Julio Severo

>Um Brasil evangélico?

Posted in Brasil evangélico, Geremias Fontes, São Gonçalo by juliosevero on 25 de março de 2009

>

Um Brasil evangélico?

Perspectiva de um evangélico sobre a possibilidade de um Brasil majoritariamente evangélico no futuro

Julio Severo
Vi o futuro evangélico do Brasil. Não, não tive nenhuma visão sobrenatural. Apenas vi um cenário regional real que aponta acertadamente para uma realidade nacional.
Muitos evangélicos pensam que o quadro caótico do Brasil mudaria se a maioria da população do Brasil fosse evangélica. Mais evangélicos brasileiros significaria mais integridade, honestidade e justiça no Brasil?

São Gonçalo: espelho do futuro evangélico do Brasil?

Conheci São Gonçalo, no Rio de Janeiro, município que, de acordo com o Pr. Fernando Rezende, tem a maior concentração de pastores e igrejas evangélicas por quilometro quadrado de toda a América Latina.
Assim como todo o Brasil, São Gonçalo reflete muito bem a diversidade evangélica, com templos e denominações das mais tradicionais até as mais modernas. Andando por São Gonçalo, sente-se a presença evangélica por todos os lados.
Contudo, São Gonçalo tem fama de ter características evangélicas? É um município com elevado índice de assassinatos, violência, crimes, prostituição, etc. É um lugar conhecido pelo abandono, lixo, sujeira, etc. E, não por coincidência, o primeiro caso de união civil homossexual a receber aprovação do Superior Tribunal de Justiça veio de… São Gonçalo!
Onde o Evangelho de Jesus Cristo entra, o efeito é resplandecente: as trevas recuam. Mas em São Gonçalo as trevas recuaram?
Não só há uma grande concentração de pastores e igrejas em São Gonçalo, mas importantes posições políticas ali, inclusive de prefeito, estão nas mãos de evangélicos. Mesmo assim, ativistas homossexuais ocupam posições importantes da prefeitura. Onde está há mudança do Evangelho?
Claro que há homens e mulheres ali que são fiéis a Deus e clamam por justiça. Mas a pergunta é: Por que muitos pastores estão envolvidos em esquemas de corrupção em São Gonçalo? Por que tantos esquemas ligados a autoridades políticas evangélicas ali? Onde estão os profetas de São Gonçalo para bradar contra as alianças evangélicas com as trevas da corrupção política?

Os evangélicos e a política: o que está acontecendo?

Algum evangélico poderia me perguntar: “Julio, como você poderia aplicar o exemplo de São Gonçalo a um Brasil evangélico no futuro?”
Minha resposta: “São Gonçalo é evangelicamente diferente do resto do Brasil?”
Há muitos fatores em comum a considerar, principalmente espirituais, porém vou focalizar apenas no aspecto político.
Todo evangélico, seja líder ou não, tem poder político. Em São Gonçalo, evangélicos simples, sem nenhuma posição de liderança política ou religiosa, têm usado seu poder político para manter no poder indivíduos sem a visão e integridade do Reino de Deus. Aliás, os evangélicos simples é que decidem o rumo político de São Gonçalo, pois eles têm o poder do voto.
Não é assim também no Brasil inteiro? Evangélicos compõem parte significativa e importante dos eleitores, mas os resultados eleitorais estão mostrando um aumento de influência dos valores do Reino de Deus? O voto evangélico está pondo no governo homens que, em vez de obsessão de promover o aborto e o homossexualismo, têm como alvo levar o Estado a cumprir sua responsabilidade de castigar os maus e dar segurança aos bons?
Há abundante corrupção na política de São Gonçalo. Por que evangélicos que atuam na política ali não são diferentes de quem não é evangélico? Notável exceção foi o Dr. Geremias Fontes, que foi prefeito de São Gonçalo de 1959 a 1962. Mais tarde, durante o regime militar, ele se tornou governador do Rio de Janeiro, deixando como exemplo uma integridade política e administrativa que não se vê nos políticos atuais de São Gonçalo e Brasil. Ele foi o político mais honesto que já conheci em todo o Brasil.
Por que a presença forte de evangélicos na política atual de São Gonçalo e a presença forte de pastores e igrejas evangélicas na sociedade de São Gonçalo não estão mudando o quadro de corrupção, crimes, assassinatos e prostituição da região?
A população evangélica de São Gonçalo usa seu poder voto nas eleições. Por que as mudanças espirituais não vêm?
Evangélicos e até pastores entram na política de São Gonçalo com boas intenções. Por que eles acabam espiritualmente fracos e corruptos?
Como um futuro Brasil evangélico seria diferente dessa realidade?

Onde está o Brasil diferente?

A população evangélica do Brasil usa seu poder voto nas eleições. Onde estão as mudanças políticas nacionais que agradam a Deus?
Evangélicos e até pastores entram na política do Brasil com boas intenções. Por que eles acabam espiritualmente fracos e corruptos?
O aumento da presença evangélica na política está mudando o quadro caótico do Brasil? Pelo contrário, mesmo com grande presença evangélica, Lula, com toda a sua obsessiva devoção política ao aborto e à sodomia, foi eleito por muitos votos evangélicos, com o apoio ou silêncio da maioria dos líderes evangélicos.
Portanto, o que o Brasil precisa é de um futuro evangélico? Um grande aumento nacional de evangélicos poderia transformar o Brasil na República Federativa de São Gonçalo.
O que o Brasil precisa é de seguidores de Jesus Cristo que tenham coragem de viver e levar a sério os valores do Reino de Deus na política.

O evangélico e o Estado ladrão

O evangélico na política engole as visões ideológicas que lhe são impostas de todos os lados e nada vê de errado no acúmulo estatal de riquezas a custa de impostos assaltantes. Décadas atrás, o Brasil tinha uma carga de impostos sobre os cidadãos de 10%. Hoje, essa carga aumentou para um peso insuportável e inimaginável de praticamente 40%!
Isto é, a maior parte dos recursos de impostos hoje é produto de roubo estatal, por meio de leis injustas. Como um seguidor de Jesus conseguiria ser um bom administrador de recursos públicos adquiridos por meio de furto estatal?
O Estado brasileiro, injustamente enriquecido com taxação criminosa, alega que sua elevadíssima cobrança de impostos tem como finalidade ajudar os pobres e investir na saúde, educação, etc. O seguidor de Jesus aceitaria tal desculpa?
O que diríamos de um evangélico que investiu 4 milhões de reais em hospitais infantis e escolas? É uma boa e louvável ação, sem dúvida. Mas o que diríamos se a procedência desses 4 milhões fosse produto de roubo, onde um ladrão assaltou um banco e depois deu tudo ao evangélico, que por sua vez deu tudo para obras de caridade?
O investimento foi certo, porém o dinheiro é sujo, pois é produto de roubo. Administrar produto de roubo não traz bênção para quem o administra. Será por isso então que a maioria dos políticos evangélicos do Brasil não está sendo abençoada e ainda cai em escândalos?

Roubar para “ajudar” os pobres?

Como pode um evangélico (ou católico) ser um bom administrador de produto de roubo?
Muita severidade é injustamente atribuída a Deus por causa de seus mandamentos, mas ele nunca ordenou que o Estado roube dos cidadãos. O Estado faz isso por conta própria.
Na Bíblia, Deus orienta as pessoas a repartir com os pobres. Nunca Deus sugeriu que o Estado tem o poder e a autoridade de roubar de uns para dar para outros.
No plano de Deus, a repartição de bens deve ser motivada exclusivamente pelo amor ao próximo, não por tirania e abusos de impostos estatais. Quando o Estado usa sua força nessa área, o resultado é ódio e morte em grande escala.
O sistema socialista, que afirma apenas querer distribuir a renda entre as pessoas, é responsável por mais de 100 milhões de assassinatos.
O sistema socialista é uma afronta total aos ensinamentos de Jesus, que prega o amor e ações motivadas por amor.
Por isso, para alcançar um nível onde as pessoas sintam amor pelo próximo, a sociedade precisa do Evangelho. Quando o assunto é amor, o Estado é ineficaz e inútil. O Evangelho promove amor entre os cidadãos, sem roubar de uns para supostamente dar para outros. Mas quando o Estado, com a alegação de ajudar os pobres, rouba através de impostos, o ódio avança.
Por coincidência, nenhuma ideologia promoveu mais ódio e assassinatos do que o socialismo. Como então tantos evangélicos no Brasil podem abraçar uma ideologia maldita que derramou tanto sangue cristão durante a história da humanidade?
Como é que os evangélicos brasileiros, seguindo a direção dessa ideologia, conseguem entrar na política, querendo ser homens espiritualmente íntegros sendo ao mesmo tempo “bons” administradores de produtos de roubo através de impostos injustos?
Muitos evangélicos seguiram tal rumo e as conseqüências estão aí, mas o seguidor de Jesus age diferente. Ele entra no sistema político com os valores imutáveis e inabaláveis do Reino de Deus e muda o sistema. Ele não entra no sistema para se tornar apenas mais uma parte da engrenagem.

O seguidor de Jesus sempre faz diferença

O seguidor de Jesus entra no sistema político e, vendo os 40% de furtos estatais em impostos, luta para trazer justiça na forma e quantidade de o Estado cobrar e administrar os recursos públicos. O seguidor de Jesus levará o Estado a cumprir somente o chamado que Deus lhe deu: castigar os culpados e elogiar os bons.
Os que se opõem a Deus dizem que é crueldade dar mensalmente dez por cento da renda a Deus, porém nem mesmo entre o próprio povo de Deus ninguém questiona quando o Estado brasileiro cobra a força 40 por cento da renda do trabalhador!
A Bíblia diz que Deus deu ao Estado a autoridade de levar a espada — que significa a autoridade de usar a pena capital em criminosos perigosos. O Estado brasileiro leva a espada — que é o poder de fazer ameaça letal aos criminosos — não para acabar com a criminalidade e com os criminosos, mas para ameaçar os cidadãos bons com cobranças abusivas de impostos.
O Estado se tornou divino ao exigir dos cidadãos um “dízimo” compulsório quatro vezes maior do que o dízimo que é entregue ao único e verdadeiro Deus.
É impossível fazer a vontade de Deus na política sem fidelidade ao Reino de Deus. Os políticos evangélicos de São Gonçalo não são prova dessa realidade? Aliás, muitos políticos evangélicos de todo o Brasil são evidência desse fato. É impossível ser servo de Deus na política sendo “bom” administrador de produto de roubo.
Contudo, os políticos evangélicos são os únicos culpados pela falta de grande mudança positiva no Brasil? Os eleitores evangélicos do Brasil provavelmente são os maiores culpados, pois usam seu poder de voto quase sempre de forma errada. Quantos políticos pró-aborto e pró-homossexualismo que governam hoje o Brasil não foram eleitos por muitos evangélicos?
O seguidor de Jesus, ao ser confrontado apenas com opções de políticos corruptos na hora da eleição, se abstém. Mas o eleitor evangélico, ou católico, vota no “menos pior” — porque o mesmo Estado que lhe suga criminosamente impostos elevados também o doutrina sistematicamente que é “dever democrático” votar, seja em quem for.
O seguidor de Jesus não dá ouvidos ao Estado ladrão e a ideologias totalitárias. Ele dá atenção à voz do Espírito Santo.
Seja como político ou como simples eleitor, o seguidor de Jesus é realista, e entende que está lidando com um Estado que, em vez de cumprir sua função fundamental de castigar crimes reais, é praticante de crimes e furtos.
Seja como político ou como simples eleitor, o seguidor de Jesus se entrega nas mãos do Político supremo para trazer mudanças políticas ao Brasil. Ele não será simplesmente administrador do Estado ladrão, mas será servo do Reino de Deus na política brasileira, disposto a seguir toda ordem do Rei.
Vendo São Gonçalo, vi o Brasil evangélico do futuro! Agora vejo que o Brasil, mais do que nunca, precisa de um aumento de homens e mulheres fiéis ao Reino de Deus. São esses homens e mulheres que serão usados por Deus para transformar o Brasil.
Outros artigos interessantes:

An evangelical Brazil?

Posted in eangelical Brazil, Geremias Fontes, São Gonçalo by juliosevero on 25 de março de 2009

An evangelical Brazil?

Perspective from an evangelical Brazilian on the possibility of a mostly evangelical Brazil on the future

By Julio Severo
I saw the evangelical future of Brazil. No, I did not have any supernatural vision. I merely saw an actual regional scenario rightly pointing to a national reality.
Many evangelicals think that the chaotic Brazilian picture would change if the majority of the Brazilian population were evangelical. Would more Brazilian evangelicals mean more integrity, honesty and justice in Brazil?

São Gonçalo: mirror of the evangelical future of Brazil?

I knew São Gonçalo, in Rio de Janeiro, a county that, according to Pr. Fernando Rezende, has the largest concentration of evangelical ministers and churches per square kilometer in the whole Latin America.
As most Brazil, São Gonçalo reflects very well evangelical diversity, with temples and denominations from the most traditional to the most modern. Walking across São Gonçalo, you feel the evangelical presence on every side.
However, does São Gonçalo have fame for evangelical characteristics? It is a county with high rates of murders, violence, crimes, prostitution, etc. It is a place known by its abandonment, filth, garbage, etc. And, not by coincidence, the first Brazilian case of homosexual civil union to receive approval in the Superior Justice Court came from… São Gonçalo!
Where the Gospel of Jesus Christ enters, the effect is shining: darkness retreats. But does darkness have receded in São Gonçalo?
There is not only a large concentration of ministers and churches in São Gonçalo, but major political posts there, including mayor, belong to evangelicals. Even so, gay activists occupy major roles in the city hall. Where is the Gospel change?
Of course, there are men and women there who are faithful to God and call upon God for justice. But the question is: Why are so many ministers involved in dishonest schemes in São Gonçalo? Why are so many schemes connected to evangelical political officials? Where are the São Gonçalo prophets to cry against the evangelical alliances with the darkness of the political corruption?

Evangelicals and politics: what is happening?

Some evangelical Christian could ask the question: “Julio, how could you apply the São Gonçalo example to an evangelical Brazil in the future?”
My answer: “Is São Gonçalo evangelically different from the rest of Brazil?”
There are many — especially spiritual — common factors to be considered, but I will focus only on the political aspect.
Every evangelical Christian, whether a leader or not, has political power. In São Gonçalo, ordinary evangelicals, with no post of political and religious leadership, have used their political power to keep in power individuals without the Kingdom of God vision and integrity. In fact, who decides the political course of São Gonçalo are the ordinary evangelicals, because they have the voting power.
Is not throughout Brazil this way too? Evangelicals comprise significant part of the voters, but are the electoral results showing an increase of influence of the Kingdom of God values? Is the evangelical vote putting into the government men who, instead of an obsession to promote abortion and homosexuality, have the goal to lead the State to fulfill its responsibility to punish the wicked and grant security to the good citizens?
There is abundant corruption in the São Gonçalo politics. Why are not evangelicals in politics there different of non-evangelicals? Notable exception was Dr. Geremias Fontes, who was mayor of São Gonçalo from 1959 to 1962. Later, he became the governor of Rio de Janeiro, leaving as an example a political and administrative integrity not seen in the modern politicians of São Gonçalo. He was the most honest politician I knew in Brazil.
Why are not the strong presence of evangelicals in the current São Gonçalo politics and the strong presence of evangelical ministers and churches in the São Gonçalo society changing the picture of corruption, crimes, murders and prostitution there?
The evangelical population of São Gonçalo uses their voting power in the elections. Why do not spiritual changes come?
Evangelicals and even ministers enter the politics of São Gançalo with good intentions. Why do they eventually get spiritually weakened and corrupt?
How would a future evangelical Brazil be different of that reality?

Where is the different Brazil?

The Brazilian evangelical population uses their voting power in the elections. Where are the national political changes pleasing to God?
Evangelicals and even ministers enter the Brazilian politics with good intentions. Why do they eventually get spiritually weakened and corrupt?
Is the increase of the evangelical presence in the politics changing the chaotic Brazilian picture? On the contrary, even with substantial evangelical presence, socialist president Lula, with all his obsessive political devotion to abortion and sodomy, got elected by many evangelical votes, with the support or the silence of the most evangelical leaders.
Therefore, does Brazil need an evangelical future? A large national growth of evangelicals could transform Brazil in the São Gonçalo Federative Republic.
What Brazil needs are followers of Jesus Christ having the courage to live and take seriously the Kingdom of God values in the political sphere.

Evangelicals and the thief State

The evangelical Christian in the politics swallows the ideological visions imposed on him from every side and he does not see anything abnormal in the state accumulation of wealth at the cost of stealing taxation. Decades ago, Brazil had a tax load on the citizens of 10%. Today, this load increased to an unbearable and unimaginable load of about 40%!
That is, most taxes today are products of state robbery, through unjust laws. How would a follower of Jesus be a good administrator of public resources acquired through state robbery?
The Brazilian state, unjustly enriched by criminal taxation, alleges that its sky-rocketing tax levy is intended to help the poor and to invest in health-care, education, etc. Would the follower of Jesus accept such excuse?
What would you say of an evangelical Christian that invested 4 million dollars in children’s hospitals and schools? Doubtless, it is a good and praiseworthy action. But what would you say if the origin of those 4 million were products of robbery, where a robber robbed a bank and later gave away everything to the evangelical Christian, who by his turn gave away everything to charity?
The investment was right, but the money was dirty, because it was product of robbery. To administer product of robbery does not bring blessing to those administering it. Then is this why most evangelical politicians in Brazil are not being blessed and besides eventually fall in scandals?

Robbing “to help” the poor?

How can an evangelical (or Catholic) Christian be a good administrator of product of robbery?
Much harshness is unfairly laid on God because of his commands, but He never ordered the State to rob citizens. The State does it by its own accord.
In the Bible, God tells people to share with the poor. God never suggested that the State has the power and authority to rob from some to give to others.
In God’s plan, the sharing of belongings should be motivated exclusively by the love to the neighbor, not by tyranny and abuses of state taxes. When the State uses its force in that area, the consequence is hate and murders in a large scale.
The socialist system, which says that it wants only to make income distribution among people, has provoked more than 100 million murders.
The socialist system is a total insult to the teachings of Jesus, who preaches love and actions motivated by love.
Therefore, to achieve a level where people may feel love for the neighbor, society needs the Gospel. When the subject is love, the State is ineffective and useless. The Gospel promotes love between citizens, without robbing from some to supposedly give to others. But when the State, with the allegation to help the poor, robs through taxation, hate advances.
By coincidence, no ideology has promoted more hate and murders than socialism. How then can so many evangelicals embrace a cursed ideology that shed so much Christian blood during the history of mankind?
How are Brazilian evangelicals able, following the direction of that ideology, to enter the politics, wanting to be upright men being at the same time “good” administers of products of robbery through unjust taxation?
Many evangelicals followed such course and the consequences are patent, but the follower of Jesus acts in a different way. He enters the political system with the changeless and unshakeable Kingdom of God values and changes the system. He does not enter the system to be merely a part of the machinery.

The follower of Jesus always makes a difference

The follower of Jesus enters the political system and, seeing the 40% of state robbery in taxation, fights to bring justice in the form and quantity that the State collects and administers public resources. The follower of Jesus will lead the State to fulfill only the calling God gave it: to punish the criminals and praise the good citizens.
Those opposed to God say that it is cruelty to give a tenth from the income to God every month, but even among God’s people no one questions when the Brazilian State taxes by force 40 per cent of the income from every worker!
The Bible says that God granted to the State the authority to carry the sword — meaning the authority to use the capital punishment on dangerous criminals. The Brazilian State carries the sword — which is the power to make lethal threat to criminals — not to exterminate criminality and criminals, but to threaten good citizens with abusive taxation.
The State became divine by charging from citizens a mandatory “tenth” four times bigger than the tenth that is delivered to the only and true God.
It is impossible to do God’s will in the politics without faithfulness to God’s Kingdom. Are not the evangelical politicians of São Gonçalo proof of that reality? In fact, many evangelical politicians across Brazil are evidence of that fact. It is impossible to be a God’s servant in the politics being a “good” administrator of product of robbery.
However, are the evangelical politicians the only culprits for the lack of major positive change in Brazil? Evangelical voters in Brazil probably are the biggest culprits, because they use their voting power most the time in a wrong way. How many pro-abortion and pro-homosexuality politicians governing Brazil today were not elected by many evangelicals?
The follower of Jesus, when faced by the options of only corrupted politicians in the election time, chooses no candidate. But the evangelical, or Catholic, voter chooses “him who is less bad” — because the same State that imposes criminal taxation also systematically indoctrinates him that it is a “democratic must” to vote, whoever may be the candidate.
The follower of Jesus gives no heed to the thief State and totalitarian ideologies. He gives attention to the voice of the Holy Spirit.
Whether as a politician or as an ordinary voter, the follower of Jesus is realistic, and he understands that he is dealing with a State that, instead of fulfilling its basic function to punish actual crimes, is a committer of crimes and robberies itself.
Whether as a politician or as an ordinary voter, the follower of Jesus surrenders himself in the hands of the supreme Politician to bring political changes in Brazil. He is not simply an administrator of a thief State, but he will be servant of the Kingdom of God in the Brazilian politics, willing to follow every command from the King.
By seeing São Gonçalo, I saw the evangelical Brazil in the future! Now I see that Brazil, more than ever, needs an increase of men and women faithful to the Kingdom of God. These men and women will be used by God to transform Brazil.
Portuguese version of this article: Um Brasil evangélico?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.799 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: