Mudança é possível: ex-travesti se torna pastor

Mudança é possível: ex-travesti se torna pastor

Joide Miranda comenta que homossexualidade pode ser desaprendida. Ele se assumiu gay aos 14 anos, mas aos 26 deixou a vida de travesti.

Adaptado por Julio Severo
Acompanhado da mulher e do filho de 1 ano, o pastor evangélico Joide Miranda, de 47 anos, que até os 26 era travesti, afirma que é possível deixar de ser homossexual. A partir de sua experiência pessoal, ele decidiu ajudar quem quer voltar a ser normal, por meio da Associação Brasileira de ex-Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABexLGBTTs). “A homossexualidade é um vício que, muitas vezes, vem desde a infância. Achava que era impossível mudar, mas é uma conduta que pode ser desaprendida”, diz o pastor.
Joide e Édna estão casados há 14 anos e tem Pedro, de um ano e 11 meses. (Foto: Pollyana Araújo/ G1)

O trabalho da associação tem a hostilidade do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que optou por uma opinião de mão única: seus profissionais são livres para apoiar a agenda gay e oferecer condicionamento para que homens e mulheres permaneçam no homossexualismo, mas são proibidos de ajudar os que querem voluntariamente deixar esse estilo de vida.

Joide Miranda, que aos 14 anos assumiu a homossexualidade e agora dá testemunho de sua restauração, diz que o trabalho que desenvolve busca a mudança a partir da espiritualidade e da experiência de vida dele, embora avalie que a psicologia seria importante nesse processo. “Aqueles que querem deixar o estado da homossexualidade dizem que me veêm como referência”, afirma o pastor, que depois da mudança retirou as próteses de silicone dos seios e o silicone industrializado dos quadris.
Joide morou em vários países, entre eles na França
(Foto: Arquivo pessoal)

Joide Miranda explica que hoje a entidade, que foi regulamentada em novembro do ano passado, dá suporte emocional a pessoas de vários lugares, inclusive do Japão, Espanha e França. Até hoje, segundo ele, mais de 500 homossexuais já o procuraram, sendo que, segundo ele, os maiores motivos alegados para querer deixar a homossexualidade são a solidão e insatisfação. “Fazemos acompanhamento por telefone, mas pretendemos abrir uma casa de apoio, uma espécie de albergue, para podermos auxiliá-los melhor”, contou o pastor que mora em Cuiabá com a família.

Um dos pilares da associação é a estruturação familiar. Para o pastor, que hoje tem 47 anos, a desordem familiar tem grande parcela de responsabilidade nos casos de homossexualidade, tanto que diz alertar os pais durante as palestras que ministra para que se atentem sobre o comportamento dos filhos de modo que atuem de forma preventiva. “Um dos maiores fatores que contribuem para a homossexualidade é os abusos sexuais e a ausência de limites para as crianças”, enfatizou ao relatar que sofreu abuso aos seis anos por um vizinho.
Além dos próprios homossexuais, Joide disse receber inúmeros telefonemas de mães que encontram-se desesperadas pela opção sexual dos filhos e muitas delas pedem para conversar com a mãe dele, que após muita insistência conseguiu que ele fosse a igreja. Antes disso, ele morou em vários países, entre eles Itália e França, onde se prostituía. Ele conta que a maioria dos travestis se prostitue pela tentação de se ganhar dinheiro fácil.
O casamento de Joide só foi possível graças à obra de restauração do Evangelho em sua vida. (Foto: Arquivo pessoal)

Ele cita dois casos de ex-homossexuais que deixaram o estado da homossexualidade, depois de receberem acompanhamento através da associação. Um deles mora na França, morava com outro homem e hoje já está casado com uma mulher.

Outro é o de um ex-travesti do Maranhão, que colocou até silicone nos lábios, e agora é missionário de uma igreja evangélica. “Quando a pessoa resolve mudar o interior está todo bagunçado e demora algum tempo para mudar completamente, inclusive os trejeitos femininos”, explica.

Casamento

No caso de Joide, a mulher Édna, que hoje o acompanha nas palestras em que dá o seu testemunho, foi quem o ajudou. Ela não tem receio de dizer que se casou com um homem e que nunca duvidou da mudança do marido. “Antes achava que gay era sempre gay, mas depois que o conheci mudei esse conceito. Não me importo em falar sobre o passado dele, pois falo de alguém que não existe mais”, frisou.
Casada há 14 anos com Joide, Édna conta que os dois eram empresários e deixaram os negócios para ajudar as pessoas que pretendem deixar de ser homossexuais. “Só fazemos isso para que a nossa história possa ajudar outras pessoas”.
Os dois afirmaram que o casamento não pode servir de fuga para os que querem deixar a homossexualidade. Antes de conhecer a mulher, o pastor disse não ter sentido atração por nenhuma outra pessoa do sexo oposto. “Tive tudo que um travesti sonha, como glamour e dinheiro, mas não era feliz. Sentia um vazio muito grande dentro de mim. Era uma vida de hipocrisia”, recorda Joide ao testemunhar que hoje está realizado com a mulher e o filho, que foi adotado porque Édna não conseguia engravidar.
Ele conta a homossexualidade está na mente e, por isso, a restauração é sempre possível.”Depois que fui abusado sexualmente, tive a minha heterossexualidade violada”, afirma.
Em Jesus Cristo, ele encontrou restauração para o trauma que o conduziu à homossexualidade.
Divulgação: www.juliosevero.com

7 comentários sobre “Mudança é possível: ex-travesti se torna pastor

  1. A verdadeira causa mostrado por esse Homem de Deus o testemunho dele lindo vê 1 vez no youtube em 2009 deu entrevista no programa SM hoje ele transformado e liberto graças a Deus mais tem um porém ele QUIZ MUDAR PORQUE DEUS NÃO MUDA NGM QUEM NÃO QUER ELE LUTOU E RENUNCIOU E SE SACRIFICOU PARA SE LIVRA DA VIDA HOMOSSEXUAL.SENHOR JESUS CRISTO É MESMO ONTEM E HOJE SERÁ ETERNAMENTE ELE CONTINUA FAZENDO A SUA OBRA PARA DESTRUIR O QUE DIABO DESTRUIU A VIDA DE UMA PESSOA. Olha o que por detrás dos bastidores e raiz disso da mentira homossexual ninguém nasce gay, lésbica, bissexual, travesti ….. a pessoa adquiri isso na infância ou adolescência por abuso sexual de adulto vítimas de "pedófilos" ou é a falta da figura de um pai presente na vida do menino e da menina o erro consciente ou inconscientemente de ter uma mãe "dominadora" que acaba pegando a função do marido no cuidado e criação com os filhos que um erro gravíssimo abrir brecha para o diabo entrar eu tava lê um livro fala sobre isso a importância do papel do pai da figura masculina na vida dos filhos seja ela menino ou menina.Quando um pai é presente demonstra isso em atitudes o amor, carinho, afeto, atenção exemplo: Lidar com seu filho ele jamais vai ser homossexual ele crescer ele não terá essa carência errada da falta da figura masculina e confundir isso em outros homens "distorcendo" isso para caminho de ser gay.Na filha mulher mesma coisa além dela não ir para o lesbianismo a filha que tem afeto, carinho, atenção do pai não sofrerá de frigidez quando ela se casar na parte afetiva e sexual.Ester!!!!!

  2. Que linda história de vida.Acredito eu que, assim como é difícil um fumante abandonar o vício do cigarro, também não é fácil abandonar o vício do homossexualismo, pois um deles a mídia incentiva escancaradamente.Eu também conheço um rapaz que abandonou a vida promíscua que levava, nas noitadas em boates gays, pois é moda. Hoje, apesar dos trejeitos ainda o acompanhar, está levando o testemunho glorioso de lar em lar. Está namorando uma moça bonita que o acompanha nos cultos residenciais.A fé em Jesus salva o homem da mão do inimigo, que quer nos ver na sargeta, nos envergonhar perante a sociedade.Tenho certeza que haverá uma forte perseguição a abexlgbtts, pois o diabo não admite "pedra" em seu caminho, e, como sabemos, ele ( o tinhoso ) está trabalhando muito rápido e vendo que ganhou apoio de muitos governos.Mas "os fortes sobreviverão" no reino prometido, e o JOIDE MIRANDA é exemplo disto.

  3. Amada irmã Ester,Você está certíssima na sua observação. E eu digo mais: Jesus pode transformar qualquer pecador (mesmo o mais pervertido) num servo fiel Dele.A própria Bíblia confirma isso:"E assim é que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas antigas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2 Coríntios 5:17)E Jesus ainda diz:"Em verdade Eu vos digo que haverá maior júbilo no Céu por um único pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não sentem necessidade de arrependimento" (Lucas 15:7)O testemunho do irmão Joide Miranda derruba os argumentos equivocados dos homossexuais, que dizem que não podem mudar de vida. Se ele conseguiu, por que outros homossexuais não conseguiriam?Jesus ainda disse:"Aos homens isto é impossível, mas para Deus tudo (até mesmo um homossexual se converter) é possível" (Mateus 19:26, o parêntese é meu)Desejo que o Senhor Jesus continue abençoando cada vez mais o nosso amado irmão Joide Miranda, e que ele continue firme na sua caminhada para o Reino dos Céus.

  4. Os gayzistas piram com isso!! Realmente isso é uma prova de que não é impossível abandonar a homossexualidade. E os falsos alertas de vírus estão atrapalhando bastante, aparecem até enquanto leio os artigos…

  5. Julio, seu blog está listado pelo google como sendo um foco de ameaça de virus, qualquer pessoa que tente acessar sua página tem o caminho bloqueado por um alerta. O midia sem mascara também.É preciso clicar em um icone minusculo para continuar o caminho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s