O fascismo do Conselho Federal de Psicologia

O fascismo do Conselho Federal de Psicologia

Dr. Leonardo Bruno
Curiosa participação do Conselho Federal de Psicologia no caso da psicóloga e ativista homossexual Tatiana Lionço. A tal entidade publicou, em nota lida no Senado, no dia 29 de agosto de 2012, uma manifestação de desagravo e apoio à psicóloga, que “foi desrespeitada em suas prerrogativas profissionais ao ter suas manifestações no Seminário ‘Diversidade se aprende na Infância’, organizado pelas Comissões de Direitos Humanos e Minorias e Educação e Cultura da Câmara dos Deputados, posteriormente editadas à sua revelia em vídeos ‘Deus salve as crianças’”.

E a nota continua: “Conforme pode ser observado no video completo, a psicóloga Tatiana Lionço, em seu pronunciamento no mencionado Seminário ocorrido em 15 de maio último, destacou de modo geral a necessidade de atribuir o status de sujeito de direitos a crianças e adolescentes, conferindo-lhes o direito à dignidade e ao livre desenvolvimento da personalidade. Desta forma, suas contribuições foram na direção da superação de preconceitos e discriminações, bem como da violação de direitos humanos, conforme preconizam a Constituição Federal, O Estatuto da Criança e do Adolescente, o Código de Ética Profissional do Psicólogo e também a Resolução CFP 001/1999, que estabelece normas de atuação em relação à questão da orientação sexual. Assim, por considerar nefasto o ato de agravo de utilizar o discurso da psicóloga na tentativa de disseminação de preconceito e discriminação, o CFP vem por meio desta nota repudiar veementemente tal situação ao tempo que manifesta sua solidariedade à psicóloga que, por meio de sua fala, reafirma o compromisso da Psicologia na garantia e defesa dos Direitos Humanos”.

O Conselho Regional de Psicologia de São Paulo também entrou com uma nota de apoio à psicóloga, com a seguinte publicação: “O Conselho Regional de Psicologia de São Paulo e o Conselho Federal de Psicologia vem publicamente manifestar seu repúdio a situações em que agentes do poder público, buscando justificar posturas discriminatórias e argumentos contra políticas públicas que respeitem a diversidade sexual, utilizam-se de pronunciamentos de pesquisadores (as) e militantes na área das sexualidades e dos gêneros, distorcendo seus conteúdos. Agravam-se estas situações, considerando que tais figuras públicas pronunciam-se a partir de suas crenças religiosas e, portanto, de caráter privado, desrespeitando assim o princípio da laicidade do Estado brasileiro”.
Quanto cinismo! Quanta hipocrisia e mentira em palavras tão empoladas e vazias! O que significa “atribuir o status de sujeito de direitos a crianças e adolescentes, conferindo-lhes o direito à dignidade e ao livre desenvolvimento da personalidade”? É simplesmente atribuir-lhes direitos sexuais, “brincadeiras sexuais”, autonomia sexual das crianças, fora do âmbito da educação e orientação dos pais. O “livre desenvolvimento da personalidade” nada mais é do que a escravidão da personalidade da criança à engenharia social do movimento homossexual, doutrinando, manipulando, induzindo os desejos e sentimentos dos menores nas escolas. Na verdade, o Conselho Fascista de Psicologia está plenamente de acordo com toda a agenda politicamente correta LGBT.
Mas não se limita apenas a isso. É mais cínico e hipócrita ainda o dito conselho afirmar que o discurso de Tatiana Lionço fora objeto de“tentativa de disseminação  de preconceito e discriminação”. Será que os fascistas gays do CFP se esqueceram do caso da psicóloga Marisa Lobo, que está sofrendo uma dura perseguição da mesma instituição, só porque se declarou publicamente uma “psicóloga cristã”?
Para quem não sabe, é preciso recordar: Marisa Lobo está sofrendo um processo administrativo pelo Conselho Federal de Psicologia, pelo único crime de se declarar em blogs, páginas de internet e sites, como evangélica e cristã. Ela está sendo acusada falsamente de ter criado uma nova modalidade de “psicologia” e de “influenciar”, fazer proselitismo religioso sobre os pacientes. Inclusive, foi falsamente acusada por alguns militantes LGBT de pregar a “cura gay”. O processo do Conselho foi tão abusivo, que a obrigou, dentro de um prazo de 15 dias, que ela retirasse qualquer menção sobre religião cristã em seus sites e blogs, sob pena de cassação do seu registro profissional. Quando a psicóloga foi interrogada, sofreu um verdadeiro processo inquisitorial, dentro dos piores métodos stalinistas. Os seus julgadores determinaram: você não tem o direito de se dizer cristã e psicóloga ao mesmo tempo, porque fere o código de ética, guarde sua fé para você; você não pode dizer que Jesus cura, sendo psicóloga; você não pode dar declarações que induza a acreditar que seu Deus cura, como faz em seus sites e blogs; você não tem o direito de dizer que ama o homossexual, mas prefere o filho hetero.
No entanto, o mesmo conselho de psicologia defende uma psicóloga que se autonomeia publicamente na internet uma “puta pública e federal”, participa de encontros com atores pornográficos gays e é ativista homossexual militante, defendendo “brincadeiras sexuais” entre crianças. Falar publicamente de cristianismo não pode, mas induzir ao homossexualismo através da política, das universidades ou de um consultório de psicologia pode?
Recordemos que o Conselho Fascista de Psicologia estava censurando as palavras de Marisa Lobo fora do ambiente de trabalho, cerceando suas atividades públicas e de cidadã, dentro de seus direitos constitucionais, justamente por se posicionar abertamente contra a agenda gay. Alguém duvida que o Conselho Nacional Fascista de Psicologia esteja sendo usado para defender toda a agenda homossexual? Que na verdade, ele mesmo quebra o código de ética que tanto alardeia, e que na prática, são os próprios membros deste conselho é que deveriam ter seus títulos de psicólogos cassados?
Conforme está escrito no art. 2 do Código de Ética do Psicólogo, publicado em 2005, sobre as vedações no exercício da psicologia:
“Induzir a convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de suas funções profissionais;”. 
Na verdade, temos um fato jurídico típico, no mínimo estranho. Um conselho inteiro de psicologia querendo induzir as convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas e de orientação sexual da psicóloga Marisa Lobo. Ou melhor, querendo induzir as convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas e de orientação sexual de uma categoria inteira de profissionais.
O Conselho Regional também fascista de Psicologia de São Paulo comete um delito, ao afirmar que as opiniões religiosas ferem a “laicidade do Estado”. Ora, isso não é discriminação religiosa? Não se está distinguindo as opiniões que são da maioria do povo brasileiro, já que esta nação se formou dentro dos valores cristãos? O ateísmo é público e a religião é privada? Ao menos, os laicistas precisariam estudar a Constituição: a liberdade religiosa é um direito constitucional, público e válido dentro de qualquer liberdade de expressão e política. Ou melhor, a Carta Magna está lá “sob a proteção de Deus” no seu Preâmbulo.
Na verdade, os militantes gays do Conselho Regional de Psicologia idealizam um Estado ateu, nos moldes comunistas da Coréia do Norte, da Albânia ou da União Soviética. Querem colocar os cristãos como cidadãos de segunda classe, marginalizados na vida política, censurados em suas opiniões morais e religiosas. Não é isso que o Conselho Fascista de Psicologia decretou, quando disse pra psicóloga Marisa Lobo guardar suas convicções cristãs privadamente, sob pena de punição? A perversão intrínseca do movimento homossexual é remodelar, através de um gigantesco trabalho de engenharia social e controle psicológico, toda a moralidade e comportamento sexual da sociedade. Através da manipulação subliminar da consciência das crianças nas escolas, sob o disfarce de uma psicologia científica e “progressista”, vê-se uma estrutura de pensamento totalitária da pior espécie, no sentido de como Stálin ou Hitler entendiam.
Da mesma forma que havia na Alemanha Nazista uma “psicologia nazista”, uma “educação nazista”, uma “imprensa nazista” e uma “ciência nazista”, não é surpreendente que haja uma “psicologia homossexual”, uma “educação homossexual” e uma “ciência homossexual”. A homossexualidade é um elemento de coesão grupal sectária, tal como os nazistas faziam com a raça. Os soviéticos pensavam a mesmíssima coisa com o bolchevismo. Remodelar a realidade conforme uma ideologia gayzista perversa, eis o elemento poderoso de todo o movimento LGBT.
A pregação homossexualista do Conselho Federal de Psicologia é sempre compulsória. Pode-se pregar a “normalização” das práticas homossexuais, para transformar heterossexuais em gays ou inverter a “ordem sexual”, nas palavras de Tatiana Lionço. Mas o inverso não é verdadeiro. Aliás, o movimento gay não reconhece a liberdade sexual que tanto almeja. Na prática, “liberdade” é escravizar a mente das crianças, incapazes de ter senso de proporções quando são induzidas por adultos. “Liberdade” é intimidar através de leis e ameaças de prisão todos aqueles que questionam a agenda gay. São os “homofóbicos”, os “criminosos”, tais como os indivíduos “racialmente inferiores” da Alemanha Nazista ou os “inimigos do povo” na época de Stálin. O fascismo gay ataca novamente. E o Conselho Fascista de Psicologia decreta: Salutto al Duce! 
Divulgação: www.juliosevero.com

Exclusivo: Julio Severo entrevista Marisa Lobo, psicóloga cristã ameaçada pelo CFP

AIDS: Para promover a devassidão é preciso garantir um Estado anticristão

6 comentários sobre “O fascismo do Conselho Federal de Psicologia

  1. Esse Conselho Federal (ou Fascista?) de Psicologia é um verdadeiro representante do inferno (esta é que é a verdade). Seus membros nada mais são do que pessoas comprometidas com a agenda "politicamente correta" do governo corrupto de Dilma (e também dos homossexuais).Para eles, é proibido:– Falar da fé cristã;– Falar que Jesus liberta a pessoa do homossexualismo;– Dizer que homossexualismo é pecado;– Dizer que Jesus ama o homossexual, mas condena o homossexualismo.Por outro lado, é permitido que se pregue:– O "respeito à diversidade" (que é a tolerância ao homossexualismo de modo sutil);– A "não discriminação" (ou seja, não pode dizer que homossexualismo é pecado);– O "livre desenvolvimento da personalidade" (que é, na verdade, uma forma disfarçada de impor o homossexualismo para crianças e adolescentes).Daqui a pouco, só falta este mesmo Conselho impor: "Obrigue todos a dizer que Satanás é que é o benfeitor, e Jesus é o enganador! Ou melhor, obedeça ao diabo e esqueça que Jesus existe!"Parece exagero se isso vier a acontecer? De um Conselho de Psicologia totalmente a serviço de um governo corrupto, pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristão, o que se pode esperar de bom? Alguém aqui ainda acredita que Satanás vai adorar a Jesus (ou se converter a Jesus)?Quem puder, responda a esta pergunta na primeira oportunidade!

  2. Esse conselho de psicologia so tem gente doida, aquilo esta dominado por ativistas gays, feministas e anti-cristaos, nada que vem de la deve ser levado a serio.Esse povo pensa que pode mandar nas pessoas, impor de como os pais devem educar seus proprios filhos, eu tenho meus filhos e educo eles na doutrina e fe crista, nao me importa esses psicologos ativistas anti-cristaos, a biblia fala que a homosexualidade eh errado e eh isso que meu filho esta aprendendo, o filho eh meu, eu e minha esposa geramos eles, tem nosso DNA, por lei eu sou responsavel pela educacao dele.Mas eh assim mesmo, satanas ataca de um lado e nos, cristaos, soldados de cristo fazemos nosso trabalho do outro, nao podemos ser passivos, ficar so olhando as coisas acontecerem, temos que ter conciencia que se nao fizermos nada muitos dos nossos irmaos cristaos vao sofrer, nao podemos deixar nossos irmaos sofrerem.CRISTAOS, VAMOS A LUTA, nunca seremos vencidos!!!

  3. Eu nem li tudo… Mais qual é o problema da psicóloga manifestar a sua fé ? Não vejo problema algum nisso… Com relação as crianças, defender "toques de crianças em crianças do mesmo sexo ou diferentes" ISSO É NO MÍNIMO DOENTE!

  4. Não li todo o texto, mas uma conhecida minha , jovem, começou fazer faculdade de psicologia, parou de ir na igreja e até o final do curso virou lésbica.Vai lá saber, quantos jovens estudantes durante o curso acabem sendo ludibriados por sei lá o que estas faculdades estão ensinando???

  5. Eu penso diferente o anônimo aí de cima da seguinte maneira quando você vai para escola até você concluir o seu ensino médio você vai vê de tudo vai ter "mil ofertas" pra você fazer coisas erradas pra você pecar mais quando você tem uma fé sólida em Jesus Cristo você não cai é resisti ao mal ao diabo e recusará todos seus convites.Mesma coisa quando você chega numa faculdade seja qual for o "curso" que você escolheu estudar:Pedagogia, Psicologia, Medicina e seja qual for a área.Uma coisa é você ir ali estudar adquirir "conhecimento" é muito bom mais tem um porém você não pode se corromper com os ímpios ai é hora de fazer a "DIFERENÇA" quem tem uma Fé racional e sólida viva e pratica a palavra de Deus no seu dia a dia essa pessoa é forte não vai deixar se "influenciar" ao contrário ela vai INFLUENCIAR ELA VAI SER NAQUELE LOCAL A PESSOA DIFERENTE NOSSA TODOS ÍMPIOS VÃO FALAR ASSIM NOSSA VOCÊ É "DIFERENTE" ISSO JÁ ACONTECEU COMIGO ANTES DE EU ABRIR A BOCA É DIZER ERA UMA CRISTÃ EU ACREDITO QUE EU DEIXEI UMA BOA SEMENTE NOS LUGARES NÃO CRISTÃOS QUE EU PASSEI PORQUE OS ÍMPIOS ELES NÃO FALAM MAIS ELES OBSERVAM A NOSSA VIDA O NOSSO COMPORTAMENTO E MANEIRA DE SER MAIS QUE PALAVRAS E FICAR TIPO COM A BÍBLIA DEBAIXO DO BRAÇO. Eu acho esse é o verdadeiro teste se você de fato é de Deus ou não é enquanto a gente tá vivendo nesse mundo tem que estudar, trabalhar e você vai conviver com pessoas ímpias não cristãs um detalhe que diferencia do verdadeiro cristã e do falso cristão e que O CRISTÃO VERDADEIRO: ELE NÃO SE INFLUENCIA E NÃO FAZ E NÃO LEVA A VIDA QUE UM ÍMPIO LEVA.Porque fácil você dizer ser cristão quando você tá na igreja e perto do seu pastor e dos irmão da Fé em Cristo a verdadeira prova é "FORA" dos muros da igreja e quando ngm tá te olhando e que a sua fé de fato é mostrada quando vc tá longe dos seus pais e do seu conjugê quem for aí casado(a) da sua família em geral.Não se esqueçam foi isso que aconteceu com o SENHOR JESUS CRISTO ele veio a terra em forma de ser humano e seu ministério a vida dele era muito mais que palavras a sua vida demonstrava ele era de Deus e santo e separado do pai ele andou no meio foi de incrédulos e ímpios não só de gente que crê e seguia ele se preoucupação era os ainda "perdidos" mais ele não se influenciou e nem se contaminou ao contrário ele foi uma carta viva e mostrou ser de fato ser o FILHO DO DEUS VIVO.cont….. Ester!!!

  6. cont… EsterExemplos contar na minha vida eu me converti com 18 anos de idade que aceitei ao Senhor Jesus Cristo tomei de fato a minha decisão e me batizei nas águas bastimais e que daquele dia em diante eu seria filha do Deus vivo ia sair em cima do muro Deus ele abriu meus olhos que o diabo me enganava de adiar e tomar a decisão por Jesus Cristo.Antes eu já ia igreja mesmo não sendo ainda dele por completo eu ouvia a palavra de Deus desde quando eu era criança, adolescência e começo da minha juventude sempre eu já praticava ENTÃO quando tava na escola fazendo o "ensino médio" numa escola pública e estadual eu vê e ouvi de tudo.Ex: Eu vê gente usando drogas perto de mim mais isso não me influenciou usar ao contrário me dava tristeza eu saia de perto ficava bem longe.Ex:Quando tava com 16 anos de idade o diabo tentou me derrubar e me influenciar com um namoradinho eu arranjei na escola teve um dia que o carinha eu "ficava" começou a passar dos limites e me convidou isso ali no meu ouvido ir para casa dele e perder a minha virgindade com ele foi imediato na mesma hora Deus estava ali comigo me lembrei dos ensinamentos e da palavra de Deus o que eu ouvia sobre a "fornicação" ele "acordou" me deu nojo tão grande daquele rapaz eu senti que tava sendo ao ponto de ser usada e que aquilo era pecado eu fui embora só disse para "ficante" nunca mais você vai encostar um dedo em mim daqui em diante eu estou morta pra você e qualquer tipo de cara como você fui pra casa dentro do ônibus quase chorando e pensando que Deus não queria isso para minha vida que sexo fora do casamento é pecado e que devia me guardar que a virgindade e algo santo, bonito, agradável aos olhos de Deus seja você sendo moça ou rapaz a "virgindade" não é uma caretice, ultrapassado, brega essas coisas são falas e sugestões de pessoas usadas pelo demônio para você cair papos e conselhos errados colegas, amigos e até familiares.Ex: Um ano antes foi nos meus 15 anos eu tenho uma prima da minha mãe é PSICÓLOGA eu fui na casa dela começou a falar ela tem dois filhos homens e tal que orientava eles a usar camisinha e preservativo e perto de mim sem menor cerimônia você tem que conversar com a Ester sobre esses métodos contraceptivos sabe como é daqui a pouco querendo dizer eu ia começar a ter uma vida sexual ativa como todo mundo olha só como diabo é sujo. Ele o chifrudo se ferrou não adiantou a pressão dele eu sou FIEL ao meu Senhor e Salvador Jesus Cristo ele não toca em mim e não me faz cair porque maior que tá em mim isso queria deixar esse recado aqui para adolescentes, jovens, adultos a VIRGINDADE não é utopia uma realidade para quem espera em Deus em te trazer alguém tbm de Deus que vai fazer uma ALIANÇA DE CASAMENTO NO ALTAR DE DEUS VALE A PENA ESPERAR E SER FIEL A DEUS E A SUA PALAVRA EU SOU A PROVA VIVA DISSO.Ester!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s