chavista. A vagueza do discurso socialista (quer esteja sobre os reformistas socialdemocratas ou sobre os autênticos revolucionários declarados) Fabiano apenas faz da ideologia uma corda com a qual o desavisado inevitavelmente será enforcado. Mas explorarei isso em caso de resposta.

  15. “As pessoas – pouco cultas, claro – imaginam que só há uma forma de ser de esquerda que é o marxismo. Chega a ser triste constatar a quantidade de gente que se recusa a buscar o conhecimento!!!! Aliais, se os evangélicos lessem mais as Escrituras (e neste ponto também os católicos) estaríamos mais perto de Cristo…”Algumas vezes notei que indivíduos que escrevem contra o Cristianismo não são combatidos, ao passo que indivíduos cristãos de direita são combatidos com uma estranha intensa energia…Mas, vamos ao jogo: o esquerdismo está assentado sobre Rousseau e é alavancado com Marx. De qualquer maneira, o não apenas astrólogo, mas filósofo, Olavo de Carvalho acerta quando vê em ambos um caráter revolucionário, utilizando-se do Estado para promover o que propõe: o igualitarismo. Ainda que Mises tenha inviabilizado qualquer defesa do igualitarismo econômico, o espectro da ideia sempre esteve presente em todas as propostas esquerdistas, até mesmo em nomes como Keynes e seu congênere Kalecki. A própria Fabian Society sempre reconheceu a “revolução progressiva” que, divergente de sua irmã revolucionária, é mais tímida mas jamais abriu mão de transformar “o homem” por meios operados racionalmente por um corpo de indivíduos. Gramsci apenas deu a isso tons mais pragmáticos. Ele seria um Fabiano mais afoito e até mais vulgar… O que importa é que é preciso uma dose cavalar de ingenuidade política para acreditar que existam grandes mobilizações de esquerda não operadas por algum agente que sequestrou-lhes a racionalidade do processo. Sim, o Deus do Sr. Fernandes é o Movimento Revolucionário, mesmo. O outro é apenas uma holografia, uma forma a ser enquadrada por alguma técnica de marketing e uma retórica mais ou menos (nem tanto) sofisticada, a passar uma autoridade a quem não costuma ler algo além das Escrituras.Admissão de incapacidade?“O discurso do Olavo não me impressiona. Quanto a vocë, siga tirando as suas espinhas, passarinho que come pedra, gatinho que come peixe sabe o cú que tem. Do meu, sei eu e já formei meu conceito… Olavo tem mais do que um verniz, é articulado, sagaz e agrada muito a direita tão carente de bons pensadores, contudo tem as limitações do militante ideológico, sofre do compromisso com o seu público. Se curva ao imperativo do jogo da torcida e, por isto, troca frequentemente a qualidade do discurso e a assertividado das idéias pela eloqüência, o mise en-scene de diva da direita. Eu não tenho paciência para isto.”

  16. Excetuado o tratamento áspero com o leitor que sequer havia discordado das palavras do sujeito, mandando-o fazer isso ou aquilo, faz acusações vagas (ad-hominem, a bem da verdade) tentando catapulta-las ao status de refutações. Por fim, termina dizendo o óbvio: “Eu não tenho paciência para isto”. A expressão certa seria: “Eu não tenho competência para isto”, afinal de contas, deveria mostrar a mesma carga de leituras e de entendimento que o referido Olavo tem sobre a realidade. Não é realmente para qualquer um. Olavo tem comportamentos reprováveis? Alguns, sim. Mas para quem esperava deste gênio humano da esquerda “cristã” qualquer refutação que o tornasse digno de alguma seriedade, deve-se contentar mesmo com o simplismo fácil do slogan, do chavão, do uso do termo “direita” sem qualquer compromisso com a História ou com a Política.“O Julio nunca foi um homem inteligente, nem intelectualmente sério. “Por fim, acho estranho que o gênio arrebatador deste site julgue Olavo um incapaz e use frases do mesmo “incapaz” com algum apelo de autoridade. Me parece uma mea-culpa que escapou pelos dedos para unicamente se referir a um desafeto ideológico que tem lhe rendido muito suor no debate. Além do “dobrado” que vocês têm cortado com o próprio Severo, acho que qualquer debate com alguém da carga de leituras do Sr. Olavo seria covardia da parte do próprio Olavo.Me dispenso de combater o rótulo: “astrólogo”, uma vez que um de seus leitores já o desconstruiu:“ (…) Para mim a gota d'água não é ele ser astrólogo, mesmo porque houveram grandes gênios no passado como Isaac Newton que a estudavam, assim como outros saberes herméticos (i.e obviamente tal fato não implica na cientificidade ou veracidade de tais saberes).”

  17. Julio, é impressionante cm os palavrões do OC não são obscenos e são cheios de verdade, já o genizah, com ou sem palavrão, é um lixo, imoral, inculto, depravado, malévolo, pervertido, inútil, escória da humanidade.p.s. não falo palavrões, mas como cristã inteligente, sou infinitamente + edificada pelos palavrões do Olavo do q com literaturas protestantes à la genizah! abrçs.http://www.youtube.com/watch?v=nb_ARWeH4ZQ

  18. Júlio Severo, o senhor acha que o que o Danilo ti fez é horrível? Pode o senhor entender o coração sofrido de uma mãe? Se o Danilo tivesse feito com minha filha o que está fazendo contra o senhor, eu seria uma mãe descansada em felicidade. Verdadeiro é o dizer PAUS E PEDRAS MACHUCHAM, MAS PALAVRAS NÃO ATINGEM. Meus sofrimento devido a este homem sem alma chamado Danilo é pior do que PAUS e PEDRAS! Necessito desabar a alguém que me ajude. Por favor senhor Júlio, me dê seu email para esta mãe em sofrimento. Me ajude…..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s