Islâmicos dizem que Bíblias são “piores do que armas químicas”

Islâmicos dizem que Bíblias são “piores do que armas químicas”

Rebeldes sírios fazem vídeo de Bíblias confiscadas

Um vídeoclaramente feito por alguns islamistas que estão lutando e matando uns aos outros e a população na Síria revela quantidades de Bíblias e materiais bíblicos, tais como o Livro de João, enquanto o narrador os descreve como sendo “mais perigosos do que armas químicas.”

O vídeo apareceu ontem, num momento em que informes provenientes da Síria revelam como os rebeldes islâmicos que estão lutando contra o exército do presidente Bashar al-Assad estavam “libertando” vilarejos, e então forçando os cristãos ali a se converterem ao islamismo ou serem degolados.

Havia declarações de que cristãos estavam sendo raptados e executados, embora os relatórios fossem conflitantes.
O novo vídeo das Bíblias confiscadas foi postado por Eretz Zen, que se descreve como um sírio secular que se opõe “a que meu país seja transformado num Estado como o talibã.”
O vídeo mostra montes de Bíblias e outros livros na língua árabe, e um sinal postado com o aviso: “Ó nação de Maomé, acorde! Pois há coisas muito mais perigosas do que armas químicas. Cuidado com as campanhas de cristianização.”
O vídeo explica que é da região de Jarablus, na Síria.
Uma voz no vídeo explica: “[Essas Bíblias e livros cristãos] exploram as necessidades dos cidadãos sírios a fim de propagar as ideias dos cristãos.”
O narrador então descreveu um pequeno saco de pães de Santa Ceia como “derivado de carne de porco,” que é suprido “para tapear crianças ingênuas.”
De acordo com o site de Eretz Zen, o vídeo foi feito em 3 de setembro na cidade síria de Jarablus na fronteira da Turquia.
Enquanto a voz do vídeo estava falando da “cristianização” das pessoas, o jornal Mail Online confirmou que os cristãos estavam aterrorizados ao relatarem que os rebeldes sírios lhes ordenaram se converterem ao islamismo — ou sofrerem morte.
A reportagem cita como os rebeldes sírios, inclusive os que têm ligações com a organização terrorista al-Qaida, obtiveram controle do vilarejo cristão de Maaloula.
“Um residente de Maaloula disse que os rebeldes, muitos dos quais tinham barba e gritavam ‘allahu akbar’ (Alá é grande), estavam atacando lares e igrejas cristãs logo depois de invadirem a região.”
Um cristão disse na reportagem do Daily Mail: “Vi os militantes rebeldes agarrando cinco habitantes do vilarejo e os ameaçando, dizendo: ‘Ou vocês se convertem ao islamismo, ou cortaremos a cabeça de vocês.’”
A reportagem do Daily Mail descreveu Maaloula como um “belo vilarejo de montanha, a 40 km de Damasco.”
A reportagem disse que o vilarejo historicamente cristão tinha se tornado um importante e estratégico campo de batalha da guerra civil na Síria.
Traduzido por Julio Severo do artigo do WND: Bibles called “worse than chemical weapons”
Leitura recomendada:

2 comentários sobre “Islâmicos dizem que Bíblias são “piores do que armas químicas”

  1. Nenhuma surpresa em que eles tenham dito isto. Afinal, na Antiguidade Deus colocou uma mula a falar a verdade. Porque tb nao colocaria asnos na nossa epoca? Com a Palavra, ateh satanas treme.Antonio

  2. a. Será que existe algum país no mundo de maioria muçulmana onde haja respeito aos direitos civis e naturais , onde uma minoria religiosa possa exercer o direito de defesa (intelectual, inclusive!) sem ser acusada de trair a pátria, e por fim ser perseguida e morta? b. Os cristãos de lá também não pagam impostos, não são úteis e ordeiros em suas comunidades – a princípio, como deve ser qualquer religioso que prega “a paz”? Então por que são perseguidos como se fossem bandidos? Por que não são protegidos pelo Estado? Eles são ameaça para a unidade da nação? c. Como alguém pode ser convertido contra a própria vontade? E a troco de quê? Mas, aí têm um problema: como esse “deus” (imposto na marra) pode se comunicar com o prosélito se ele não crê, se interiormente rejeita profundamente o objeto de culto imposto? d. Que tipo de “ente espiritual” (deus, orixá, caboclo ou guia) aceitaria um “adorador” desse quilate? Na verdade, esses desordeiros estão prestando um desserviço ao seu “deus” e a sua religião! e. E os outros muçulmanos sensatos e intelectualmente honestos, por que nada fazem? São todos políticos profissionais? E a mídia é toda venal? Porque é certo que o senso comum de qualquer pessoa (livre) não aprova uma coisa dessas. f. Fatos como esses não deixam a menor dúvida de que se não fosse a base da intimidação brutal, há séculos, o Islamismo que conhecemos hoje, seria bem diferente. g. Aqui no ocidente é fácil ser o que se quiser ser… e ainda fazer prosélitos! Somos poucos críticos porque – sem dúvida – o Islamismo praticado aqui não força ou oprime (ainda) ninguém, mas faz parte da mesma cepa. Esse tipo de prática religiosa aqui do ocidente (adocicada, dissimulada) não é uma traição ao verdadeiro espírito da coisa? Todo praticante de religião tem que ser fundamentalista, senão ele é uma farsa: ou é ou não é!h. Mas, de certa forma os autores desse vídeo têm razão sim: “As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em DEUS para destruir fortalezas [espirituais e intelectuais]. (2Co 10.4,5). Mas, sem oprimir, roubar, matar e destruir nossos semelhantes, quer partilhem do nosso credo ou não. Valeu.DerrondX

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s