Pr. Youcef Nadarkhani: um herético para o governo islâmico do Irã. Herético também para portadores de diploma teológico?

Pr. Youcef Nadarkhani: um herético para o governo islâmico do Irã. Herético também para portadores de diploma teológico?

Julio Severo
Um vídeoproduzido por líderes cristãos ligados à igreja iraniana aliada de comunistas está sendo divulgado em meios reformados para atacar o Pr. Youcef Nadarkhani, que havia sido condenado à morte pelo governo islâmico do Irã em 2010.
O vídeo, que tem a participação de reverendos com diploma teológico, questiona a falta de tal diploma na vida de Nadarkhani. E o questionamento, jogando-o contra a parede sem dó nem piedade, vai mais longe ao tentar extrair dele uma confissão de heresia.

Sentença de morte física ou teológica por “heresia”

Aparentemente, o maior problema de Nadarkhani, para os produtores do vídeo, foi sua suposta heresia, não sua sentença de morte, que havia sido decretada por “apostasia” — o ato de ele ter abandonado o islamismo para entregar sua vida a Jesus Cristo.
Claro que mesmo sem uma sentença oficial, pastores evangélicos são rotineiramente martirizados em países muçulmanos radicais. Mas será que, antes de ajudarmos a salvar a vida desses coitados, precisaremos conferir se possuem diploma teológico e se sua teologia é rigorosamente alinhada com a igreja oficial do Irã?
Youcef Nadarkhani: condenado pelos islâmicos. Condenado também pelos portadores de teologia?

Somente depois de uma intensa pressão internacional, que contou com a intervenção do senador Magno Malta, o governo islâmico do Irã cedeu, finalmente libertando o Pr. Youcef, que passou três anos sendo maltratado na prisão enquanto aguardava a execução.

Organizações e publicações cristãs do mundo inteiro celebraram sua libertação. Mas um grupo de pastores, principalmente reformados, começou a acusar o pastor iraniano de “unitarista” por entenderem que ele só crê em Jesus.

A resposta de Christian Solidarity Worldwide

A resposta oficial de Christian Solidarity Worldwide, uma organização que dá assistência para cristãos perseguidos no mundo inteiro, foi enviada ao Blog Julio Severo em email datado de 13 de setembro de 2012. O email de Christian Solidarity Worldwide disse:
É profundamente preocupante que enquanto a vida de um homem está em perigo, alguns cristãos não tenham nada de melhor para fazer do que pensar numa inquisição teológica de nova era.
Um importante líder da Igreja do Irã continua a insistir que [Nadarkhani e outros pentecostais] são evangélicos e não creem no unitarianismo. O credo deles pareceria apoiar isso, mas por favor leve em consideração que o vídeo (http://youtu.be/adRBJS5WdoM) foi traduzido do francês por pessoas cuja língua materna não é o inglês. Em todo caso, o Christian Solidarity Worldwide trabalha a favor da liberdade religiosa para todos, e colocando a religião e a teologia de lado, os fatos fundamentais envolvendo esse caso ilustram uma injustiça grave. A total falta de um processo justo e as decisões extrajudiciais que caracterizaram esse caso contribuíram para torná-lo célebre para organizações e observadores seculares — inclusive a sociedade secular — e pessoas e grupos de outras religiões. O que eles pensaram com tudo isso?
O fato incontestável é que o Pr. Nadarkhani enfrentou a sentença de morte porque ele estava insistindo em se apegar a Cristo, não porque ele estava se apegando ao unitarianismo. Será que esses teólogos não conseguem reconhecer e elogiar isso e orar por ele? Ainda que eles estejam com a razão de que o Pr. Nadarkhani realmente acredita no unitarianismo, esse é o momento apropriado para um artigo sobre essa questão? Será que Cristo iria querer seu povo focalizando nessa questão nesse momento, quando até mesmo descrentes estão objetando à pena de morte nesse caso? Ou será que eles sentem que a pena de morte é merecida nesse caso, considerando que ele é, aos olhos deles, um herético? Que tipo de testemunho é esse para o mundo que não conhece a Cristo?
O unitarianismo é uma crença teológica errada, mas dificilmente a igreja subterrânea iraniana tem acesso a recursos teológicos. É óbvio que o pastor iraniano não tem formação teológica, em contraste com seus questionadores.

A igreja oficial e não oficial do Irã

Youcef Nadarkhani faz parte do crescente movimento pentecostal do Irã.
Há dois tipos de igrejas cristãs no Irã: a igreja oficial (que em grande parte é de linha presbiteriana) e a igreja não oficial e subterrânea (que em grande parte é pentecostal).
A igreja oficial começou em meados de 1830, com o corajoso trabalho missionário de pastores presbiterianos dos EUA. Essa igreja, a Igreja Evangélica Presbiteriana do Irã(IEPI), tem o reconhecimento do governo e goza certa liberdade. Desde 1950, a IEPI faz parte do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), uma verdadeira babilônia de esquerdismo, ecumenismo, feminismo, gayzismo, etc.
Se os portadores de diploma teológico que estão tentando detectar uma heresia em Nadarkhani olhassem para o CMI encontrariam não uma nem duas heresias. Encontrariam uma abundância tão grande de paganismo, bruxaria, gayzismo, marxismo, apostasia e heresias que teriam material suficiente para passar a vida inteira ocupados fazendo verdadeira apologética, atacando os verdadeiros heréticos.
Com o treinamento e conhecimento teológico que tem, é totalmente indesculpável que a IEPI tenha conexão com o CMI, que contraria frontalmente o Evangelho. É indesculpável também para o CMI, pois todos os seus membros são pastores e bispos com elevados títulos de seminários e universidades, mas cujo coração está cheio de fogo e enxofre do próprio inferno.
De igual forma, se o Pr. Youcef Nadarkhani tivesse todo o treinamento e conhecimento teológico da IEPI, seria indesculpável ele defender a teologia do unitarianismo.

Falta de instrução?

Entretanto, ele não tem tal treinamento e conhecimento teológico.  Em termos de instrução acadêmica, ele perde de longe para a IEPI e para o CMI. Além disso, não há evidência de que esteja defendendo explicitamente o unitarianismo. O que se sabe é que ele tem pregado Jesus.
A primeira medida cristã com relação a um cristão que tem conhecimento precário é ajudá-lo, como Aqüila e Priscila fizeram com Apolo:
“[Apolo] era instruído no caminho do Senhor e, fervoroso de espírito, falava e ensinava diligentemente as coisas do Senhor, conhecendo somente o batismo de João. Ele começou a falar ousadamente na sinagoga; e, quando o ouviram Priscila e Aqüila, o levaram consigo e lhe declararam mais precisamente o caminho de Deus.” (Atos 18:25-26 ACF)
“Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso; e achando ali alguns discípulos, Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam.” (Atos 19:1-6 ACF)
Quando Paulo se encontrou com alguns cristãos que só tinham o conhecimento do batismo de João, com muito amor ele lhes explicou que havia um batismo mais avançado. Ele teve essa paciência porque eles eram cristãos simples, sem acesso à totalidade da Palavra de Deus e sem nenhum treinamento teológico. Mas se fossem teólogos, é de suspeitar que Paulo teria sido mais duro.
Nadarkhani pertence à igreja subterrânea, uma igreja que tem falta de quase tudo.  Não tem reconhecimento do governo islâmico e, por ser pentecostal, é ignorada ou até mesmo desprezada pelas igrejas presbiterianas formais do Irã.
Mas o maior pecado é cometido por quem tem muito conhecimento e ainda assim peca.

“Reverendo” e outros títulos

Num exemplo muito simples, o título “reverendo” é aplicado a líderes das igrejas presbiterianas e reformadas. O Dicionário Aurélio diz que o significado de “reverendo” é: “que merece reverência”.
De um ponto-de-vista teológico estritamente técnico, esse termo, e os que aceitam seu uso, mereceriam óbvia condenação, pois na Bíblia, especialmente nos Salmos, o termo “que merece reverência” está ligado exclusivamente a Deus, nunca a homens, nem mesmo a sacerdotes.
Contudo, homens mortais portadores de diplomas teológicos são tratados com real “reverência”, mesmo que não utilizassem para si o título de “reverendo”. Se eles, que são meros seres humanos, se ofendem espalhafatosamente com títulos como apóstolo e profeta, apropriados para serem usados para pessoas, como deveria Deus expressar seus sentimentos quando um homem usa o título de “reverendo”, que deveria pertencer somente a Ele?
Do ponto-de-vista da Bíblia, nenhum cristão é obrigado a se prostrar diante de um título que exige reverência para seu portador. O próprio Jesus Cristo nos alertou sobre títulos:
“Eles preferem os melhores lugares nos banquetes e os lugares de honra nas sinagogas. Gostam de ser cumprimentados com respeito nas praças e de ser chamados de ‘mestre’. Porém vocês não devem ser chamados de ‘mestre,’ pois todos vocês são irmãos uns dos outros e têm somente um Mestre. E aqui na terra não chamem ninguém de pai porque vocês têm somente um Pai, que está no céu. Vocês não devem também ser chamados de ‘líderes’ porque vocês têm um líder, o Messias. Entre vocês, o mais importante é aquele que serve os outros.” (Mateus 23:6-11 BLH)
Em nossos dias, Jesus poderia igualmente nos avisar: “E aqui na terra não chamem ninguém de ‘reverendo’ porque há somente um que merece reverência e Ele está no céu”.
Não estou defendendo o desrespeito aos que gostam de tais títulos, mas esse não é um ponto interessante?

Soberba teológica merece ser duramente criticada

Outro exemplo simples vem da própria realidade brasileira. Indivíduos progressistas portadores de diploma teológico e ostentando sobre suas próprias cabeças o título de “apologetas” criticam pentecostais e neopentecostais nos mínimos detalhes, não hesitando colar o rótulo de herético ao menor sinal de desagrado, conforme seus caprichos teológicos — um dos quais é a negação da operação de dons sobrenaturais do Espírito Santo hoje, como profecias e visões.
Mas, de forma esquizofrênica, sempre evitaram criticar Robinson Cavalcanti, portador de diplomas e vasto conhecimento teológico, político e ideológico, ex-membro, político e apoiador do PT, e um defensor da poligamia e do socialismo. “Para quem muito é dado, muito será cobrado” se aplica igualmente, nesse caso, ao não criticado e aos não criticadores.
Procuram uma “heresia” num homem simples como Nadarkhani, mas são incapazes de enxergar heresias vasta e patentemente maiores em proeminentes portadores de pergaminhos teológicos. Estão, como Jesus mostrou, com os olhos furados por uma trave de madeira, mas se julgam especialistas em tirar cisco dos olhos dos outros.
“— Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: ‘Irmão, me deixe tirar esse cisco do seu olho,’ se você não repara na trave que está no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão.” (Lucas 6:41-42 BLH)
Se Cavalcanti e seus amigos teólogos progressistas defendessem algo parecido com unitarianismo, aí seria um problema muito sério, exatamente por causa do vasto conhecimento deles para entender conceitos teológicos. Eles só não defendem o unitarianismo porque estão ocupados demais promovendo outras heresias.
Provavelmente, com sua pouca instrução, Nadarkhani nem entenda o que significa unitarianismo. Mas seus críticos sabem. E sabem o que o significam as palavras “reverência” e “reverendo”. E sabem também muito bem o que é o Conselho Mundial de Igrejas e a teologia marxista, também conhecida como Teologia da Libertação e Teologia da Missão Integral.
A igreja oficial do Irã tem teologia, diplomados, reverendos, templos reconhecidos e conexões com o Conselho Mundial de Igrejas, mas lhe falta a simplicidade e fome de Deus da igreja subterrânea perseguida.
Essa é a loucura de Deus, que escandaliza islâmicos assassinos de cristãos e portadores de soberba teológica, mas destituídos de paixão e compaixão de Deus.

15 comentários sobre “Pr. Youcef Nadarkhani: um herético para o governo islâmico do Irã. Herético também para portadores de diploma teológico?

  1. Onde eles estão? Os diplomados teologicamente? Engraçado, eu nunca os vejo nas ruas fazendo o que Jesus mandou que é pregar o evangelho! Nunca os vejo no evangelismo que é obrigação primeniramente deles (líderes)! Ah! já sei, estão cuidando para que as traças não comam seus diplomas! Pois é minha gente, eu valorizo muito o evangelismo, porque fui alcançado por ele, mas, infelizmente, eu só vejo gente simples e sem diploma saindo a rua para pregar o evangelho. É muito fácil ficar nos púlpitos expondo goma, mas o que eu quero ver, são pessoas que façam como Jesus fazia, ir onde está os ossos secos. ah! pensando bem, será que não há ossos secos em alguns púlpitos, soterrados no meio de tantos diplomas teológicos? Resposta individual. Pb Adalberto Pimente da Silva.

  2. Saudações, caro Júlio Severo.Cabe-nos formular a esses “notáveis críticos” dos conhecimentos teológicos e da falta de diploma teológico de yousef nadarkhani, sejam eles bacharéis, mestres, doutores, pós doutores, “pós do pós” doutores em teologia reformada, etc, a seguinte pergunta: Estariam eles prontos a abdicar da própria vida incluindo também, de seus bens, e da segurança de sua própria família por amor a Cristo e ao evangelho? Pois eu adianto a resposta na cara dos mesmos: Não, eles não estariam prontos de forma alguma! Pois o máximo que conseguem ser são como os hipócritas denunciados por Jesus que ficam a coar mosquitos enquanto engolem camelos inteiros (como bem frisado no texto acima acerca das vistas grossas que tais líderes reformados, muito zelosos por serem chamados de “reverendos”, fazem diante de heresias promovidas pelo CMI e defensores do Evangelho da Missão Integral, conduzidos por gente, aí sim, de notável saber teológico, sendo assim, por consequência, indesculpáveis). Ao invés de Criticarem este pobre homem (porém rico no Senhor Jesus) por falta de diploma teológico, os tais “lideres reverendíssimos”, deveriam levantar seus traseiros gordos de suas confortáveis poltronas em seus gabinetes pastorais localizados muitas vezes em luxuosas igrejas com ar condicionado, (impregnadas muitas vezes com o lixo teológico liberal, o que é verdadeiramente nocivo à ortodoxia cristã), e tratar de ajudar a igreja perseguida de alguma forma, nem que seja com uma simples oração (pois a oração do justo, quando elevada a Deus em espírito e verdade, muito pode em seus efeitos). Ademais, no tocante a tais “reverendíssimos sábios” em teologia reformada, fica o velho ditado: Quem não pode ou não quer ajudar, que pelo menos não atrapalhe. Graça e pazFábio Lima

  3. Bom dia, Julio esse final de semana olha concidência eu fiquei lendo um livro antigo na estande aqui do meu pai de casa "A LIBERTAÇÃO DA TEOLOGIA" do bispo macedo.Muito fácil de ler e entender que estudar TEOLOGIA foi uma coisa inventada de homens isso não faz as pessoas encontra a Deus de fato.Deus não chamou teólogos e sim samaritanos significa pessoas simples e com espírito humilde.OBS# Eu acho esse comentário merece ser repetido aqui também abraços fica na Fé e na Graça de Deus.Ester!!!!

  4. Caro Julio… antes de colocar todos os supostos reformados num mesmo pacote, deveria fazer uma pesquisa simples. Há muitos (maioria) pastores realmente reformados que criticam tanto Robson Cavalcanti (liberal e marxista), quanto as bobagens que emanam do meio neopentecostal. Colocar a discussão de críticas somente em relação aos dons é fechar os olhos para as atrocidades feitas neste meio. Há irmãos preciosos pentecostais, neopentecostais, reformados, que realmente foram alvos da graça de Deus. Há de fato, divergência séria em relação aos dons, tanto quanto a prática de alguns pseudo reformados. Você não é o único a militar pela causa da igreja.No mais, discordando respeitosamente sobre o assunto abordado, o parabenizo pela luta. Sempre em oração por você e sua família. Deus o abençoe.

  5. Olá, Jean! Obrigado pelo comentário. Você disse: “Há muitos (maioria) pastores realmente reformados que criticam tanto Robson Cavalcanti (liberal e marxista), quanto as bobagens que emanam do meio neopentecostal”. Sim, eu já encontrei MUITOS artigos reformados contra os pentecostais e neopentecostais. Mas até hoje não encontrei um ÚNICO artigo reformado criticando o “Robson Cavalcanti (liberal e marxista)”. Pelo contrário, quando escrevi um artigo criticando um reformado (Renato Vargens) por sua atitude aduladora com relação ao Cavalcanti, recebi críticas de reformados como Augustus Nicodemus (que conhecia pessoalmente o Cavalcanti), Norma Braga, e vários outros reformados conhecidos. Nicodemus ainda chegou a declarar que recomendava Vargens sem restrição. Vargens teve sua formação apologética no Genizah e fez parte da diretoria da organização esquerdista desarmamentista Rio de Paz, onde Robinson Cavalcanti era conselheiro. Para acompanhar essa questão toda, é só conferir este link: http://juliosevero.blogspot.com/2012/04/robinson-cavalcanti-o-pecado-veio.htmlSe você conhece algum artigo reformado criticando o esquerdismo de Cavalcanti, me mande, e vou avaliá-lo para publicação. Será o primeiro artigo reformado que vejo fazendo isso!Novamente, obrigado pelo comentário, e aguardo os artigos reformados contra Cavalcanti.

  6. Prezados comentaristas deste blog. Informo que de maneira nenhuma sou contra o estudo teológico e contra qualquer movimento evangélico seja reformado ou não. O que creio é que a vida cristã, não consiste apenas de estudos e mais estudos, mais em primeiro lugar cumprir o ide de Jesus. Mas sabe o que percebo, é que uma grande pordentagem dos teológos e sem generalizar, só aparecem nos livros, no face, nos blogs, ou estão dando aula em alguma faculdade ou estão em algum púlpito cuidando de uma minoria de pessoas, mas eu nunca encontro os tais nas ruas proclamando com poder a voz do evangelho de Cristo. Mas reafirmo, graças a Deus pelo mestres e teólogos que procuram passar conhecimento. Agora você ja percebeu uma coisa que em todos os seguimentos evangélicos quando você vê alguém formado em teologia, a primeira coisa que ele faz é enfiar para a guela abaixo dos leitores os seus cursos de teologia? Claro que sei que eles querem dizer que entende do que estão ensinando, mas então porque há tanta heresia? Saibamos de uma coisa, quem lê qualquer artigo, sabe se quem o escreveu conhece ou não, não precisam se aparecer com esta glória humana. Nós precisamos é ajudar os nossos semelhantes que ainda não receberam a benção da salvação. Pb Adalberto

  7. Torno a repetir o que eu já comentei em um artigo anterior: no mundo de hoje, só são consideradas "sábios" os que estudaram numa universidade (ou, no caso dos pastores e dirigentes de igrejas, os que estudaram teologia). Eles pensam que serão usados por Deus só por se sentirem "importantes" ou "inteligentes" em relação a quem não tem muito estudo. Ou pensam que só eles têm a verdade absoluta.Mas o nosso Deus é diferente: Ele não age segundo os padrões do mundo. Ele têm os Seus próprios critérios de escolha, os quais são totalmente diferentes em relação aos do mundo. É como bem disse o abençoado apóstolo Paulo:"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" (1 Coríntios 1:27)Os próprios apóstolos de Jesus são um bom exemplo disso. Com exceção de Lucas (que era médico), os demais apóstolos eram pessoas simples: Mateus era um cobrador de impostos. Pedro era pescador. Os demais eram pessoas humildes (talvez fossem simples camponeses). Mesmo assim, todos eles se tornaram sábios com o Senhor Jesus, que foi (e ainda é) o maior e melhor educador do ser humano. Eis aqui um exemplo dado pela própria Palavra de Deus que confirma isso:"Então eles, ao verem a ousadia de Pedro e João, e sabendo que eram homens iletrados e sem cultura (ou seja, sem nunca terem estudado numa universidade ou sem nunca terem estudado teologia), ficaram maravilhados; e reconheceram que eles estiveram com Jesus (Atos 4:13, o parêntese é meu)Jesus confirma isso ao dizer:"Graças Te dou, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim Te aprouve" (Mateus 11:25–26)Tem até uma frase que resume isso: DEUS NÃO ESCOLHE OS CAPACITADOS, MAS ELE CAPACITA OS ESCOLHIDOS.E a Bíblia ainda diz:"O temor do Senhor é o princípio da sabedoria" (Provérbios 9:10)"Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, pois medito nos Teus testemunhos" (Salmo 119:99)Alguém ainda tem alguma dúvida de que só a Palavra de Deus é a fonte de toda sabedoria (e a verdadeira e única teologia a ser estudada)?

  8. Ola Júlio;Essa situação é interessante se analizada pelo aspecto bíblico, porque os tais "pastores" iranianos não estão fazendo outra coisa se não cumprir o que os muçulmanos mais temem, que é o IDE DE JESUS que esta escrito em Marcos 16 v 15: E DISSE-LHES: IDE POR TODO O MUNDO, PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA; Porque o objetivo de todas as ações do diabo contra o reino de Deus, seja no mundo muçulmano, no gayzismo, no feminismo ou em qualquer lugar é barrar o IDE, pois o diabo sabe do poder desse mandamento e quando o Cristão o cumpre logo as barreiras são derrubadas e o Evangelho cresce, pois é o reino da LIBERDADE, e uma vez livre o pecador que recebe tal liberdade nunca mais vai querer voltar à escravidão e lógico até o pais onde o cristianismo é livre o povo exige também liberdade e isso muçulmano nenhum vai aceitar, pois se deixarem os cristãos pregarem livremente eles sabem que não vai demorar e o cristianismo vai crescer e logo sera maioria entre eles.No Brasil recentemente a Senadora Marta Suplicy – PT SP, declarou com todas as letras que o PLC 122 foi mudado para não proibir os pastores e padres a falar contra a sodomia dentro dos seus templos, mas proibiria tal manifestação em público, ou seja o IDE de Jesus nesse caso seria bloqueado; Então o objetivo do diabo é um só, calar os cristãos, pois se eles tiverem liberdade o reino de Deus cresce.

  9. Pera aí,discutir diploma teológico,ou a falta dele,unitarismo ou outras coisas irrelevantes em um momento como este, é no mínimo como discutir quantos anjos cabem assentados em uma cabeça de alfinete.Sinto muito meus irmãos,mas sugiro-lhes que pesquisem na bíblia quantos pregos foram usados na Arca de Noé.Será uma boa ocupação aos que não tem o que fazer.José Rodrigues

  10. Eu, sinceramente, queria ver esses críticos do Nadarkhani passarem pela "fornalha ardente" como ele passou e então ver se eles resistem como ele fez…Esconder-se debaixo de um título fajuto é mto cômodo. Quem precisa de teologia ou de formação acadêmica quando se propõe a seguir a Cristo até a morte?? A diferença entre a fé de Nadarkhani e a fé dos críticos é a quem eles verdadeiramente servem…não tenho dúvida de q Nadarkhani serve o Rei dos reis e Senhor dos senhores, já os críticos…bom, q eles provem q realmente servem a Jesus pelos mesmos meios q ele provou, se for necessário… A Deus toda glória!!!

  11. Julio, a verdade é que você é do tipo obscurantista, medieval, o que justifica em grande medida sua aversão a qualquer formação acadêmica. Em suma, você é o tipo imrãozinho bobo da roça que frequentava a assembleia de deus lá em idos 1911….Além disso, não vejo você discutindo uma outra heresia, a teologia da prosperidade cujo conteúdo é profundamente mágico. E sabe pq vc não critica? Pq a TP ratifica os principios políticos e econômicos que seu verdeiro deus, Olavo de Carvalho, prega. Além do mais, o moralismo tacanho típico da ignorância que é infensa o conhecimento tem tudo haver com seu fundamentalismo. Pessoas como você serão eternos motivos de risada e processos na justiça. Amargue longe do Brasil seu exílio cristão-fundamentalista na certeza de que deus o predestinou para uma única coisa: a danação.

  12. Anônimo, estamos aqui tratando da vida de um homem inocente, que está sendo criticado por gente com diploma teológico, e tudo o que você fez foi desviar o assunto e mostrar sua “elevada” sabedoria a favor dos diplomas teológicos. Trabalhe e fale para defender os inocentes, não para justificar os acusadores, se é que você mesmo não é um deles, que abraçou a Teologia da Libertação e agora ocupa-se em atacar pentecostais e neopentecostais que, mesmo sem teologia, fazem mais pelos pobres do que essa podre teologia esquerdista. Sua teologia o impede de ver o sacrifício imenso do pastor iraniano, que está disposto a dar a vida por Jesus. Você daria sua vida por Jesus, anônimo?

  13. Júlio,Se você me permite, eu vou responder ao anônimo que disse que você é obscurantista e medieval.Anônimo, você está distorcendo as coisas. Ninguém (nem mesmo o irmão Júlio Severo) jamais vai ser contra alguém ter diploma de teologia (ou qualquer outra formação).O problema é que certas pessoas, ao terem este nível de educação, se acham mais inteligentes que as outras (e tendem a menosprezar quem tem pouco estudo). Eu pergunto: de que adianta uma pessoa ter um diploma de universidade (ou ser formada em teologia) e não ter uma vida santificada diante de Deus (ou só viver na prática do pecado)?É justamente por isso que Deus não escolhe pessoas tidas como "cultas" para serem Seus profetas. Ele escolhe justamente aquelas que são ignorantes (na visão do mundo). É como disse com muita precisão o apóstolo Paulo:"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" (1 Coríntios 1:27)Jesus afirma a mesma coisa ao dizer:"Graças Te dou, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim Te aprouve" (Mateus 11:25–26)Eu vou mais além: qualquer pessoa pode ter recebido a melhor educação do mundo (pode ter estudado na melhor universidade e ter todas as teologias do mundo). Mas se este mesmo conhecimento não for utilizado em favor do Reino de Deus, a pessoa detentora deste conhecimento se tornará um escravo nas mãos do diabo. É como bem disse o apóstolo Tiago:"Quem, dentre vós, é sábio e tem verdadeiro entendimento? Que o demonstre por seu bom proceder cotidiano, mediante obras praticadas com humildade que têm origem na sabedoria. No entanto, se abrigas em vosso coração inveja, amargura e ambição egoísta, não vos orgulheis disso, nem procureis negar a verdade. Porquanto esse tipo de sabedoria não vem dos Céus, mas é terrena; não é celestial, mas demoníaca. Pois onde existe inveja e rivalidade, aí há confusão e todo tipo de atitudes maléficas" (Tiago 3:13–16)Da mesma forma que o Élquisson citou no comentário dele, eu também cito uma frase que sintetiza isso de forma bem clara: "DEUS NÃO ESCOLHE OS CAPACITADOS, MAS ELE CAPACITA OS ESCOLHIDOS"Precisa dizer mais alguma coisa depois disso?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s