Agências da ONU pedem que Dilma Rousseff criminalize a “homofobia”

Agências da ONU pedem que Dilma Rousseff criminalize a “homofobia”

Julio Severo
O Grupo Temático Expandido em HIV/AIDS no Brasil (GT/UNAIDS), em parceria conjunta com organizações nacionais e internacionais, enviou uma cartaà presidente do Brasil Dilma Rousseff e outras autoridades brasileiras solicitando prioridade nos esforços para criminalizar a “homofobia”.
A carta foi assinada pelo GT/UNAIDS e seus coligados: USAID, ACNUR, OIT, ONU Mulheres, OPAS/OMS, PNUD, UNAIDS,UNESCO, UNFPA, UNICEF e UNODC. Outros signatários incluem o Ministério da Saúde, a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República e a ABGLT, a maior organização gayzista do Brasil.

A carta alerta sobre uma grande epidemia de AIDS no Brasil, dizendo que embora o HIV afete apenas 0,6% da população geral, entre os homens que fazem sexo com homens o índice é mais elevado: mais de 10% da comunidade gay brasileira tem sido infestada pelo HIV.

A carta explica que o principal culpado pela elevada prevalência do HIV entre os homossexuais é a elevada violência contra eles e diz que os preconceitos contra a homossexualidade são um forte impedimento para os programas de prevenção à AIDS. Como prova, a carta menciona um estudo de 2008 feito pela Fundação Perseu Abramo dizendo que “92% da população brasileira reconhece que há um forte preconceito contra a homossexualidade”. A verdade é que o povo brasileiro não “reconheceu”, mas o demonstrou.
A Fundação Perseu Abramo está ligada ao Partido dos Trabalhadores de Dilma Rousseff, partido que tem ocupado o Executivo e predomina no Legislativo do Brasil.
O estudotestou o nível de “homofobia” da população, perguntando às pessoas que comentassem acerca de tais declarações como “Deus fez o homem e a mulher com sexos diferentes para que cumpram seu papel e tenham filhos”. Os 92% de brasileiros que concordaram parcial ou completamente com essa declaração foram rotulados de “homofóbicos”.
Com base nos resultados totais do estudo, o governo brasileiro determinou que 99% de seus cidadãos eram “homofóbicos” e portanto precisavam ser reeducados
Ao que tudo indica falhando em sua missão de realizar uma reeducação em massa de seu povo, o governo de Dilma agora recebe apoio internacional para avançar seus empacados projetos e medidas anti-“homofobia”.
A criminalização da “homofobia”, de acordo com a carta, é fundamental para o sucesso dos programas de prevenção à AIDS. A carta emprestou uma intenção nobre e humanitária para tal criminalização.
A carta dá um exemplo da elevada violência contra os gays, citando uma estatística de 278 homossexuais assassinados em 2011 no Brasil. A estatística, produzida pelo Grupo Gay da Bahia, é um contraste total com os cerca de 50.000 brasileiros assassinados a cada ano. As políticas socialistas de desarmamento têm deixado a população brasileira à mercê de criminosos e assassinos. Os homossexuais, que muitas vezes vivem em áreas infestadas de prostituição e drogas, não são mais vulneráveis do que a população geral.
Além disso, a fonte da “elevada violência” contra os homossexuais é questionável. O Grupo Gay da Bahia foi fundado por Luiz Mott, um ativista gay cuja defesa da pedofilia é pública.
A carta frisa que o Estado brasileiro não deveria ter conexão religiosa. O governo brasileiro não tem religiões oficiais e não-oficiais, mas as agências da ONU por trás da carta estavam obviamente de olho nos sentimentos cristãos da maioria dos brasileiros. Por causa desses sentimentos e herança, os brasileiros rejeitam qualquer tipo de doutrinação homossexual nas escolas e a imposição da ideologia gay em sua sociedade.
Em sua conclusão, a carta exorta o governo brasileiro a adotar medidas abrangentes para combater a “homofobia”, inclusive prioridade e aceleração na votação e aprovação do PLC 122, o notório projeto de lei anti-“homofobia” produzido pelo PT.
O PLC 122 torna crimes “homofóbicos” atos e opiniões contra a homossexualidade, e sua aprovação ameaça trazer censura para líderes e membros que mencionarem versículos da Bíblia contra a sodomia até mesmo dentro dos templos. Até mesmo membros importantes do PT reconhecem tal ameaça.
O governo de Dilma Rousseff e de seu antecessor, o ex-presidente Lula, fez o possível para aprovar o PLC 122 e outras medidas homossexualistas, que foram paralisadas pelo esforço de católicos e evangélicos.
Certamente, o governo de Dilma recebe de braços abertos a pressão para fazer exatamente o que já vem querendo fazer há um longo tempo: impor a agenda gay na maioria dos brasileiros que insiste em ver a homossexualidade como uma anormalidade.
Leitura recomendada:

18 comentários sobre “Agências da ONU pedem que Dilma Rousseff criminalize a “homofobia”

  1. Era só oque faltava heim, foi o empurrãozinha que a presidente estava esperando.Não sabia que ao considerar um versiculo da biblia a pessoa era rotulada de homofóbico, isso é ridiculo! Homofobia é quando você agride fisicamente ou psicologicamente alguém, e não porque você tem uma opinião diferente, agora sou obrigada a concordar com a ideologia gay, se não vou ser preza? que merda é essa?Deveriam criminalizar a libertinagem, a sodomia, a safadesa, e não a opinião. Deveriam criminalizar a corrupção no pais, isso não fazem acho engraçado né.Cade os valores dessa sociedade? comecei a sentir invejinha dos paises mulçumanos heim, com eles ninguém mexe, lá a casa não é da mãe joana que nem aqui.

  2. O que eu acho mais estranho nessa coisa toda é que ninguém, absolutamente ninguém define de forma precisa, clara e inequívoca o que é homofobia. Sem essa definição, como querem caracterizar isso como crime? Ademais, todas as coisas definidas como homofobia já estão tipificadas como crime (bater num homossexual: agressão; matar um apenas por ser gay: homicídio por motivo fútil e por aí vai). O que querem mesmo é atacar o cristianismo. Pois se fossem realmente defender gays de agressões e mortes os olhos dessa cambada estariam voltados para o mundo islâmico, aonde os gays são verdadeiramente perseguidos e modos por apenas e tão somente serem gays. Mas, como homofóbicos de verdade ninguém se mete…

  3. De acordo com o pensamento politicamente correto do governo (e dos homossexuais), ser homofóbico é:– ser contra o homossexualismo;– obedecer somente à Palavra de Deus;– não aceitar a doutrinação gay para as nossas crianças (e nem o kit gay nas escolas);– ser contra o casamento gay (e ser contra as paradas gays);– dizer que o homossexualismo é pecado.Se ser homofóbico significa ser tudo isto, então eu posso dizer com todas as letras (e com muito orgulho): eu sou homofóbico (com "H" maiúsculo).Podem fazer qualquer lei ímpia que obrigue a todos (até mesmo com ameaças de morte) a aceitarem o homossexualismo, mas, ainda assim, eu JAMAIS IREI ME CURVAR AOS DESEJOS DO DIABO E DOS HOMOSSEXUAIS. Eu, como cristão, sempre prego (e sempre continuarei a pregar) contra o pecado. Nunca vou deixar de dizer que o homossexualismo é pecado (não estou nem aí para o que os homossexuais vão pensar de mim). Adoto comigo o mesmo lema dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Faço como disse o apóstolo Pedro:"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)A lei de Deus é soberana, eterna e imutável (nunca poderá ser mudada por nada, e nem por ninguém). Para Deus, pecado (seja qual for, inclusive o homossexualismo) é pecado sempre (e ponto final). A lei de Deus nunca irá se sujeitar (ou "se adaptar") aos tempos modernos ou ao "politicamente correto" do governo, dos homossexuais, dos abortistas, dos falsos profetas, dos pastores progressistas, dos esquerdistas, comunistas, marxistas, socialistas, e dos falsos evangelhos. A lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu:"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de fundamentalista, homofóbico, preconceituoso (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranqüila (até porque eu já cumpri o meu dever de cristão). Se, mesmo assim, esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

  4. Ai, ai, ai irmão essa turma não desiste né de querer aprovar essa PLC122 e criminalizar isso na verdade eles querem tampar a boca da opinião do povo brasileiro que a grande maioria diga-se passagem contra ao homossexualismo.Ester!!!!

  5. Apesar de não atacarmos física ou verbalmente os homossexuais, somos constantemente atacados por eles simplesmente por não aceitarmos o que eles fazem. Para que todos daqui tenham uma idéia do ódio que os homossexuais têm dos cristãos, o deputado homossexual Jean Wyllys censurou, certa vez, um cidadão (Carlos Vendramini) pelo Twitter simplesmente porque o mesmo cidadão se manifestou contra o PLC 122, o "kit gay" e o homossexualismo. E o próprio Jean Wyllys ainda teve o despeito de dizer que os cristãos são homofóbicos, fundamentalistas, preconceituosos, e que iria tomar providências contra os seus "inimigos" (não só os cristãos, como também todos os que são contra o homossexualismo).Eu pergunto: a liberdade de expressão é permitida somente aos homossexuais? E para os cristãos e para as pessoas que são contra o homossexualismo, não pode haver liberdade de expressão? Que justiça é essa de 2 pesos e 2 medidas (tudo para os homossexuais, e nada para os cristãos e para as pessoas que são contra o homossexualismo)? Por acaso os homossexuais são tão especiais (ou tão privilegiados) para só eles terem todo e qualquer tipo de direito?Caso os homossexuais estejam esquecidos, faço questão de relembrar a eles o que a Constituição Federal diz sobre a liberdade de expressão. Leiamos:Título II (dos direitos e garantias fundamentais)Capítulo I (dos direitos e deveres individuais e coletivos)Artigo 5º:– Inciso IV: "É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato"Eu sou livre para dizer o que eu quero. E eu aproveito a minha liberdade para dizer aos homossexuais com todas as letras: SOU CONTRA O HOMOSSEXUALISMO (E TAMBÉM CONTRA O PLC 122 E CONTRA TODA E QUALQUER LEI PRÓ–HOMOSSEXUALISMO)! Sinto muito se os homossexuais se sentirem ofendidos, mas eu penso assim (eles aceitem se quiserem)! Eles podem até me chamar de homofóbico, fundamentalista, preconceituoso, mas eu não estou nem aí para o que ele vão pensar da minha pessoa! Eu digo sem medo: sou contra o homossexualismo e ponto final (e ninguém jamais vai me fazer mudar de opinião)!– Inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e às suas liturgias"Ninguém pode me obrigar a deixar de crer em Deus e na Sua Palavra. Eu creio e obedeço ao que Ele me ordena. Se os homossexuais não quiserem concordar com o meu modo de pensar (ou não quiserem se arrepender, e nem aceitar o que a Bíblia diz sobre o homossexualismo), é um direito que eles têm. Porém, me obrigar a mudar de opinião só porque eles querem que eu ache certo uma coisa que é biblicamente errada, isso eu NUNCA vou fazer. Não vou mudar meu ponto de vista para agradar a ninguém (principalmente os homossexuais). Eu obedeço ao que a Bíblia diz:"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)Se eu tiver que ser preso ou morrer pela verdade da Palavra de Deus, eu aceito com muito prazer a prisão ou a morte (até porque eu confio no Deus em quem eu creio). E digo mais: não tenho nenhum medo de ser preso ou de morrer, porque o Senhor Jesus, na Sua Palavra, garantiu aos Seus servos:"Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida" (Apocalipse 2:10)Para finalizar minha mensagem, vou deixar 3 versículos para a reflexão dos homossexuais:"Aos homens está ordenado morrerem uma única vez, vindo, após isso, o juízo" (Hebreus 9:27)"Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as pessoas que se esquecem de Deus" (Salmo 9:17)"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem pagar pra ver, depois eles não vão poder dizer que não foram avisados!

  6. Aqui no Brasil deverá instalar-se, em breve, uma espécie de sodoma e gomorra dos tempos modernos, tornando este país uma espécie de modelo de abominação para todo o mundo, com o maior índice de aborto, maior índice de sodomitas, maior índice de depravação, maior índice de profanação das coisas santas, maior perseguição aos fiéis, maior índice de corrupção, maior índice de violência (de todo tipo), maior índice de pedofilia autorizada pelo governo…Isso merece nossa atenção e preocupação, pois a mão do anticristo será pesada sobre a igreja de Cristo em toda a terra, especialmente sobre os verdadeiros cristãos (quem lê, entenda).

  7. JulioVocê, que já traduz textos do inglês e espanhol, devia dar mais atenção a textos sobre Alfred Kinsey, o pai desta lambança. Quanto mais informaçôes sobre as falsificaçôes desta mega-canalha, melhor, pois ele iniciou tudo que é lambança na area d asexologia e psicologia.

  8. Verdureiro, meu livro O Movimento Homossesxual, publicado em 1998 pela Editora Betânia, já denunciava Alfred Kinsey.Meu blog está repleto de informações sobre esses falsário. Veja: https://www.google.com/search?num=100&hl=en&safe=off&biw=1133&bih=468&q=%22Alfred+Kinsey%22+site%3Ahttp%3A%2F%2Fjuliosevero.blogspot.com%2F&oq=%22Alfred+Kinsey%22+site%3Ahttp%3A%2F%2Fjuliosevero.blogspot.com%2F&gs_l=serp.3…14001405.14006066.0.14006732.15.14.0.0.0.0.314.2151.4j5j4j1.14.0.les%3B..0.0…1c.1.Gre9T94mmPs

  9. Não entendi essa… o índice de AIDS é maior nos homossexuais masculinos só por falta de apoio às campanhas pró camisinha? E como a violência se relaciona com a falta de prevenção? O medo da violência, em geral, não torna a todos mais previdentes?Obviamente qualquer violência, real, verdadeira e não meramente alegada, deve ser repelida, mas a conexão entre violência e maior infestação não é coerente. Me parece que infestações são mais comuns quando falta higiene em contatos muito mais facilitados. Possivelmente a promoção do homossexualismo pelas paradas gay também podem ser o motivo mercadológico para essa maior proliferação.

  10. Alguem ja procurou no dicinario, pode ser online msm, a definicao de "tolerar"? Significa "suportar com indulgencia". Suportar ja nao eh algo mt leve ne, mt facil de se fazer, ainda mais com indulgencia!! Tipo, eh qd vc sabe que o que a pessoa faz eh errado, mas releva. POREM, na estrategia novilngue da guerra cultural comunista, que eh a de propositalmente mudar o significado das palavras (para confundir as pessoaz e destruir seu senso critico), "tolerar" passa a significar "nao falar contra, e se possivel, concordar com algo, msm que vc nao concorde c esse algo(!!!!)"Os gayzustas sao os que precisam aprender o re significado da palavras tolerancia, e prwcisam exerce-la, antes de exugu-las doso outros. Eles querem eh fazer calar quem lhes desagrada!Saulo

  11. Ora, isto é um insulto à inteligência do ser humano: Dizer que a proliferação do HIV é porque não se tem política contra "Homofobia". Os GAYS precisam parar de achar que são mulheres e AS LÉSBICAS precisam parar de se acharem que são homens quando eles pararem com isso o HIV não encontrará motivos e meios legais para os infectarem. Dizer que eu tenho que aceitar a ideia de que homem com imenso órgão genital masculino entre as pernas pode se achar mulher e eu ter que aguentar isso calado, isso chama preconceito ao raciocínio lógico e intelectual. Eu simplesmente estou sendo violentado e sofrendo todos os dias discriminação por esses canalhas deste século que ainda se dizem defensores dos direitos humanos.

  12. Não tenho nenhum medo de dizer: a ONU nada mais é do que uma entidade a serviço do diabo. Tudo o que ela propõe é contra a Palavra de Deus. Aliás, da ONU se pode esperar tudo (menos qualquer coisa que preste)!Está na hora dos representantes das famílias, dos grupos pró–vida, e de todos os cristãos se unirem para protestar contra toda e qualquer aberração que a ONU deseja impor a tudo e a todos. Temos que ter uma postura bem firme pela preservação da família, da vida, da moral, dos bons costumes, e da obediência às verdades eternas da Palavra de Deus.Vamos todos dizer juntos (em alto e bom som):– NÃO ÀS IMPOSIÇÕES DA ONU!– NÃO AO HOMOSSEXUALISMO!– NÃO AO ABORTO!– NÃO A TUDO QUE FOR CONTRA A PALAVRA DE DEUS!O BRASIL NUNCA FOI, NÃO É, E JAMAIS SERÁ ESCRAVO DA ONU (E DO DIABO)!O BRASIL PERTENCE AO SENHOR JESUS CRISTO, REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES PARA TODO O SEMPRE!

  13. Muito bem colocado; sinto invejinha dos países islâmicos. Lá os gays sofrem pena de morte pelo próprio estado. Quero vê essa ***** de passeata gay lá. Vai lá ONU gay. Esse Brasil é cada de mãe Joana mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s