Pastores traem pastor que ajudou menina a escapar de lésbica obcecada por possui-la

Pastores traem pastor que ajudou menina a escapar de lésbica obcecada por possui-la

Comentário de Julio Severo: Ficamos horrorizados quando vemos relatos de pastores que traiam pastores na Alemanha nazista. Achamos que traições são eventos do passado. Mas eis que com a tirania de um governo movido por perversões, pastores começam a fraquejar. Lisa Miller precisou fugir dos EUA com sua filha porque sua ex-parceira lésbica, com o apoio do movimento homossexual, obteve dos tribunais decisões para tirar a filha de Lisa e dar à lésbica. Lisa pediu socorro a um grupo de pastores evangélicos, que a ajudaram a fugir para a Nicarágua. Mas com a intervenção do governo dos EUA, inclusive ameaçando de prisão, todos os pastores, menos o Pr. Kenneth Miller, “se arrependeram” e estão colaborando com o governo dos EUA para capturar e prender a mãe e entregar à menina a uma lésbica insana. Só o pastor Kenneth enfrenta agora risco de prisão pelo “crime” de ajudar uma mulher que entregou a vida a Jesus Cristo, saiu do lesbianismo e agora quer proteger sua filha biológica da obsessão de sua ex-parceira lésbica.
Conforme o Estado endurecer suas leis a favor do homossexualismo, veremos o crescimento de uma cultura de traição: irmãos traindo irmãos, pastores traindo pastores, etc.
Os pastores e outros cristãos continuarão a fazer a vontade de Deus, até o momento em que o Estado determinar que certa vontade de Deus é pecado contra o Estado. Aí começarão as traições. Muitos, para escapar da prisão, entregarão os inocentes à cova dos leões.
Quem tem olhos para ver, veja: A perseguição já começou no Ocidente “cristão”. A matéria abaixo é de LifeSiteNews:

Pastor levado a juízo por ajudar menina a escapar de “mãe” lésbica imposta por tribunal

Matthew Cullinan Hoffman
10 de agosto de 2012 (LifeSiteNews.com) — O Ministério Público Federal dos Estados Unidos está apresentando seus argumentos legais num julgamento contra um pastor menonita que é acusado de ajudar uma mãe solteira a escapar dos Estados Unidos com sua filha para evitar visitas impostas pelo tribunal de uma lésbica que o tribunal declarou ser a segunda “mãe” da menina.
A ex-lésbica Lisa Miller fugiu dos EUA depois do fracasso de seus esforços para impedir que Janet Jenkins, ex-parceira de uma união civil homossexual, tivesse acesso a Isabella, a filha de Lisa. Jenkins nunca adotou Isabella e não tem nenhum relacionamento biológico com a menina, que exibiu sinais de trauma emocional, de acordo com especialistas que a observaram, depois que o tribunal deu a Jenkins o direito de fazer visitas a força a menina.
Joshua Autry, o advogado do Pr. Kenneth Miller, está argumentando que Lisa Miller (que não tem nenhum parentesco com Kenneth Miller) tinha plenos direitos de mãe na época em que o pastor a transportou para a fronteira do Canadá, e que ele não estava ciente de que estava interferindo com alguma ordem de tribunal, de acordo com reportagens da Associated Press e outros jornais.
Se for condenado, Kenneth Miller pode acabar recebendo até três anos de prisão por “ajudar um sequestro parental internacional” sob a lei dos EUA.
Pr. Kenneth Miller com sua esposa e filhos

O MPF está usando emails obtidos do Google e gravações de telefone celular da empresa Verizon Wireless para mostrar os movimentos de Lisa Miller e sua filha em 2009, quando eles dizem que Lisa fugiu para o Canadá — e no final para a Nicarágua — com a ajuda de Kenneth Miller e outros menonitas ligados a ele.

Pelo menos dois menonitas que ajudaram na fuga decidiram entregar evidências no julgamento, testemunhando contra Kenneth Miller, que não está cooperando com o MPF.
O Pr. Ervin Horst, do Canadá, já testificou em favor do MPF, declarando que ele levou Lisa e Isabella de carro para o aeroporto de Toronto, da fronteira do Canadá até as Quedas do Niágara a pedido de Kenneth Miller.
O Pr. Timothy “Timo” Miller (que também não tem nenhum parentesco com Lisa Miller), que também ajudou Lisa e Isabella ao chegarem a Nicarágua, também concordou em testificar contra Kenneth Miller, num acordo claro para evitar que ele mesmo sofra ações do MPF. Um site mantido por apoiadores de Timothy Miller, o qual havia coletado milhares de dólares para defendê-lo, afirma que a eliminação de todas as acusações contra ele foi um evento “miraculoso”.
De acordo com os apoiadores menonitas de Kenneth Miller, o pastor considera o “casamento” homossexual como sintoma de uma sociedade que está abandonando o casamento cristão, que “foi feito para ser um relacionamento entre um homem e uma mulher para a vida inteira”.
Embora se oponha ao “casamento” homossexual, ele não o vê como a maior ameaça a essa instituição, em vez disso sustentando que “a maior ameaça é um Cristianismo que tem marginalizado e comprometido o ensino de Jesus sobre o casamento. O ensino de Jesus conforme a Igreja o entendeu pelos 300 anos de sua história permitia o divórcio ou separação em raros casos, mas o recasamento era visto como adultério”.
Ele descreve um “arrependimento radical dentro do Cristianismo” como a solução para o problema.
Os apoiadores do pastor explicam que “como seguidor de Jesus, Ken não conseguiria ignorar” a súplica de Lisa Miller pedindo ajuda para escapar de Jenkins.
“Ken apoiou o desejo de Lisa de remover a si mesma e Isabella de ex-relacionamentos que não estavam de acordo com o padrão de Jesus. Contudo, ele sentiu apenas amor e compaixão pela ex-parceira de Lisa e outros envolvidos”, acrescentam eles.
Link relacionado:
Site apoiando o Pr. Kennet Miller: MillerCase.org
Traduzido por Julio Severo do artigo de LifeSiteNews: Pastor prosecuted for helping girl escape court-imposed lesbian ‘mother’

5 comentários sobre “Pastores traem pastor que ajudou menina a escapar de lésbica obcecada por possui-la

  1. Você é um homem de Deus e espero que Deus continue te usando. Gostaria de alertá-lo que sempre que entro no seu blog ele some e aparece a mensagem algo está errado aqui! e afirmam que tem Malware no seu blog, mas acho que não é isso, querem mesmo é calar você. Não deixem que façam isso.

  2. "Pastores" traindo pastor que ajudou a ex lésbica a fugir com sua filha da ex mulher ela vivia a tá.Primeira coisa pastor que trai pastor verdadeiro na verdade o que entregou é um falso pastor isso tem monte por aí deve ter inveja desse pastor pela sua ousadia,coragem, fé. Mas não devemos nós espantar isso ocorreu com nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo lembram ele não foi traído pelo um dos seus discípulos que vivia com ele e aprendi tudo teve privilégio de vê-lo, convivê-lo, tocá-lo não o traiu por um punhado de moedas JUDAS ESCARIOTE entregou o filho de Deus.Ester!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s