Tribunal determina fechamento de mesquitas em São Paulo. Dilma condena na ONU perseguição islâmica aos cristãos

Tribunal determina fechamento de mesquitas em São Paulo. Dilma condena na ONU perseguição islâmica aos cristãos

Julio Severo
O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou nesta terça-feira, 25, o fechamento de todas as mesquitas em São Paulo pelo fato de que os seguidores da religião muçulmana têm sistematicamente perseguido, torturado e assassinado anualmente milhares de cristãos em países islâmicos. Horas antes, a presidente Dilma Rousseff condenou a violenta perseguição muçulmana aos seguidores de Cristo no discurso de abertura da 67.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.
Nessa altura, você deve estar se beliscando e dizendo: “Uau! Será que estou bêbado e não estou lendo direito?” Ou: “Será que o Julio Severo bebeu?”
De fato, conhecendo o comportamento da Justiça brasileira e da presidente com histórico de terrorista, é impossível imaginá-los agindo contra sua própria natureza.
A verdade é: O Tribunal de Justiça de São Paulo nunca reconheceu a perseguição aos cristãos em países islâmicos. Portanto, no que depender desse nobre tribunal, os islâmicos terão total liberdade para propagar no Brasil suas ideias doces e angelicais. Quanto aos cristãos nos países islâmicos, talvez os nobres juízes pensem: por que é que eles não aceitam as “ideias doces e angelicais” do “profeta” Maomé?
Quanto ao islamismo, houve realmente uma ação dos nobres juízes, conforme noticiouo jornal Estadão: “O Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu nesta terça-feira, 25, o site YouTube de exibir o trailer do filme ‘Inocência dos Muçulmanos’, que é ofensivo ao islamismo”.
O título do artigo do Estadão é ainda mais interessante: “Justiça proíbe exibição no Brasil de filme que ofende Maomé”.
Agora é eu que digo: “UAU!” Já pensou esse mesmo jornal dizendo: “Justiça proíbe exibição no Brasil de filmes que ofendem Jesus Cristo”. Ou: “Justiça proíbe exibição nas paradas gays de imagens que ofendem Jesus Cristo”.
Mas não. Como se não bastassem agir como se fossem adoradores do homossexualismo, agora querem também impor que um Estado laico é um Estado sem Cristianismo, mas que se prostra diante do nome de Maomé.
A senhora Dilma Rousseff realmente esteve na ONU. Como representante máxima do maior país católico do mundo, ela tinha a obrigação moral (ainda mais que seu governo é obcecado por direitos humanos até para formigas e adoradores do ânus) de pelo menos condenar a perseguição, tortura e martírio de católicos em países islâmicos. Mas, para ser fiel ao seu passado de terrorismo e comunismo, ela preferiu agir conforme sua própria natureza. O jornal Estadão, na mesma matéria, anuncia: “A presidente Dilma Rousseff condenou a islamofobia no discurso de abertura da 67.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas”.
Na ONU, Dilma condena o preconceito ao islamismo

Na ONU, diante de todas as nações, a preocupação mais importante da presidente do Brasil é a islamofobia — isto é, o “preconceito” ao islamismo como “religião de paz e amor”!

Lição de moral do Tribunal de Justiça de São Paulo e de Dilma: Nunca condene, critique ou ofenda os opressores, perseguidores, torturadores, estupradores e martirizadores islâmicos de cristãos!
Se muçulmanos estivessem sendo perseguidos, estuprados e mortos aos milhares por ano em países católicos e evangélicos, faria sentido Dilma condenar a “islamofobia”. Mas está ocorrendo exatamente o contrário: homens, mulheres e crianças estão sendo presas fáceis de violências, estupros e assassinatos apenas por dizerem que acreditam que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E os EUA, o maior país evangélico do mundo, e o Brasil, o maior país católico do mundo, não bocejam uma simples palavra de condenação aos governos islâmicos assassinos.
Pelo menos, os seguidores de Maomé têm muito mais coerência. Os presidentes de países islâmicos defendem os muçulmanos e sua religião com unhas e dentes — enquanto outros muçulmanos os defendem com bombas e matanças. O presidente islâmico do Irã, Arábia Saudita, Egito ou Líbia jamais apareceria na ONU para condenar a “catolicofobia” ou a “cristianofobia”.
Já Dilma Rousseff, presidente do maior país católico do mundo, está pronta para condenar a “islamofobia” e jogar os católicos na arena dos leões homossexuais e islâmicos.
Se enquanto islâmicos perseguem, estupram e matam cristãos, Dona Dilma prefere aparecer na ONU para condenar a “islamofobia”, fico pensando: O que ela faria se os católicos começassem a dar o troco para todos os muçulmanos do Brasil, perseguindo-os, torturando-os e matando-os? Será que Dona Dilma apareceria na ONU para condenar a “catolicofobia”?
Acho que a esquizofrenia ideológica dela tem outra explicação: com seu passado terrorista, ela só pode apoiar a maior força motivadora do terrorismo internacional moderno — que é exatamente o islamismo.
Daí, tanto faz Dona Dilma condenar na ONU a “islamofobia” ou o “terrorismofobia”.

17 comentários sobre “Tribunal determina fechamento de mesquitas em São Paulo. Dilma condena na ONU perseguição islâmica aos cristãos

  1. Pois tratei de fazer upload de Innocence of Muslims (legendado) desde já, o filme pode até ser uma porcaria, porém, não será o TJ SP nem um bando de muçulmanos em surto que vão nos dizer o que podemos ou não podemos ver na internet. Se tirarem de fato do You Tube então vai para o Blip.tv, Dailymotion e quaisquer outros sites de hospedagem de vídeos.

  2. Dilma está cutucando onça com vara curta. Esse pessoal islâmico não é de ficar só falando: eles agem logo (e sem piedade)! E eles não são de engolir desaforo calados, pois não admitem que ninguém fale mal do islamismo!Eu quero ver se Dilma vai ter coragem o suficiente para dizer em público que o islamismo é uma religião de terroristas! Será que ela estaria preparada para o caso de algum homem–bomba aparecer de surpresa no Congresso Nacional (e matar todos em nome de Alá)?O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mandou fechar as mesquitas de São Paulo devido a isso (perseguição e morte de cristãos em países islâmicos). Será que este mesmo tribunal estaria pronto para enfrentar algum ataque terrorista como retaliação a esta mesma decisão?Por que esse mesmo tribunal não condena também o homossexualismo, o aborto, as paradas gays e tudo que é imoral (e contra a família, os bons princípios, e a Palavra de Deus)?Realmente, fica mais uma vez comprovado que este governo utiliza 2 pesos e 2 medidas: tudo para os islâmicos (e também para os homossexuais, pedófilos, abortistas, terroristas, traficantes e outros criminosos) e nada para os cristãos (que acreditam nas verdades eternas da Palavra de Deus)!

  3. Muito bom artigo, Júlio. Parabéns! É uma vergonha ter essa criatura como presidente. É uma lástima ter o Brasil, e pior, a América Latina nas mãos desse tipo de gente ordinária!!! Deus tenha misericórdia de nós! Sem a menor dúvida, vivemos o tempo do fim! Sou grata a Deus por sua vida, Júlio. Continue firme e que Deus o abençoe e o livre de todo mal.

  4. É lamentável que Dilma Roussef não diga uma única palavra, não aponte nem um único fato sobre as perseguições e assassinatos diários de católicos e protestantes que estão acontecendo nos país muçulmanos.O perseguidor tem sido mostrado ao mundo como a vítima.

  5. É quase incrível a capacidade de alguns políticos de coar o mosquito e engolir a baleia. Quando os cristãos são ofendidos, vilipendiados, tem seus símbolos desrespeitados não se levanta uma autoridade de alta importância para protestar. Falar em Islamofobia nos países democráticos beira as raias da irracionalidade, pois aqui eles têm total liberdade de propagar abertamente os valores do islamismo. Nos países islâmicos quem quer viver e falar da sua fé em Jesus Cristo corre os mais variados riscos que podem ir do espancamento no meio da rua até a prisão, tortura e pena de morte. Pu nos posicionamos em defesa dos valores da fé cristã ou corremos o risco de, no futuro, ver nossas filhas ou netas sendo estupradas por gangues de "asiáticos"** e o juizes fazendo vista grossa para não serem acusados de preconceituosos como acontece hoje no Reino Unido. (**muçulmanos)

  6. Realmente, Jairo Eduardo, não houve nenhum protesto da parte de Dilma contra as mortes de católicos e evangélicos nos países muçulmanos e islâmicos.Se tivessem assassinado algum homossexual, com certeza não haveria economia de palavras. Com certeza Dilma e os homossexuais iriam dizer, com todas as as letras, que "é preciso combater a homofobia, o preconceito, a discriminação e o fundamentalismo".Como bem disse o presbítero Valdomiro, este governo é de 2 pesos e 2 medidas: tudo para os anti–cristãos e nada para os cristãos!

  7. Pera lá, não entendi, o título era um primeiro de Abril? O que realmente aconteceu gente? Não separei as partes que eram ironia das partes que realmente falavam sério. O que Dilma disse? As mesquitas foram realmente fechadas?

  8. Para quem fez curso de terrorismo no país “livre” de Cuba, defender terroristas islâmicos e a criação de um “estado” Palestino não é novidade. É uma vergonha essa mulher falar na ONU em nome da nossa nação!!!!

  9. Onde estão aqueles que retiram as cruzes de repartições publica, defendem a retirada da palavra de deus de cédulas etc… alegando que este pais e laico… Laico uma… este pais e islâmico, com ideias socialista, nazista e comunistas.Tudo o que esta acontecendo, faz parte de um plano para lavar das mentes de futura geração o pensamento cristão, familiar, ético e humano.As novas gerações estão sofrendo lavagem cerebral para que se tornem o que eles querem.Todos comemoram quando o catolicismo caem em 6% em 6 anos e para os governos do mundo inteiro se alegram com a infiltração de evangélicos na politica onde ele podem corrompe-los.Os mesmo ainda não se perceberam da jogada deles, "mais vale um inimigo declarado que um camuflado", Quando nos tínhamos apenas em nosso coração a cristandade eramos fortes pois o inimigo não sabia onde nos estávamos e de dentro das repartições de RH percebíamos e podávamos os indesejáveis, os indicados eram aqueles que fazia parte de nosso ciclo, mas veio o concurso publico onde não se escolhe o caráter ou doutrinação, veio o continho de fada da "Democracia" dos direitos "Iguais" onde na politica combinada se faz os acordões para o bem da corrupção.Como os índios em sua colonização nos entregamos a fantasia do desconhecido tecnológico barato das inutilidades "Espelhinhos".A alguns dias estive em guarulhos e passei por varia igrejas evangélicas de diversas denominações, e todos que vi era uma sede de partido.Vejam lúcifer já chegou ao poder e quem se aproxima dele e seus ministros e for reconhecido sera convertido ou eliminado.Temos que mudar de estrategia, precisamos unir-se á familia Pai, Mãe, Filho e Avós e acima de tudo com Deus e o senhor jesus cristo, e afastarmos deste consumismo compulsivo, temos que voltar a ser humildes no espirito e no materialismo.O poder que já esta sentado, precisa de riqueza para se manter.Reflita, meditem e mudem para que o senho possa agir.

  10. Sim SAGA o título e uma ironia aos ocorrido.A manchete do estão o título é: “Justiça proíbe exibição no Brasil de filme que ofende Maomé” filme que esta postado no YOUTUBE, E o jornal Estadão, na mesma matéria, anuncia: “A presidente Dilma Rousseff condenou a ISLAMOFOBIA no discurso de abertura da 67.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas”.A matéria do Estadão esta neste link:http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,justica-proibe-exibicao-no-brasil-de-filme-que-ofende-maome,935776,0.htm

  11. Novidade da "Dilminha", ser a favor da religião islâmica uma coisa nós sabemos a muito tempo se engana quem gosta de ser enganado né Magno Malta e Cia limitada dos cristãos puxas sacos da mesma por puro interesses pessoais que jamais a mesma segue o cristianismo. Ela é a Obama de saias aqui no brasil podemos colocar assim ela parece uma "bonequinha programada" quer fazer a vontade dessa organização da ONU.Ester!!!!!!

  12. Será que Dilma sabe com quem ela está comprando briga?Como bem disse o presbítero Valdomiro, esse pessoal islâmico não é de engolir desaforo calado! Se eu fosse ela, eu tomaria cuidado antes de dizer certas coisas sobre o islamismo!Será que teria coragem de dizer que Mahmoud Ahmadinejad, o presidente do Irã (grande amigo e aliado de Lula), é um terrorista?

  13. Julio, o Silas Malafaia e o Magno Malta podiam ler seus textos e reavaliar suas posturas ao "dessatanizar" o PT. Tenho decepcionado-me diante das atitudes deles onde tentam condenar a luta dos movimentos gay, marxista, contra-vida e outros, que por sua vez são apoiados pela cúpula do PT.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s