Mudança de curso de Obama na Síria?

Mudança de curso de Obama na Síria?

Autoridades preocupadas com o número de jihadistas se unindo aos rebeldes

Aaron Klein
TELAVIVE – O governo Obama está considerando amenizar as exigências ao presidente sírio Bashar al-Assad para que renuncie, e em vez disso estimular conversas de reconciliação entre Assad e a oposição, de acordo com autoridades de segurança informadas do Oriente Médio.

As autoridades disseram que a Rússia tem atuado de forma importante para convencer os EUA a mudar sua posição, em grande parte devido a preocupações quanto ao grande número de jihadistas participando da insurgência contra o regime de Assad.

“A infiltração de jihadistas na Síria através da Turquia alcançou um número crítico, ao ponto em que o equilíbrio de poderes pode mudar para uma direção preocupante”, admite uma autoridade de segurança. “Chegou a um ponto em que a Turquia talvez seja a maior base da al-Qaeda no mundo”.
Os EUA disseram que entendem a questão e estão dispostos a mudar de posição, segundo a autoridade.
Ainda assim, segundo as autoridades de segurança do Oriente Médio, eles esperam mais uma onda de conflitos entre Assad e os rebeldes saturados pela al-Qaeda antes que as conversas de reconciliação comecem.
As informações surgem em um momento em que Assad se mostra confiante que suas forças irão derrotar a insurgência.
Ele fez a declaração no mesmo dia em que a Corte Penal Internacional recebeu ligações para lançar uma investigação de crimes de guerra contra seu regime.
“Temos certeza de que iremos ganhar; estamos seguros pelos acontecimentos políticos e militares”, disse Assad a políticos visitantes, de acordo com o jornal libanês pró-Assad “Al-Safir”.
“Isso não quer dizer que está tudo resolvido”, Assid teria dito. “Ainda temos muito a fazer politicamente e na batalha contra grupos terroristas radicais”.
O WND noticiou há três semanas o aumento no número de jihadistas que entram na Síria pela fronteira turca, a uma taxa de milhares por mês, de acordo com autoridades de segurança informadas do Oriente Médio.
As autoridades afirmam que a Rússia e o Irã vêm compensando o aumento no fluxo de jihadistas fornecendo mais armas à Síria, incluindo proteções avançadas para o seu arsenal de mísseis.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo original de WND: OBAMA TO CHANGE COURSE ON SYRIA?
Leitura recomendada:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s