Silas Malafaia e Julio Severo contra a Ditadura Gay

Silas Malafaia e Julio Severo contra a Ditadura Gay

Daniel Coelho
Hoje, posto este artigo aproveitando o alvoroço em torno da entrevista do Silas Malafaia no programa daquela esquerdista alucinada, Marília Gabriela, feminista e gayzista raivosa. Só faltou babar de raiva gritando contra seu entrevistado, a quem ela tentou desqualificar logo, mas foi devidamente destruída, pelo forte embasamento e argumentação sólida do pastor e psicólogo Silas Malafaia, que com classe e requinte destruiu e aniquilou aquela esquerdopata como ela merecia. Apenas um dos vídeos da entrevista completa teve mais de 1 milhão de visualizações de um dia para o outro.

Conheço o Pastor Silas Malafaia desde criança pela televisão. Nasci em família evangélica e frequentei a igreja desde o berço, onde conheci meus primeiros amigos antes mesmo de ir para a escola. Uma Igreja Batista, igreja evangélica das mais antigas, pioneiras, tradicionais, não uma dessas que qualquer um inventa de alugar uma sala e inventar uma igreja. Deixei a igreja aos 14 anos de idade, mas aprendi um pouco sobre a Bíblia durante esses anos. Sei diferenciar bem essas igrejas picaretas das sérias e tradicionais. Hoje não sigo nenhuma religião, e não faço questão nenhuma de religião na minha vida, mas respeito e compreendo quem segue uma religião.

Silas Malafaia não é desses que caiu de pára-quedas e resolveu ganhar dinheiro abrindo uma igreja ou pedindo dinheiro na televisão. Lembro dele mantendo seu programa desde pequeno, como ele faz até hoje. Respeito seu trabalho e sua crença, ao contrário do que parece ser uma moda hoje, de babar de raiva contra qualquer padre ou pastor, ou qualquer pessoa que tenha uma religião. Não sei o que passa pela cabeça dessas pessoas. Cada um que cuide de sua vida. Não gostam de religião, é direito seu. Eu também dispenso religião na minha vida, mas quem quiser frequentar uma igreja e seguir uma religião, também tem o direito de viver sua vida em paz. Incrível a ignorância e estupidez humana, difícil de entender, mesmo vivendo em um corpo humano.
Gostando ou não de religião, concordando ou não com a crença do Pastor Silas Malafaia, mesmo o mais xiita dos ateus, o mais fanático crente do ateísmo, tem muito o que agradecer ao Pastor Silas Malafaia. Não foram os ateus que impediram o Golpe da Ditadura Gay, a aprovação do PLC 122. Entre muitos que lutaram contra essa lei golpista, o maior líder da resistência foi o Pastor Silas Malafaia. Políticos como o Senador Magno Malta e o Deputado Federal Jair Bolsonaro foram fundamentais, mas Silas Malafaia foi a maior liderança popular contra a imposição da Ditadura Gay. Sendo reconhecido e respeitado por toda a comunidade evangélica há tantos anos, no Brasil inteiro, foi capaz de mobilizar uma massa popular para protestar em frente ao Congresso em uma manifestação histórica. Principalmente, por que ao contrário de outros movimentos populares, ninguém estava ali recebendo dinheiro ou buscando benefícios próprios.
Merece também muito reconhecimento nessa luta o escritor Júlio Severo, também evangélico, autor do livro “O Movimento Homossexual”, que no final dos anos 90 já denunciava a conspiração totalitária, o plano ditatorial homossexual, enquanto o povo brasileiro alienado ainda levava a viadagem na base da gozação, bem caracterizada na música dos Mamonas Assassinas, Robocop Gay, que dissimuladamente já fazia apologia ao homossexualismo.
Hoje Júlio Severo está exilado do Brasil, precisou fugir do assédio judicial para poder viver sua vida em paz com sua família, sua esposa e filhos. Júlio Severo é o primeiro exilado pela Ditadura Gay no Brasil, o que destaco aqui no blog há quase 2 anos. Recomendo assistir a entrevista dele (http://youtu.be/2fkWiKsVpag), de mais de duas horas, que vale cada minuto, para entender o perigo e a seriedade da Conspiração Homossexual. Seu blog é uma excelente fonte de informações atualizadas, algumas estarrecedoras. Lá também é possível encontrar seu livro para download.
Silas Malafaia e Julio Severo são dois grandes heróis evangélicos na luta contra a Ditadura Gay, a quem mesmo os mais fanáticos ateus devem agradecer por sua liberdade contra o PLC 122. Que sirvam de exemplo.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

Vozes que clamam nos desertos do Brasil: não desistam!

8 comentários sobre “Silas Malafaia e Julio Severo contra a Ditadura Gay

  1. Olá Júlio;Belo e verdadeiro texto do Daniel Coelho, pelo que ele diz não estar filiado a nenhuma igreja, mas sem dúvida nenhuma prova ter mais discernimento espiritual que os raivosos cristãos progressistas que não tiveram dúvidas e se aliaram aos site gays na crítica ao Pr. Silas Malafaia, também fazer o que né, eles se propuseram a serem ESCARNECEDORES capitulado no Salmo 1 abrindo mão de serem COMICIONADOS de Marcos 16v15; Com relação ao que ele diz do Pr Silas eu concordo, mas oro a Deus para que esclareça ao Pastor Silas sobre a ideologia politica, pois ele diz votar em pessoas e não em partidos e isso tem feito ele apoiar os maiores esquerdistas brasileiros como o Serra e o próprio Lula, quanto ao que foi dito sobre o Júlio Severo eu concordo plenamente e tenho espalhado para quem me ouve que já temos sim perseguição a cristãos no Brasil e a prova disso é o exilio do irmão Júlio, pois se a “justiça” não fosse tão esquerdistas ele poderia estar em paz aqui, ou então gastar caminhões de dinheiro com advogados.

  2. Parabéns ao autor, que fez justiça aos principais líderes frente à essa batalha nojenta, a ditadura gay… o autor foi imparcial e tem gabarito para falar porque não é cristão, por isso merece crédito.

  3. Não sei se a minha opinião vai ser muito pertinente (ou muito adequada) para o assunto deste artigo, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (vocês me corrijam se eu estiver errado).O irmão Júlio Severo fala, de modo bem direto, as verdades que muitos precisam ouvir, tem sido um verdadeiro defensor da família, dos bons princípios, tem se manifestado contra o ativismo gay, tem tido uma postura firme contra o aborto, contra o kit gay nas escolas, enfim, ele tem sido o nosso profeta destes últimos tempos.O pastor Silas Malafaia também tem sido um defensor dos bons princípios, da família, e, da mesma forma que o Júlio, também tem se manifestado firmemente contra o homossexualismo. Enfim, eu diria que ele e o Júlio têm sido uma pedra no sapato dos ativistas gays.Só que eu faço uma pequena ressalva ao Silas Malafaia: o que compromete a reputação dele são as escolhas erradas que ele faz em termos de política. Ele pisou na bola ao apoiar Lula (e provavelmente deve ter apoiado Dilma). Seria bom se ele repensasse suas escolhas (as quais têm sido prejudiciais para ele e para todos os cristãos).Eu ainda diria o seguinte: o Júlio, nesse sentido, age melhor. Isso porque o Júlio não dá apoio a nenhum político, não faz campanha pra ninguém, e mantém o seu blog com sacrifício próprio (sem depender de nenhum tipo de ajuda). Tudo isso ele faz por amor aos pecadores que precisam conhecer as verdades da Palavra de Deus. E por ter tido uma postura firme contra o pecado, o irmão Júlio está exilado no exterior por ter desagradado o politicamente correto do governo e dos homossexuais. Tenho certeza de que os cristãos de todo o Brasil teriam muito mais força para enfrentar o ativismo gay se todos tivessem a mesma postura do Júlio.Esta é a minha opinião sobre ambos (Júlio Severo e Silas Malafaia). Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

  4. Infelizmente não tenho grande conhecimento bíblico, e menos ainda conhecimento teológico, para analisar com PROFUNDIDADE a tal "Teologia da Prosperidade". Não me jacto por este pouco conhecimento (nem poderia), pois me assemelharia a um certo presidente que se orgulha de não ter estudado, mesmo quando teve a oportunidade de fazê-lo. Como dizia, prefiro não analisar a Teologia da Prosperidade. Mas sinto-me seguro para tecer críticas quanto ao posicionamento político do Pastor Malafaia. Alguns meses atrás, realmente o Pastor Malafaia me deixou furioso. Confesso. Depois de tanto defendê-lo entre familiares e colegas de trabalho (e na net), fui surpreendido por notícias na mídia sobre seu possível apoio ao Senador Lindberg Farias (PT) para as próximas eleições ao governo do Estado do Rio de Janeiro. Malafaia teceu elogios ao citado senador em seu programa na televisão por ter recebido o apoio e defesa de Lindberg no plenário do Senado no episódio da falsa acusação do MP. Entendo a gratidão do Pastor mas não compreenderei seu apoio a Lindberg! Como não entendo Magno Malta, Marco Feliciano, Eduardo Cunha, Arolde de Oliveira, Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho. Todos cristãos mas esquerdistas ou apoiadores de esquerdistas. Malafaia poderá vir com aquela conversa de carioca (que também sou) achando que leva todos no bico mas não leva não. Não há como apoiar esquerdistas! Ponto. É claro que para ele minhas críticas (ou meu apoio) não faz a mínima diferença. Mesmo assim continuarei apoiando-o em suas posturas corajosas contra a agenda gay (agenda da ONU: aborto, gayzismo, pedofilia, eutanásia etc) e o criticando em seus erros políticos.

  5. Amigo Cláudio Vaz,A sua opinião em relação ao Silas Malafaia é praticamente semelhante ao comentário do presbítero Valdomiro. Realmente, fica muito difícil confiar em pessoas que se dizem cristãs e que dão apoio a políticos pertencentes ao mesmo partido de um governo corrupto e imoral (como o de Dilma).A respeito disso, a Palavra de Deus diz claramente:"Porventura, pode vir de uma mesma fonte água doce e salgada?" (Tiago 3:11)Este versículo se encaixa perfeitamente com a imagem da nossa política. É impossível acreditar que possa surgir algo de bom em um meio tão podre e tão sujo (como o nosso Congresso Nacional).Infelizmente, muitos líderes de congregações e muitos políticos (inclusive os da bancada evangélica) fazem jogo duplo: criticam o governo, e, ao mesmo tempo, dão apoio ao mesmo governo. É justamente por isso que eu não confio em ninguém (nem mesmo nos políticos da bancada evangélica). É como bem disse o apóstolo Paulo:"Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu)Não só o Silas Malafaia, mas também esses que você citou (Magno Malta, Marco Feliciano, Eduardo Cunha, Arolde de Oliveira, Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho) são alguns exemplos claríssimos dos que fazem jogo duplo. Em público, aparecem como cristãos e defensores da família. Mas, nos bastidores, dão apoio a um governo satânico (como o do PT). Eu pergunto: como pode alguém se dizer cristão e, ao mesmo tempo, apoiar ímpios a serviço do diabo?Eu ainda perguntaria: será que esses que se dizem cristãos já viram, em alguma página da Bíblia, Jesus e Satanás sendo amigos (ou Jesus fazendo acordo com Satanás)?Talvez eles estejam esquecidos do que a Bíblia ensina sobre a postura de um verdadeiro cristão:"Seja, porém, a vossa palavra: Sim, sim; Não, não; porque o que passar disto é de procedência maligna" (Mateus 5:37)"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)"Nem todo aquele que diz: Senhor! Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade do Meu Pai que está nos Céus. Muitos, naquele dia, hão de Me dizer: Senhor, não profetizamos em Teu nome? E não expulsamos demônios em Teu nome? E não fizemos obras grandiosas em Teu nome? Porém, Eu vos confessarei: Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7:21–23)"Quem não é por Mim, é contra Mim; e quem Comigo não ajunta, espalha" (Mateus 12:30)"Não podeis beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; não podeis participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios" (1 Coríntios 10:21)"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o Maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14–16)"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)Diante do que a Palavra de Deus ensina, não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio–termo)!Será que esses que se dizem cristãos ainda estão lembrados disso?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s